Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.823,89
    +205,20 (+0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

O que faz a fundação de Bill e Melinda Gates?

Após 27 anos juntos, Bill e Melinda Gates anunciaram seu divórcio bilionário. Mas mesmo assim, um dos filhos mais valiosos do casal - a fundação Bill & Melinda Gates - continuará recebendo a devida atenção dos dois.

Assista também

A instituição filantrópica nasceu em janeiro de 2000, quando Bill e Melinda decidiram tomar uma atitude para salvar crianças africanas de doenças evitáveis, como diarreia e pneumonia.

Os trabalhos no continente ainda visam o combate à pobreza, à fome e a ajuda a pequenos agricultores. Eles também tentam erradicar doenças como a malária e a poliomielite por meio de vacinas.

Falando nisso, a pandemia do coronavírus também foi um dos alvos da filantropia do casal. Digo, ex-casal.

Quase 2 bilhões de dólares já foram doados desde fevereiro de 2020 para acelerar o desenvolvimento, a fabricação e a entrega de vacinas, diagnósticos e tratamentos para a Covid-19.

O desenvolvimento de outra vacina, a da AIDS, também está na mira da fundação desde 2006, quando mais de 280 milhões de dólares foram doados para a causa.

Nos Estados Unidos, Bill e Melinda visam reformar a lei de controle de armas para que sua venda seja limitada, além de investirem em educação e acesso à internet em todo o país.

Com ajuda do amigo Warren Buffett, cerca de 55 bilhões de dólares já foram doados para diversas causas em 135 países. E a tendência é que essa cifra continue crescendo.