Mercado abrirá em 2 h 9 min

Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras (PBR)

NYSE - NYSE Preço Adiado. Moeda em USD.
Adicionar à lista
11,28-0,01 (-0,09%)
No fechamento: 04:00PM EST
11,30 +0,02 (+0,18%)
Pré-Abertura: 04:29AM EST
Tela cheia
Os preços de transação não são provenientes de todos os mercados
Fechamento anterior11,29
Abrir11,49
Preço de Compra11,29 x 47300
Preço de Venda0,00 x 36900
Variação do Dia11,23 - 11,49
Variação de 52 semanas8,88 - 16,32
Volume21.647.555
Estimativa Volume33.217.865
Capitalização de Mercado73,569B
Beta (mensalmente por 5 anos)1,01
Índice P/L (últ. 12 mes.)2,16
LPA (últ. 12 mes.)5,22
Data da ReceitaN/A
Dividendo futuro e rendimento7,59 (65,07%)
Data do Ex-Dividendo22 de nov. de 2022
Meta estimada de 1 ano14,29
  • Folhapress

    Companhias aéreas avançam em diálogo com governo Lula sobre preço de combustível de avião

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dos setores mais interessados em uma revisão na política de preços da Petrobras, a aviação vem se reunindo com frequência com o novo governo para falar do tema que as companhias consideram hoje a sua principal dificuldade: o preço do chamado QAV, o querosene das aeronaves. Nas primeiras semanas da gestão, a Abear (associação do setor) e executivos das aéreas se reuniram com os ministros Fernando Haddad (Fazenda), Márcio França (Portos e Aeroportos), Daniela Carnei

  • Folhapress

    Governo indicará diretoria e conselho da Petrobras ainda esta semana, diz Prates

    RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, afirmou nesta segunda-feira (30) que o governo apresentará os indicados para a renovação da diretoria e do conselho de administração da companhia ainda esta semana. Prates diz que já há uma lista de indicados, mas não quis antecipar nomes. Após a indicação, os nomes têm que passar por avaliação de comitê interno que analisa currículos e eventuais vedações e conflitos. A nomeação de Prates foi aprovada pelo conselho de

  • Folhapress

    Preço médio da gasolina nos postos fica estável apesar de reajuste, diz ANP

    RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A pesquisa semanal de preços dos combustíveis da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) ainda não detectou repasses do reajuste de 7,4% promovido pela Petrobras em suas refinarias na quarta-feira (25), o primeiro aumento após a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a pesquisa semanal da ANP, o produto foi vendido pelo valor médio de R$ 4,97 por litro na semana passada, praticamente o mesmo patamar verificado na semana anterior