EQTL3.SA - Equatorial Energia S.A.

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
99,22
-0,78 (-0,78%)
No fechamento: 5:10PM BRT
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior100,00
Abrir99,03
Preço de Compra98,35 x 0
Preço de Venda99,35 x 0
Variação do Dia98,64 - 99,85
Variação de 52 semanas61,63 - 104,93
Volume1.218.300
Estimativa Volume1.277.193
Capitalização de Mercado20,457B
Beta (3A, mensalmente)1,13
Índice P/L (últ. 12 mes.)16,01
LPA (últ. 12 mes.)6,20
Data da Receita9 de ago de 2018 - 10 de ago de 2018
Dividendo futuro e rendimento0,95 (0,95%)
Data do Ex-Dividendo2019-05-02
Meta estimada de 1 ano76,15
  • Folhapress

    Dez das maiores empresas do país perderam R$ 1 bi com os caminhoneiros

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dez companhias do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, somam R$ 1,187 bilhão de perdas com a paralisação dos caminhoneiros em 2018. Os prejuízos aparecem no chamado Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização).Das 63 empresas que compõem o índice, 68% destacam efeitos da mobilização em seus balanços. A maioria conseguiu compensar as perdas de maio com bons resultados dos meses seguintes. O segundo trimestre, entretanto, foi pior que o mesmo período de 2017.As mais afetadas são distribuidoras e produtoras de combustíveis. ...

  • Bloomberg

    Destaques da Bolsa: Embraer tem prejuízo; Kroton frustra

    (Bloomberg) -- Safra de balanços do 1T chega ao fim em dia de vencimento de opções sobre Ibovespa na B3. Ações no radar hoje:

  • Canadian Solar, Casa dos Ventos e Eneva avaliam leilão em Roraima, dizem fontes
    Reuters

    Canadian Solar, Casa dos Ventos e Eneva avaliam leilão em Roraima, dizem fontes

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - Um leilão que contratará soluções de suprimento de energia para Roraima tem atraído interesse de diversas empresas, incluindo a fabricante de painéis solares Canadian Solar, a empresa de projetos Casa dos Ventos e as elétricas Eneva e Equatorial, entre outras, disseram à Reuters diversas fontes próximas do assunto. O certame, em 31 de maio, é aberto tanto para projetos termelétricos a diesel ou gás natural quanto para fontes renováveis, como usinas eólicas, solares e movidas a biomassa ou biogás, além de novas tecnologias, como baterias. ...

  • Tarifa de energia da Ceal no Alagoas terá redução de em média 2,7%, diz Aneel
    Reuters

    Tarifa de energia da Ceal no Alagoas terá redução de em média 2,7%, diz Aneel

    (Reuters) - A distribuidora de energia elétrica Ceal, do Alagoas, terá redução de em média 2,7 por cento nas tarifas a partir de 3 de maio, após ter reajuste tarifário anual aprovado pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta terça-feira. O reajuste, que é o primeiro aprovado pela Aneel em 2019 a ter efeito negativo sobre as tarifas, foi influenciado entre outros fatores pela privatização da companhia, que foi vendida pela Eletrobras em leilão em dezembro e arrematada pelo grupo Equatorial Energia. ...

  • Reuters

    Eletrobras não exerce opção de elevar capital social na Cepisa

    SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras não exerceu a opção de elevar o capital social na distribuidora Cepisa, que opera no Piauí e foi comprada no ano passado pela Equatorial Energia, informou a estatal na quinta-feira em comunicado divulgado ao mercado. O negócio entre as partes se deu em leilão de privatização em julho de 2018, quando a Equatorial apresentou lance único com outorga de quase 100 milhões de reais. ...

  • Equatorial Energia obtém crédito de R$1,24 bi do BNDES para projetos de transmissão
    Reuters

    Equatorial Energia obtém crédito de R$1,24 bi do BNDES para projetos de transmissão

    SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica Equatorial Energia disse que duas de suas controladas no setor de transmissão celebraram contrato de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para abertura de um crédito no valor total de até 1,241 bilhão de reais, em operação com prazo de 24 anos e 40 meses de carência de principal e juros. Em comunicado nesta quinta-feira, a Equatorial afirmou que os empréstimos vão para as controladas Equatorial Transmissora 4 e Equatorial Transmissora 6, limitados a 80 por cento do investimentos previsto pelas empresas. ...

  • Reuters

    Equatorial Energia negocia R$1,67 bi em empréstimos para obras de transmissão e Cepisa

    SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica Equatorial Energia obteve aval de seu conselho de administração para a contratação de cerca de 1,67 bilhão de reais em financiamentos, segundo ata de reunião do colegiado divulgada pela companhia nesta segunda-feira. Os recursos deverão bancar investimentos da empresa em projetos de transmissão de energia, com cerca de 1,24 bilhão de reais, e aportes na distribuidora Cepisa, no Piauí, recém-adquirida junto à estatal Eletrobras. ...

  • Reuters

    CPPIB compra 5% das ações ON da Equatorial Energia; pode buscar eleger conselheiros

    SÃO PAULO (Reuters) - A gestora de fundos de pensão canadense Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) adquiriu 5 por cento das ações ordinárias da Equatorial Energia e poderá buscar eleger conselheiros na empresa em futuras assembleias, segundo comunicado da elétrica nesta quarta-feira. A Equatorial opera distribuidoras de energia no Pará, Maranhão, Alagoas e Piauí e tem ativos em transmissão e geração. ...

  • Reuters

    ENTREVISTA-Equatorial lança PDV na Ceal e busca ser consolidadora em distribuição

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - A aquisição de concessionárias da estatal Eletrobras no Piauí e no Alagoas colocou a Equatorial Energia em nova posição no setor de distribuição de eletricidade, no qual a empresa já operava ativos no Pará e no Maranhão, disse à Reuters nesta terça-feira o presidente do grupo privado, Augusto Miranda. A companhia, que venceu no ano passado leilões de privatização da Cepisa e da Ceal, avalia que será possível recuperar "rapidamente" essas distribuidoras e está atenta a novas oportunidades de expansão, afirmou ele. ...

  • Folhapress

    Números do mercado financeiro

    DÓLAR compra/venda Câmbio livre BC - R$ 3,8455 / R$ 3,8461 ** Câmbio livre mercado - R$ 3,8400 / R$ 3,8420 * Turismo - R$ 3,8000 / R$ 4,0100 (*) cotação média do mercado (**) cotação do Banco Central Variação do câmbio livre mercado no dia: -0,77% OURO BM&F; R$ 159,000 BOLSAS Bovespa (Ibovespa) Variação: 2,79% Pontos: 98.026 Volume financeiro: R$ 14,688 bilhões Maiores altas: CSN ON (5,81%), Petrobras ON (5,66%), Eletrobras PNB (5,52%) Maiores baixas: Petrobras Distribuidora ON (-2,81%), Gol PN (-2,59%), Equatorial Energia ON (-1,33%) Dow Jones (Nova York): 0,79% Nasdaq (Nova York): 2,02% CAC 40 (Paris): 0,66% Dax 30 (Frankfurt): 0,75% Financial 100 (Londres): 0,37% Nikkei 225 (Tóquio): 0,47% Hang Seng (Hong Kong): 0,97% Shanghai Composite (Xangai): 1,92% Merval (Buenos Aires): 2,33% IPC (México): 0,70% POUPANÇA Depósitos feitos até 3 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012) Aniversário - Rendimento (%) 8/2 = 0,5000 9/2 = 0,5000 10/2 = 0,5000 11/2 = 0,5000 12/2 = 0,5000 13/2 = 0,5000 14/2 = 0,5000 15/2 = 0,5000 16/2 = 0,5000 17/2 = 0,5000 18/2 = 0,5000 19/2 = 0,5000 20/2 = 0,5000 21/2 = 0,5000 22/2 = 0,5000 23/2 = 0,5000 24/2 = 0,5000 25/2 = 0,5000 26/2 = 0,5000 27/2 = 0,5000 28/2 = 0,5000 1º/3 = 0,5000 2/3 = 0,5000 3/3 = 0,5000 4/3 = 0,5000 5/3 = 0,5000 6/3 = 0,5000 7/3 = 0,5000 8/3 = 0,5000 NOVA POUPANÇA Depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012 (Lei 12.703/2012) Aniversário - Rendimento (%) 8/2 = 0,3715 9/2 = 0,3715 10/2 = 0,3715 11/2 = 0,3715 12/2 = 0,3715 13/2 = 0,3715 14/2 = 0,3715 15/2 = 0,3715 16/2 = 0,3715 17/2 = 0,3715 18/2 = 0,3715 19/2 = 0,3715 20/2 = 0,3715 21/2 = 0,3715 22/2 = 0,3715 23/2 = 0,3715 24/2 = 0,3715 25/2 = 0,3715 26/2 = 0,3715 27/2 = 0,3715 28/2 = 0,3715 1º/3 = 0,3715 2/3 = 0,3715 3/3 = 0,3715 4/3 = 0,3715 5/3 = 0,3715 6/3 = 0,3715 7/3 = 0,3715 8/3 = 0,3715 ÍNDICES DE INFLAÇÃO IPCA/IBGE Janeiro 2018: 0,29% Fevereiro 2018: 0,32% Março 2018: 0,09% Abril 2018: 0,22% Maio 2018: 0,40% Junho 2018: 1,26% Julho 2018: 0,33% Agosto 2018: -0,09% Setembro 2018: 0,48% Outubro 2018: 0,45% Novembro 2018: -0,21% Dezembro 2018: 0,15% Janeiro 2019: 0,32% INPC/IBGE Janeiro 2018: 0,23% Fevereiro 2018: 0,18% Março 2018: 0,07% Abril 2018: 0,21% Maio 2018: 0,43% Junho 2018: 1,43% Julho 2018: 0,25% Agosto 2018: 0,00% Setembro 2018: 0,30% Outubro 2018: 0,40% Novembro 2018: -0,25% Dezembro 2018: 0,14% Janeiro 2019: 0,36% IPC/Fipe Janeiro 2018: 0,46% Fevereiro 2018: -0,42 Março 2018: 0,00% Abril 2018: -0,03% Maio 2018: 0,19% Junho 2018: 1,01% Julho 2018: 0,23% Agosto 2018: 0,41% Setembro 2018: 0,39% Outubro 2018: 0,48% Novembro 2018: 0,15% Dezembro 2018: 0,09% Janeiro 2019: 0,58% IGP-M/FGV Janeiro 2018: 0,76% Fevereiro 2018: 0,07% Março 2018: 0,64% Abril 2018: 0,57% Maio 2018: 1,38% Junho 2018: 1,87% Julho 2018: 0,51% Agosto 2018: 0,70% Setembro 2018: 1,52% Outubro 2018: 0,89% Novembro 2018: -0,49% Dezembro 2018: -1,08% Janeiro 2019: 0,01% IGP-DI/FGV Janeiro 2018: 0,58% Fevereiro 2018: 0,15% Março 2018: 0,56% Abril 2018: 0,93% Maio 2018: 1,64% Junho 2018: 1,48% Julho 2018: 0,44% Agosto 2018: 0,68% Setembro 2018: 1,79% Outubro 2018: 0,26% Novembro 2018: -1,14% Dezembro 2018: -0,45% Janeiro 2019: 0,07% SALÁRIO MÍNIMO Janeiro 2019: R$ 998,00

  • Reuters

    Sem reforma da Previdência, PIB per capita vai piorar em meio a desempenho já dramático, diz Economia

    Por Marcela Ayres BRASÍLIA (Reuters) - O ritmo de recuperação da economia tem se revelado muito lento, avaliou nesta quinta-feira a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia, apontando que sem a reforma da Previdência o Produto Interno Bruto (PIB) per capita cairá ainda mais em meio a um desempenho já considerado dramático na atual década. No ano passado, o PIB per capita ficou em 32,7 mil reais. Sem as mudanças nas regras de acesso à aposentadoria, ele cairá a 30,8 mil reais em 2023, ficando estacionado no ano que vem, estimou a SPE. ...

  • Equatorial buscará refinanciar dívidas de Ceal e Cepisa, diz CFO
    Reuters

    Equatorial buscará refinanciar dívidas de Ceal e Cepisa, diz CFO

    SÃO PAULO (Reuters) - A Equatorial Energia pretende refinanciar dívidas das distribuidoras de energia Ceal e Cepisa, que adquiriu em leilões de privatização da Eletrobras, uma vez que avalia que pode conseguir taxas mais atrativas, disse nesta quinta-feira o diretor financeiro da companhia, Eduardo Haiama. Com ativos também em geração e transmissão, a Equatorial ampliará sua base de clientes no setor de distribuição de eletricidade em 50 por cento com a compra das estatais, que deve ser concluída até março, quando a empresa espera assinar o contrato para assumir as operações da Ceal. ...

  • Equatorial expande base de clientes em 50% com compra de distribuidoras da Eletrobras
    Reuters

    Equatorial expande base de clientes em 50% com compra de distribuidoras da Eletrobras

    SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica Equatorial Energia terá um crescimento de 50 por cento no número de clientes atendidos por suas distribuidoras após fechar a aquisição de empresas da Eletrobras no Alagoas e no Piauí em leilões de privatização realizados pela estatal em 2018, disse nesta quinta-feira o diretor financeiro do grupo, Eduardo Haiama. ...

  • Folhapress

    Sem distribuidoras, Eletrobras se livra de R$ 9 bilhões em passivos

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Eletrobras privatizou a última distribuidora de energia que restava sob o seu controle nesta sexta-feira (28). A Ceal, distribuidora de Alagoas, foi vendida ao grupo Equatorial Energia, em um leilão realizado na sede da B3, em São Paulo.A empresa, que já havia arrematado outra distribuidora, a Cepisa, no Piauí, foi a única a participar da concorrência e ofereceu o lance mínimo.Ainda assim,o clima era de celebração na B3.“A Eletrobras sai de forma definitiva do setor de distribuição para poder voltar a crescer. ...

  • Reuters

    Equatorial Energia vence leilão de distribuidora da Eletrobras em AL

    SÃO PAULO (Reuters) - A Equatorial Energia venceu o leilão de privatização da distribuidora da Eletrobras em Alagoas, a Companhia Energética de Alagoas (Ceal), ao apresentar a única oferta pela empresa em sessão de licitação na bolsa paulista B3. Foram ofertados 89,94 por cento do capital social da Ceal, por 45,522 mil reais, que serão pagos à Eletrobras, conforme informou a estatal em fato relevante. Como não houve outros participantes, o deságio inicial estabelecido no edital de 45,47 por cento é o que será aplicado às flexibilizações tarifárias após o novo concessionário assumir a ...

  • Agência Brasil

    Companhia Energética de Alagoas é arrematada pela Equatorial Energia

    A Companhia Energética de Alagoas (Ceal) – a última das seis distribuidoras que ainda estavam sob controle da Eletrobrás – foi privatizada hoje (28). A empresa foi arrematada pela empresa Equatorial Energia, em leilão realizado na B3, antiga BM&F Bovespa, na capital paulista.

  • Agência Brasil

    BNDES aprova financiamento de R$ 7,6 bilhões para setor de energia

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (26) a aprovação, este mês, de dez operações no valor de R$ 7,6 bilhões para investimentos para distribuidoras de energia elétrica nos estados de Pernambuco, do Maranhão, da Bahia, do Pará, de São Paulo, de Minas Gerais, do Mato Grosso do Sul, do Paraná e do Rio Grande do Sul.

  • BNDES aprova R$7,6 bi em financiamento para distribuição de energia em dezembro
    Reuters

    BNDES aprova R$7,6 bi em financiamento para distribuição de energia em dezembro

    SÃO PAULO (Reuters) - O BNDES aprovou em dezembro dez operações, envolvendo 7,6 bilhões de reais, para investimentos em distribuição de energia elétrica em nove Estados do país, informou o banco nesta quarta-feira. Os financiamentos serão destinados para distribuidoras dos grupos Equatorial Energia, Neonergia e CPFL, controlada pela chinesa State Grid, segundo o banco de fomento. Os empreendimentos beneficiados estão localizados em Pernambuco, Maranhão, Bahia, Pará, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul. ...

  • Leilão de transmissão atrai R$13,2 bi e tem fortes deságios; Neoenergia domina
    Reuters

    Leilão de transmissão atrai R$13,2 bi e tem fortes deságios; Neoenergia domina

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - O leilão de concessões para novos projetos de transmissão de energia realizado pelo governo federal nesta quinta-feira deve viabilizar investimentos de 13,2 bilhões de reais nos próximos cinco anos, um recorde nas licitações do setor, após ter sucesso em atrair diversos interessados para todos os 16 lotes de empreendimentos ofertados. As concessões foram arrematadas em meio a uma intensa concorrência, que envolveu principalmente gigantes estrangeiras que já atuam com energia no Brasil. ...