Mercado fechado

Public Joint Stock Company Gazprom (GAZP.ME)

MCX - MCX Preço em Tempo Real. Moeda em RUB.
Adicionar à lista
294,50-1,39 (-0,47%)
No fechamento: 06:49PM MSK
Tela cheia
Fechamento anterior295,89
Abrir300,00
Preço de Compra297,42 x 210000
Preço de Venda289,50 x 1459000
Variação do Dia293,53 - 305,00
Variação de 52 semanas126,53 - 397,64
Volume54.310.020
Estimativa Volume18.701.421
Capitalização de Mercado6,963T
Beta (mensalmente por 5 anos)0,47
Índice P/L (últ. 12 mes.)3,34
LPA (últ. 12 mes.)88,07
Data da Receita30 de mai. de 2022 - 03 de jun. de 2022
Dividendo futuro e rendimento12,55 (4,71%)
Data do Ex-Dividendo14 de jul. de 2021
Meta estimada de 1 ano443,30
  • Reuters

    Rublo atinge nível de 2015 contra o euro conforme UE se prepara para pagar por gás

    (Reuters) - O rublo russo se recuperou nesta sexta-feira para os níveis mais fortes em relação ao euro e ao dólar desde junho de 2015 e março de 2018, respectivamente, o que os analistas atribuíam aos preparativos dos países da UE para pagar a Rússia pelo gás e aos controles de capital impostos por Moscou. A Rússia disse na quinta-feira que metade dos 54 clientes da gigante do gás Gazprom abriu contas no Gazprombank, conforme as empresas europeias se aproximam de prazos iminentes para pagar por

  • Reuters

    UE diz que pagamentos de gás russo são possíveis e desaconselha contas em rublos

    BRUXELAS (Reuters) - O órgão executivo da União Europeia disse aos membros do bloco nesta semana que eles podem continuar comprando gás russo sem violar as sanções impostas à Rússia após a invasão da Ucrânia, mas desaconselhou a abertura de contas bancárias em rublos para fazer os pagamentos, disseram autoridades da UE. A Comissão Europeia deu o conselho em uma reunião a portas fechadas na quarta-feira, segundo autoridades com conhecimento do assunto.

  • AFP

    Problemas no transporte de gás russo para a Europa têm efeitos limitados, mas preocupantes

    Os problemas no transporte de gás russo para a União Europeia não têm, por hora, consequências importantes, mas levantam a urgência de procurar alternativas e obrigam a questionar as intenções tanto da Rússia, como da Ucrânia.