Mercado fechado

Desde a tragédia de Mariana, ANM aplicou só 40% do dinheiro previsto para fiscalizar barragens

Passados cinco anos do rompimento de uma barragem da Samarco ter causado mortes e destruição em Mariana (MG), a Agência Nacional de Mineração (ANM) investiu somente 40% do dinheiro autorizado para fiscalizar mineradoras desde então. Dos R$ 63 milhões destinados para fiscalização da atividade minerária entre 2016 e 2020 (até outubro), apenas R$ 25 milhões foram aplicados, conforme dados apurados pela agência Fiquem Sabendo a partir dos relatórios de execução orçamentária da ANM e do Portal da Transparência.