Mercado fechará em 25 mins
  • BOVESPA

    106.059,16
    -4.727,27 (-4,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.901,91
    -396,29 (-0,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,42
    -1,00 (-1,20%)
     
  • OURO

    1.781,10
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    62.996,08
    -3.681,55 (-5,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.493,33
    -41,31 (-2,69%)
     
  • S&P500

    4.537,51
    +1,32 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    35.513,51
    -95,83 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.190,30
    -32,80 (-0,45%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.429,00
    +51,50 (+0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5914
    +0,0718 (+1,10%)
     

Músicos afegãos sob a sombra do medo

Músicos afegãos tentam evitar acreditar que o novo regime talibã vai ser como o anterior, quando proibiram a música no país. Muitos tiveram que deixar o Instituto Nacional de Música do Afeganistão às pressas em agosto, após a tomada da capital pelos fundamentalistas, e vivem sob a sombra do medo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos