Mercado abrirá em 3 h 49 min

Afrosaúde dá protagonismo a médicos negros e poder de escolha a pacientes

Arthur Lima, CEO e co-fundador da Afrosaúde, startup de Salvador que conecta pacientes a profissionais da saúde negros, fala sobre a dor de mercado que a plataforma criada por ele e pelo jornalista Igor Leo Rocha veio mitigar: a falta de diversidade nos atendimentos médicos e terapias complementares. Lima explica como a Afrosaúde está dando protagonismo a esses profissionais e, ao mesmo tempo, dando poder de escolha a pacientes negros que muitas vezes não são atendidos com dignidade. No roadmap da empresa, o CEO aponta uma nova rodada de captação de recursos e a reformulação (já em andamento) do modelo de negócio para também atender empresas preocupadas com a saúde de seus colaboradores e parceiros negros.