^BVSP - IBOVESPA

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
81.675,42
+455,92 (+0,56%)
No fechamento: 6:21PM BRST
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior81.219,50
Abrir81.219,50
Volume0
Variação do Dia80.922,85 - 81.675,42
Variação de 52 semanas60.315,00 - 81.675,42
Estimativa Volume3.032.270
  • Reutershá 11 horas

    Com mercado à espera de julgamento de Lula, Ibovespa sobe e renova recorde

    Sessão foi relativamente morna, com investidores na expectativa do julgamento do ex-presidente Lula

  • Reutershá 11 horas

    Ibovespa fecha em alta e renova máxima histórica; mercado aguarda julgamento de Lula

    SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 fechou em alta nesta segunda-feira, renovando máxima recorde com a ajuda do viés benigno em Wall Street, mas a sessão foi morna, com investidores na expectativa do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As ações da Eletrobras foram destaque positivo no pregão, com as ordinárias chegando a subir mais de 10 por cento na máxima do dia, diante do envio do projeto de lei de privatização da companhia ao Congresso Nacional. De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 0,38 por cento, a 81. ...

  • Reutershá 17 horas

    Governo está otimista com privatização da Eletrobras em 2018, diz secretário

    SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal está otimista com a possibilidade de concluir ainda em 2018 a privatização da Eletrobras, após o presidente Michel Temer oficializar nesta segunda-feira o envio ao Congresso Nacional de um projeto de lei com a modelagem do negócio. ...

  • InfoMoneyhá 17 horas

    Carteira do melhor analista do Brasil já rende 67,5% mais que o Ibovespa em 2018; veja mudanças no portfólio

    O programa do Giba vai ao ar na InfoMoneyTV todas as segundas-feiras

  • Reutershá 18 horas

    Bovespa opera sem tendência na expectativa de julgamento de Lula

    Por Paula Arend Laier (Reuters) - O mercado acionário brasileiro não mostrava uma tendência clara na manhã desta segunda-feira, diante da ausência de uma direção única do ambiente financeiro externo e com agentes financeiros na expectativa do julgamento em segunda instância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta semana. As ações da Eletrobras eram destaque positivo na sessão, após o Palácio do Planalto enviar para o Congresso Nacional projeto de lei que prevê a desestatização da companhia. Às 11:29, o Ibovespa subia 0,04 por cento, a 81. ...

  • Reutershá 3 dias

    Petrobras e Odebrecht preparam unificação das ações da Braskem

    SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras anunciou nesta sexta-feira que conversas com a Odebrecht para revisar o acordo de acionistas da Braskem evoluíram para uma reorganização societária com unificação das espécies de ações da petroquímica. "Esses estudos, no entanto, ainda se encontram em fase preliminar", afirmou a Petrobras em comunicado. Uma unificação das classes de ações votantes pode preparar a migração da empresa para o Novo Mercado, divisão de mais alta governança na B3. Vale e Suzano migraram para o segmento em 2017 após unificar suas classes de ações. ...

  • Reutershá 3 dias

    Ibovespa fecha em alta e renova máximas com fluxo segurando ajuste

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice acionário da B3 fechou no azul nesta sexta-feira, renovando máximas, com o persistente fluxo de entrada de investimento estrangeiro ainda limitando a tentativa de ajuste, mas com investidores evitando grandes apostas conforme se aproxima o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O Ibovespa fechou em alta de 0,32 por cento, a 81.219 pontos, nova máxima de fechamento, e acumulando ganho de 2,36 por cento na semana. O giro financeiro somou 8,38 bilhões de reais. ...

  • Reutershá 3 dias

    Nippon Steel diz que demissão de executivo da Usiminas deteriora confiança

    SÃO PAULO (Reuters) - A Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation (NSSMC) disse nesta sexta-feira que a demissão de um executivo indicado pela empresa para trabalhar na Usiminas representa uma deterioração da confiança mútua entre o grupo japonês e a siderúrgica mineira. Segundo a NSSMC, Masashi Imoto, pediu demissão voluntária na semana passada, medida apoiada pelo grupo japonês. O executivo era diretor comercial da Usiminas desde 2016. ...

  • Reutershá 4 dias

    Ibovespa se sustenta perto de máximas recordes, com Embraer entre destaques positivos

    SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice acionário da B3 operava em território positivo nesta sexta-feira, mantendo-se próximo de máximas históricas em meio à contínua entrada de investimento estrangeiro, com as ações da Embraer entre as maiores altas. Às 11:18, o Ibovespa subia 0,35 por cento, a 81.243 pontos. O giro financeiro era de 1,36 bilhão de reais. A persistente entrada de capital externo na bolsa paulista tem evitado que o Ibovespa mostre ajustes mais fortes, tendo fechado em território negativo apenas em quatro pregões até agora neste ano. ...

  • Reutershá 4 dias

    Ibovespa fecha em leve baixa, mas segue acima dos 80 mil pontos

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em queda nesta quinta-feira, mas seguiu acima dos 80 mil pontos, com os patamares recordes abrindo espaço para algum ajuste, movimento limitado pelo persistente fluxo estrangeiro. O Ibovespa fechou em queda de 0,28, a 80.962 pontos. O giro financeiro do pregão somou 9,5 bilhões de reais. O índice passou a sessão trocando de sinal, subindo 0,22 por cento no melhor momento, quando atingiu nova máxima intradia de 81.367 pontos. Na mínima, cedeu 0,85 por cento. ...

  • Reutershá 4 dias

    Ibovespa fecha em baixa em movimento de ajuste, mas segue acima de 80 mil pontos

    SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em queda nesta quinta-feira, mas seguiu acima dos 80 mil pontos, com os patamares recordes abrindo espaço para algum ajuste, embora o persistente fluxo estrangeiro tenha limitado o movimento. Com base em dados preliminares, o Ibovespa fechou em queda de 0,4 por cento, a 80.868 pontos. O giro financeiro do pregão era de 8,7 bilhões de reais. (Por Flavia Bohone)

  • Reutershá 5 dias

    Fibria anuncia aumento no preço de celulose e impulsiona ações do setor na B3

    Por Paula Arend Laier SÃO PAULO (Reuters) - A Fibria, maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, anunciou nesta quinta-feira aumento no preço de celulose para a América do Norte, Europa e Ásia a partir de 1º de fevereiro e a expectativa de analistas é de que outras empresas do setor acompanhem o movimento. A companhia informou que o novo preço da tonelada de celulose na Europa passará para 1.030 dólares por tonelada, enquanto na América do Norte o novo valor será de 1.210 dólares. Em ambos os casos, os reajustes são de 30 dólares. ...

  • Reutershá 5 dias

    Ibovespa ronda estabilidade após renovar recordes; ações de celulose sobem

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava sem viés firme nesta quinta-feira, ensaiando algum ajuste após renovar recordes na véspera e fechar acima dos 81 mil pontos, mas com o persistente fluxo estrangeiro diante do viés mais favorável limitando o movimento. Às 11:50, o Ibovespa caía 0,15 por cento, a 81.070 pontos. O giro financeiro era de 1,98 bilhão de reais. No ano até o dia 15, o saldo de investimento estrangeiro na B3 acumula entrada líquida superior a 4 bilhões de reais, movimento que tem ajudado a levar o Ibovespa a máximas recordes. ...

  • Reutershá 5 dias

    Fibria anuncia aumento no preço de celulose para América do Norte, Europa e Ásia; ação sobe 4%

    SÃO PAULO (Reuters) - A Fibria, maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, anunciou nesta quinta-feira aumento de celulose para América do Norte, Europa e Ásia a partir de 1º de fevereiro. A companhia informou que o novo preço da tonelada de celulose na Europa passará para 1.030 dólares por tonelada, enquanto na América do Norte o novo valor será de 1.210 dólares. Em ambos os casos, os reajustes são de 30 dólares. Para a Ásia, o aumento será de 20 dólares, para 830 dólares por tonelada. O último aumento anunciado pela companhia ocorreu em novembro. ...

  • Reutershá 5 dias

    Conselho da Natura aprova emissão de US$1,15 bi em dívida no mercado internacional

    (Reuters) - O conselho de administração da fabricante de cosméticos Natura aprovou a emissão no mercado internacional de até 1,15 bilhão de dólares em títulos de dívida, de acordo com fato relevante divulgado pela empresa nesta quinta-feira. Os recursos captados por meio da emissão, segundo a Natura, serão utilizados para repagamento de parte da dívida da companhia decorrente da emissão de 3,7 bilhões de reais em notas promissórias emitidas para financiar a aquisição da The Body Shop International Limited. ...

  • Reutershá 5 dias

    Ibovespa sobe e fecha acima dos 81 mil pontos pela 1ª vez

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em alta nesta quarta-feira, acima dos 81 mil pontos pela primeira vez, na esteira do contínuo fluxo de investimento estrangeiro, em sessão que teve ainda um noticiário corporativo mais movimentado, além de vencimento de opções sobre o Ibovespa. O Ibovespa fechou na máxima da sessão, em alta de 1,7 por cento, a 81.189 pontos. O giro financeiro somou 9,48 bilhões de reais. ...

  • Reutershá 6 dias

    Ibovespa fecha em leve alta, após romper os 80 mil pontos mais cedo

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice acionário da B3 fechou em leve alta nesta terça-feira, mas não se manteve acima do recorde de 80 mil pontos alcançados mais cedo, em outro dia de entrada de recursos com a manutenção do cenário de otimismo no exterior e no Brasil. O Ibovespa fechou com variação positiva de 0,1 por cento, a 79.831 pontos, nova máxima de fechamento. O giro financeiro do pregão somou 8,84 bilhões de reais. Na máxima da sessão, o índice foi a 80.246 pontos, com alta de 0,62 por cento, enquanto na mínima teve oscilação negativa de 0,11 por cento. ...

  • Reutershá 6 dias

    Ibovespa fecha praticamente estável, após ter superado 80 mil pontos

    SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice acionário da B3 fechou praticamente estável nesta terça-feira, após romper mais cedo os 80 mil pontos pela primeira vez na história, diante do persistente fluxo de entrada de recursos com a manutenção do cenário de otimismo no exterior e no Brasil. Com base em dados preliminares, o Ibovespa fechou com variação negativa de 0,03 por cento, a 79.726 pontos, após subir a 80.246 pontos na máxima da sessão. O giro financeiro era de 8,1 bilhões de reais. (Por Flavia Bohone)

  • Reutershá 7 dias

    Ibovespa rompe 80 mil pontos pela 1ª vez na história

    SÃO PAULO (Reuters) - O índice de referência da bolsa paulista rompeu o patamar dos 80 mil pontos pela primeira vez na história nesta terça-feira, diante do persistente fluxo de entrada de recursos com a manutenção do cenário de otimismo no exterior e no Brasil. Às 12:16, o Ibovespa subia 0,5 por cento, a 80.154,14 pontos. O giro financeiro era de 2 bilhões de reais. No ano até a véspera, o Ibovespa acumula alta de 4,4 por cento, após subir quase 27 por cento em 2017. (Por Flavia Bohone)

  • Reutershá 7 dias

    Ibovespa renova máximas em dia de feriado nos EUA em dia de vencimento de opções

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou no azul nesta segunda-feira, renovando máxima histórica, com o permanente bom humor que levou ao rali no início do ano, numa sessão tranquila sem o referência do mercado norte-americano fechado por feriado. O Ibovespa subiu 0,51 por cento, a 79.752 pontos, após subir a 79.846 pontos no melhor momento da sessão, renovando as máximas históricas de fechamento e intradia. O giro financeiro do pregão somou 10,1 bilhões de reais, incluindo o exercício de opções sobre ações que movimentou 4,76 bilhões de reais.. ...

  • Reutershá 8 dias

    Exercício de opções sobre ações na B3 movimenta R$4,76 bi

    SÃO PAULO (Reuters) - O vencimento de contratos de opções sobre ações movimentou 4,76 bilhões de reais nesta segunda-feira na B3, sendo 4,52 bilhões de reais referentes ao exercício de opções de compra, enquanto 242,5 milhões de reais foram em opções de venda. As opções de compra de Bradesco PN a 32,86 reais e a 32,63 reais lideraram o giro, movimentando 240,35 milhões de reais e 209,37 milhões de reais, respectivamente. ...

  • InfoMoneyhá 8 dias

    Melhor analista do Brasil faz 3 alterações em carteira que já rende 37% mais que o Ibovespa em 2018

    Programa com o detalhamento da carteira vai ao ar todas as segundas-feiras às 14h20 (horário de Brasília)

  • Reutershá 8 dias

    Receita líquida do GPA cresce 6,8% no 4º tri e 8,2% em 2017; ações avançam

    Por Gabriela Mello SÃO PAULO (Reuters) - As vendas totais líquidas do Grupo Pão de Açúcar (GPA) no quarto trimestre subiram 6,8 por cento na comparação anual, para 12,5 bilhões de reais, disse a empresa nesta segunda-feira, levando o faturamento a encerrar o ano com alta acumulada de 8,2 por cento. O crescimento das vendas no trimestre e no ano foram impulsionadas pelo forte desempenho do segmento de atacarejo, enquanto as vendas líquidas do segmento Multivarejo recuaram. ...

  • Reutershá 10 dias

    Ibovespa renova máxima intradia, mas fecha praticamente estável após S&P cortar rating do Brasil

    Por Flavia Bohone SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou praticamente estável nesta sexta-feira, após renovar máxima histórica intradia, ensaiando algum ajuste depois que a agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou a nota de crédito do Brasil, mas com o movimento limitado pela manutenção de perspectivas otimistas no exterior e localmente. O Ibovespa fechou com variação negativa de 0,02 por cento, a 79.349 pontos, acumulando alta de 0,35 por cento na semana. O giro financeiro somou 9,1 bilhões de reais. ...

  • Reutershá 10 dias

    Ibovespa fecha em leve queda após S&P cortar rating do Brasil

    SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em leve baixa nesta sexta-feira, após renovar máxima histórica intradia, ensaiando algum ajuste após a agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixar a nota de crédito do Brasil, mas com o movimento limitado pela manutenção de perspectivas otimistas no exterior e localmente. Com base em dados preliminares, o Ibovespa fechou em baixa de 0,15 por cento, a 79.244 pontos, acumulando ganho de 0,2 por cento na semana. O giro financeiro somava 8,5 bilhões de reais. (Por Flavia Bohone)