^DJI - Dow Jones Industrial Average

DJI - DJI Preço em Tempo Real. Moeda em USD.
25.502,32
-460,19 (-1,77%)
No fechamento: 4:49PM EDT
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior25.962,50
Abrir25.844,70
Volume386.508.044
Variação do Dia25.501,45 - 25.877,00
Variação de 52 semanas21.712,53 - 26.951,81
Estimativa Volume322.161.833
  • Reutersontem

    Mercado fecha em alta amparado por tecnologia e dados positivos

    NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices das bolsas de valores dos Estados Unidos tiveram firme alta nesta quinta-feira, embaladas por um rali no setor de tecnologia liderado pela Apple, com o nervosismo em torno da previsão de desaceleração econômica do Federal Reserve (Fed) amenizado por dados econômicos mais positivos. O Dow Jones subiu 0,84 por cento, a 25.962 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 1,08 por cento, a 2.854 pontos. O Nasdaq avançou 1,42 por cento, a 7. ...

  • S&P 500 tem melhor semana desde novembro
    Reutershá 7 dias

    S&P 500 tem melhor semana desde novembro

    Por Caroline Valetkevitch NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta sexta-feira, puxadas por empresas de tecnologia, após notícias sobre progresso nas negociações comerciais entre EUA e China. A melhora no humor dos investidores sobre a disputa levou o S&P 500 à sua melhor semana desde novembro. A agência de notícias estatal chinesa Xinhua informou que Washington e Pequim estão fazendo progressos substanciais nas negociações comerciais. ...

  • Reutershá 8 dias

    Índices S&P 500 e Nasdaq avançam com otimismo sobre negociação comercial entre EUA e China

    Por Amy Caren Daniel (Reuters) - Os índices S&P 500 e Nasdaq Composto, do mercado de ações dos EUA, avançavam nesta sexta-feira, enquanto o Dow Jones oscilava em torno da estabilidade, com os investidores avaliando sinais positivos em relação às negociações comerciais entre EUA e China e após parlamentares britânicos votarem pelo adiamento do Brexit. Às 11:21 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,01 por cento, a 25.712 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,27773 por cento, a 2.816 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,6 por cento, a 7. ...

  • S&P e Nasdaq avançam com inflação moderada; Boeing pressiona Dow
    Reutershá 10 dias

    S&P e Nasdaq avançam com inflação moderada; Boeing pressiona Dow

    Por Caroline Valetkevitch NOVA YORK (Reuters) - Os índices S&P 500 e Nasdaq fecharam em alta nesta terça-feira, após dados de inflação realçarem a postura moderada do Federal Reserve em relação às taxas de juros. Mas o Dow Jones terminou no vermelho, conforme ações da Boeing despencaram pelo segundo dia consecutivo, ainda repercutindo a queda de um de seus aviões na Etiópia. O Dow Jones caiu 0,38 por cento, a 25.554,66 pontos. O S&P 500 ganhou 0,30 por cento, a 2.791,52 pontos. E o Nasdaq avançou 0,44 por cento, a 7.591,03 pontos. ...

  • Wall St avança após dados benignos de inflação; Boeing amplia queda
    Reutershá 11 dias

    Wall St avança após dados benignos de inflação; Boeing amplia queda

    Por Amy Caren Daniel e Medha Singh (Reuters) - As ações dos Estados Unidos avançavam nesta terça-feira, à medida que dados benignos de inflação sustentavam a postura "dovish" do Federal Reserve sobre futuros aumentos de juros, mas a queda da Boeing pela segunda sessão seguida pressionava o Dow Jones e limitava os ganhos de forma geral. Às 11:34 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,08 por cento, a 25.672 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,31 por cento, a 2.792 pontos. O índice Nasdaq avançava 0,18 por cento, a 7.572 pontos. ...

  • Dow Jones e S&P 500 avançam após 3 quedas seguidas
    Reutershá 21 dias

    Dow Jones e S&P 500 avançam após 3 quedas seguidas

    NOVA YORK (Reuters) - Os índices S&P 500 e Dow subiram após três quedas seguidas nesta sexta-feira, com o otimismo em relação às perspectivas de acordo comercial entre EUA e China, que ofuscaram dados da indústria dos dois países. O Dow Jones subiu 0,43 por cento, para 26.027 pontos. O S&P 500 ganhou 0,69 por cento, a 2.803 pontos. O Nasdaq teve alta de 0,83 por cento, para 7.595 pontos. O Nasdaq, por sua vez, marcou o maior período de ganhos semanais desde o final de 1999. ...

  • Ações de tecnologia impulsionam S&P 500, Home Depot pressiona Dow
    Reutershá 25 dias

    Ações de tecnologia impulsionam S&P 500, Home Depot pressiona Dow

    (Reuters) - O S&P 500 subia levemente nesta terça-feira, impulsionado pelo setor de tecnologia, mas com perdas nas ações de bens de consumo, incluindo Home Depot e Discovery, limitavam ganhos do Dow e o Nasdaq. Às 15:14 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,04 por cento, a 26.081 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,038983 por cento, a 2.795 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,14 por cento, a 7. ...

  • Bolsas dos EUA fecham em leve alta; Walmart é destaque
    Reutersmês passado

    Bolsas dos EUA fecham em leve alta; Walmart é destaque

    NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices das bolsas norte-americanas tiveram leve alta nesta terça-feira, com os resultados positivos do Walmart impulsionando o sentimento dos investidores e as negociações de alto nível entre os EUA e a China recomeçando em Washington. O índice Dou Jones subiu 0,03 por cento, a 25.891 pontos. O S&P 500 ganhou 0,15 por cento, a 2.779 pontos e o Nasdaq avançou 0,19 por cento, para 7.486 pontos. ...

  • Otimismo com negociações entre EUA e China eleva índices
    Reutersmês passado

    Otimismo com negociações entre EUA e China eleva índices

    NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiram nesta sexta-feira, com Dow e Nasdaq registrando o oitavo ganho semanal consecutivo, com investidores esperançosos de que EUA e China cheguem a um acordo para resolver sua prolongada guerra comercial. O Dow Jones subiu 1,74 por cento, para 25.883 pontos. O S&P 500 ganhou 1,09 por cento, a 2.775 pontos. O Nasdaq evoluiu 0,61 por cento, para 7.472 pontos. As negociações entre EUA e China serão retomadas em Washington na próxima semana, com ambos dizendo que houve progresso na solução do contencioso comercial dos dois países. ...

  • Dow Jones recua após dados fracos de varejo nos EUA
    Reutersmês passado

    Dow Jones recua após dados fracos de varejo nos EUA

    NOVA YORK (Reuters) - O índice Dow Jones fechou em queda nesta quinta-feira e o Nasdaq avançou, depois da divulgação de dados de fracos de vendas no varejo do país e em meio a expectativas de resolução da guerra comercial iniciada por Washington contra a China. O Dow Jones caiu 0,41 por cento, a 25.439 pontos. O S&P 500 recuou 0,18 por cento e o Nasdaq teve alta de 0,17 por cento. (Por Stephen Culp)

  • S&P 500 cai pressionado por setor de tecnologia, 3M impulsiona Dow
    Reutershá 2 meses

    S&P 500 cai pressionado por setor de tecnologia, 3M impulsiona Dow

    NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários de Wall Street fecharam sem direção única nesta terça-feira, com ações de tecnologia caindo antes do balanço trimestral da Apple, enquanto uma recuperação na 3M e outras indústrias elevaram o Dow Jones. O Dow Jones subiu 0,21 por cento, a 24.579 pontos, o S&P 500 perdeu 0,15 por cento, para 2.640 pontos, e o Nasdaq caiu 0,81 por cento, para 7.028 pontos. ...

  • Wall Street avança com compromisso de governo dos EUA com fim de paralisação
    Reutershá 2 meses

    Wall Street avança com compromisso de governo dos EUA com fim de paralisação

    Por Stephen Culp NOVA YORK (Reuters) - Wall Street ganhou terreno nesta sexta-feira em amplo rali, conforme investidores sentiram-se encorajados pelas notícias de movimentações de Washington para acabar com a mais longa paralisação do governo norte-americano na história. Todos os três principais índices acionários dos Estados Unidos avançaram, com o Dow e Nasdaq em campo positivo na semana, mas o S​​&P 500, contudo, indicava a primeira perda semanal do ano. O Dow Jones encerrou em alta de 0,72 por cento, a 24.730 pontos; o S&P 500 teve valorização de 0,86 por cento, a 2. ...

  • Nasdaq avança com rali de fabricantes de chips, Dow e S&P 500 ficam próximos da estabilidade
    Reutershá 2 meses

    Nasdaq avança com rali de fabricantes de chips, Dow e S&P 500 ficam próximos da estabilidade

    NOVA YORK (Reuters) - O índice S&P 500 subiu, mas o Dow Jones encerrou em queda nesta quinta-feira, em meio a preocupações sobre o crescimento global e a guerra comercial iniciada pelos Estados Unidos contra a China. O Nasdaq avançou impulsionado por ações de fabricantes de microprocessadores. O índice Dow Jones encerrou em queda de 0,09 por cento, a 24.553 pontos; o S&P 500 teve valorização de 0,14 por cento, a 2.642 pontos; e o Nasdaq subiu 0,68 por cento, a 7.073 pontos. (Por Chuck Mikolajczak)

  • S&P e Dow Jones têm leve alta após comentários de secretário dos EUA; Nasdaq sobe
    Reutershá 2 meses

    S&P e Dow Jones têm leve alta após comentários de secretário dos EUA; Nasdaq sobe

    Por Shreyashi Sanyal (Reuters) - O S&P e o Dow Jones operavam em leve alta nesta quinta-feira depois que o secretário do Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, disse que Washington e Pequim ainda estão longe de resolver sua disputa comercial, enquanto ganhos nas ações de fabricantes de chips impulsionavam o Nasdaq. Às 13:23 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,04 por cento, a 24.584 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,002274 por cento, a 2.639 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,41 por cento, a 7.055 pontos. ...

  • Dólar fecha acima de R$3,80 com recuo nas negociações EUA-China e fala genérica de Bolsonaro em Davos
    Reutershá 2 meses

    Dólar fecha acima de R$3,80 com recuo nas negociações EUA-China e fala genérica de Bolsonaro em Davos

    SÃO PAULO (Reuters) - O dólar avançou ante o real nesta terça-feira e fechou acima de 3,80 reais, após notícias de recuo nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China e com a ausência de informações sobre a reforma da Previdência no discurso do presidente Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, em Davos. O dólar avançou 1,25 por cento, a 3,8057 reais na venda; Na máxima da sessão, a moeda chegou a 3,8098 reais. Na mínima, registrou patamar de 3,7461 reais. O dólar futuro operava com alta de cerca de 1,5 por cento. ...

  • Reutershá 2 meses

    Braskem integra aliança global de empresas para combate à poluição causada por plásticos

    SÃO PAULO (Reuters) - Um grupo de cerca de 30 empresas, incluindo a petroquímica brasileira Braskem, lançou nesta quarta-feira uma iniciativa global de combate à poluição causada por plásticos, prometendo investimentos de 1,5 bilhão de dólares nos próximos cinco anos, em um momento em que consumidores mostram-se mais atentos aos impactos ambientais causados pelo descarte do produto. Além da Braskem, a aliança inclui as gigantes norte-americanas Dow, ExxonMobil e Procter & Gamble, além de grupos europeus, como LyondellBasell, Henkel e Shell, asiáticos e do Oriente Médio. ...

  • Folhapresshá 2 meses

    Indústria do plástico anuncia investimento de US$ 1 bilhão para combater poluição

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Algumas das maiores empresas responsáveis pela fabricação e uso dos plásticos anunciaram, nesta quarta-feira (16), uma aliança para combater a poluição, principalmente nos oceanos. Entre as companhias estão gigantes do setor de química e petroquímica como Braskem, BASF, Dow, LyondellBasell, Shell Chemical, DSM, e grandes grupos de bens de consumo, como a Procter & Gamble.Ao todo, são 30 empresas, que já arrecadaram US$ 1 bilhão para investimentos em ações de combate à poluição. A expectativa é que a associação ganhe adeptos, e que o valor chegue a US$ 1,5 bilhão. ...

  • Trump culpa democratas por turbulência do mercado acionário
    Reutershá 3 meses

    Trump culpa democratas por turbulência do mercado acionário

    WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que reivindica crédito por ganhos no mercado de ações, culpou nesta sexta-feira a vitória da oposição democrata na disputa pelo controle da Câmara dos Deputados pela turbulência nas bolsas em dezembro. Trump também tentou acalmar as preocupações dos investidores, dizendo que os mercados logo vão se acalmar. Temores de uma desaceleração econômica global têm agitado os mercados financeiros globais nos últimos meses, em meio a preocupações sobre a guerra comercial entre EUA e China, tarifas e outras preocupações econômicas. ...

  • Dow Jones ganha mais de mil pontos em forte recuperação de Wall Street
    Reutershá 3 meses

    Dow Jones ganha mais de mil pontos em forte recuperação de Wall Street

    Por Lewis Krauskopf (Reuters) - O índice Dow Jones subiu mais de mil pontos numa única sessão pela primeira vez nesta quarta-feira, liderando uma ampla recuperação de Wall Street, depois que um relatório de que as vendas de fim de ano foram as mais fortes em anos ajudou a acalmar as preocupações sobre a saúde da economia. O Dow Jones subiu 1.086 pontos, ou 4,98 por cento, para 22.878,45. O S&P 500 ganhou 4,96 por cento, a 2.467,7 pontos. O Nasdaq avançou 5,84 por cento, para 6.554,36 pontos. O Dow, o S&P 500 e o Nasdaq tiveram seus maiores ganhos percentuais diários em quase uma década. ...

  • Reutershá 3 meses

    Vendas generalizadas em Wall Street pioram com ação de Mnuchin e drama em DC

    Por Lewis Krauskopf (Reuters) - As fortes vendas generalizadas de ações dos EUA pioraram em uma sessão abreviada antes do feriado nesta segunda-feira, depois da decisão do secretário do Tesouro de reunir um grupo de crise e de outros desenvolvimentos políticos abalarem investidores e levaram o S&P 500 à beira de um mercado baixista. Todos os três principais índices terminaram em baixa de mais de 2 por cento na véspera do Natal. ...

  • Reutershá 3 meses

    Wall Street fecha em queda com planos do Fed

    Por April Joyner NOVA YORK (Reuters) - Os mercados acionários dos Estados Unidos recuaram nesta quinta-feira, com o Nasdaq a um passo de confirmar a entrada em território baixista, com planos do Federal Reserve de continuar a redução de seu balanço e ameaças de uma paralisação parcial do governo dos EUA alimentando a ansiedade de investidores. O índice Dow Jones caiu 1,99 por cento, para 22.859 pontos, o S&P 500 perdeu 1,58 por cento, para 2.467 pontos e o Nasdaq recuou 1,63 por cento, a 6.528 pontos. ...

  • Reutershá 3 meses

    Wall Street recua com investidores preocupados com atualização do Fed sobre juros

    Por April Joyner NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos tiveram forte queda nesta quarta-feira, após a projeção do Federal Reserve de menos aumentos das taxas de juro norte-americanas em 2019 ficar abaixo das expectativas do investidores de uma política monetária mais "dovish". O Dow Jones caiu 1,49 por cento, para 23.323 pontos, o S&P 500 perdeu 1,54 por cento, a 2.506 pontos, e o Nasdaq cedeu 2,17 por cento, para 6.636 pontos. O Dow fechou no menor nível desde novembro de 2017. ...

  • Wall Street cai 1% com peso de ações de saúde; Nasdaq apaga ganhos de 2018
    Reutershá 3 meses

    Wall Street cai 1% com peso de ações de saúde; Nasdaq apaga ganhos de 2018

    Por Amy Caren Daniel (Reuters) - Wall Street recuava 1 por cento nesta segunda-feira, liderada pela queda nas ações do setor de saúde depois de uma decisão federal de que o Obamacare era inconstitucional, com o declínio do setor líder do mercado intensificando ainda mais as preocupações dos investidores com a desaceleração do crescimento global. Às 13:53 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,66 por cento, a 23.942 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,818477 por cento, a 2.579 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,78 por cento, a 6.856 pontos. ...

  • Reutershá 3 meses

    Wall Street despenca e índices têm maiores quedas desde março

    Por Lewis Krauskopf (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos afundaram nesta sexta-feira com vendas generalizadas de ações de tecnologia. O índice S&P 500 teve a maior queda semanal desde março, uma vez que receios sobre as tensões comerciais EUA-China e a trajetória dos juros abalaram Wall Street. O Dow Jones caiu 2,24 por cento, para 24.388 pontos, o S&P 500 perdeu ou 2,33 por cento, a 2.633 pontos e o Nasdaq recuou 3,05 por cento, para 6.969 pontos. O S&P 500 praticamente apagou todos os seus ganhos de uma semana atrás, quando teve o maior ganho semanal em sete anos. ...

  • S&P 500 e Dow fecham em queda com preocupações comerciais
    Reutershá 3 meses

    S&P 500 e Dow fecham em queda com preocupações comerciais

    Por Lewis Krauskopf (Reuters) - O S&P 500 e o Dow Jones fecharam em leve queda, mas bem acima das mínimas de uma sessão volátil nesta quinta-feira, no qual a prisão de uma executiva de tecnologia alimentou temores sobre tensões comerciais entre Estados Unidos e China, enquanto algumas ações de tecnologia e internet tiveram ganhos. O Dow Jones caiu 0,32 por cento, para 24.949 pontos, o S&P 500 perdeu 0,15 por cento, para 2.695 pontos e o Nasdaq avançou 0,42 por cento, para 7.188 pontos. ...