• "Tattoo inteligente"? Google financia projeto de adesivo que controla gadgets
    Canaltech

    "Tattoo inteligente"? Google financia projeto de adesivo que controla gadgets

    Batizado de SkinMarks, o invento nada mais é do que uma fina película adesiva que pode ser fixada na mão do usuário para permitir interações através de gestos naturais; pesquisas estão sendo realizadas desde 2017 e produto ainda é um protótipo inicial

  • Como usar o Google Meet para fazer videoconferências no celular
    Canaltech

    Como usar o Google Meet para fazer videoconferências no celular

    A plataforma de reuniões e videoconferências da Google, é atualmente uma das plataformas mais populares entre as que oferecem esse tipo de serviço no mercado. Você já conhece o Google Meet? Aprenda como realizar chamadas de videoconferência no seu celular

  • Carreira: Amazon e AWS oferecem mais de 190 vagas no Brasil
    Canaltech

    Carreira: Amazon e AWS oferecem mais de 190 vagas no Brasil

    Marketing, comercial, logística, TI e finanças são algumas das áreas com vagas de emprego abertas na companhia, com diferentes níveis de experiência. Posições são direcionadas à divisão de consumo, Amazon Web Services e de dispositivos da marca, como a linha Echo

  • Apple libera watchOS com ECG no Brasil e atualiza todos os SOs
    Canaltech

    Apple libera watchOS com ECG no Brasil e atualiza todos os SOs

    Do watchOS ao tvOS, passando por iOS e macOS, todos os sistemas da Maçã receberam atualizações nesta quarta-feira (15), que podem incluir novos recursos, melhorias de segurança ou correções de bugs. Monitoramento cardíaco finalmente chega ao relógio da empresa

  • Quase metade das PMEs ativas no Facebook tiveram 25% das vendas feitas online
    Canaltech

    Quase metade das PMEs ativas no Facebook tiveram 25% das vendas feitas online

    Esse números fazem parte do Relatório Global sobre a Situação das Pequenas Empresas, produzido a partir de uma parceria da rede social com o Banco Mundial e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e que foi divulgado nesta quarta-feira

  • Apple Studios irá produzir adaptação de Snow Blind com Jake Gyllenhaal
    Canaltech

    Apple Studios irá produzir adaptação de Snow Blind com Jake Gyllenhaal

    Adaptação da graphic novel Snow Blind, que será estrelada e produzida por Jake Gyllenhaal, é a nova grande produção da Apple Studios, que fará lançamento do filme na plataforma de streaming da marca, a Apple TV+

  • Apple e Android Pay serão aceitos em ônibus de Curitiba
    Yahoo Finanças

    Apple e Android Pay serão aceitos em ônibus de Curitiba

    Novidade será inaugurada nos próximos meses, em estações e veículos da capital paranaense.

  • EUA quer que Apple e Google alertem sobre possíveis riscos de apps estrangeiros
    Canaltech

    EUA quer que Apple e Google alertem sobre possíveis riscos de apps estrangeiros

    Governo do país enviou cartas oficiais para as duas empresas, pedindo que elas sejam mais ativas em informar os usuários sobre possíveis riscos de baixar e usar aplicativos desenvolvidos em outros países

  • Moraes autoriza acesso da PF a investigação do Facebook sobre perfis ligados aos Bolsonaros
    Folhapress

    Moraes autoriza acesso da PF a investigação do Facebook sobre perfis ligados aos Bolsonaros

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou a Polícia Federal a acessar informações de uma investigação do Facebook sobre perfis nas redes sociais ligados ao PSL e a gabinetes da família Bolsonaro. Essa apuração resultou na remoção de uma série de contas. A decisão de Moraes é da semana passada e, a partir dela, os dados reunidos pela empresa poderão ser utilizados em dois inquéritos, o das fake news e da dos atos antidemocráticos. Ambos relatadas pelo ministro, as investigações correm sob sigilo no Supremo. A PF pediu o acesso às informações do Facebook após a exclusão das contas inautênticas, conforme antecipou a Folha de S.Paulo. Os investigadores querem ter acesso a todos os dados da apuração privada realizada pela empresa. A pesquisa da rede social ligou um assessor do Planalto, Tércio Arnaud Tomaz, a ataques contra opositores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A polícia argumentara no pedido, assinado pela delegada Denisse Dias Ribeiro, que a determinação à rede social deveria ocorrer de maneira urgente, para que as pessoas envolvidas com as contas removidas não tenham tempo de se desfazer dos dados. Levantamento do Laboratório Forense Digital do Atlantic Council em parceria com o Facebook apontou a ligação direta de Tomaz, assessor especial de Bolsonaro, com um esquema de contas falsas nas redes sociais. Tomaz é apontado como responsável por parte dos ataques a opositores do presidente da República, como ao ex-ministro Sergio Moro na sua saída do governo e a integrantes de outros Poderes, e por difundir desinformação em temas como a Covid-19. Mais recentemente, as contas atacaram o STF e o Congresso Nacional. "Os dados mostram uma rede conectada a Bolsonaro e aliados dele, usando funcionários do governo e de deputados, dedicada a manipular informação e criar narrativas, com ataques a opositores", diz Luiza Bandeira, pesquisadora do Digital Forensic Research Lab do Atlantic Council e uma das autoras do levantamento. Além de Tomaz, cinco ex e atuais assessores de legisladores bolsonaristas, entre eles um funcionário do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), foram identificados como conectados à operação de desinformação no Facebook e no Instagram. O levantamento teve acesso a nomes e identidades das pessoas que registraram as contas falsas. Muitos dos posts eram feitos no horário de expediente.

  • Justiça dá razão a Apple em disputa com Comissão Europeia
    AFP

    Justiça dá razão a Apple em disputa com Comissão Europeia

    Juízes europeus deram razão à Apple, nesta quarta-feira (15), e anularam a decisão da Comissão Europeia que obrigava a empresa americana a devolver € 13 bilhões à Irlanda em impostos atrasados, em um caso crucial para a política da Comissão Europeia.

  • Google Maps usa realidade aumentada para refinar localização do usuário
    Canaltech

    Google Maps usa realidade aumentada para refinar localização do usuário

    Recurso de realidade aumentada do Google foi anunciado em fevereiro deste ano para facilitar a visualização do ambiente e destacar corretamente as direções. Novidade busca substituir a bússola e aprimorar a identificação dos locais, principalmente em centros urbanos

  • Folhapress

    Ameaça do Facebook veio porque tentamos combater fake news, diz Sensacionalista

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ameaça do Facebook de retirar do ar a página do site humorístico Sensacionalista não está relacionada à veiculação de seu conteúdo humorístico, afirmou um dos fundadores do site à reportagem nesta quarta-feira (14). "A ameaça veio porque tentamos combater fake news", diz Marcelo Zorzanelli, também roteirista do Sensacionalista. Após divulgar aos seus cerca de 5 milhões de seguidores em todas as redes sociais que o Facebook havia ameaçado excluir a página sem dar explicações, o Sensacionalista foi informado de que violou as políticas da rede. A origem do problema não foi o conteúdo satírico, publicado desde 2009, mas um grupo criado pelo Sensacionalista no Facebook chamado Caça-Fake, que tinha 75 mil integrantes. Os usuários publicavam os links de notícias falsas no grupo para engajar as pessoas em denúncias em massa contra esses conteúdos, numa espécie de campanha contra a desinformação. O Facebook diz que não comenta casos específicos. Os links publicados no grupo tinham todo tipo de teor: eram notícias sobre curas não comprovadas para a Covid-19, como alho e vinagre, supostas denúncias falsas sobre hospitais que lucravam R$ 16 mil a cada paciente internado com o novo coronavírus, entre outras. Segundo integrantes do Sensacionalista, esse grupo foi descontinuado no fim de maio. A explicação do Facebook é que os conteúdos ali postados -mesmo que numa ação para denunciá-los- infringiam as políticas da rede social. Parte considerável do conteúdo havia violado as diretrizes da empresa por conter discurso de ódio e violência, proibidos na plataforma. Nesse caso, um link era denunciado e perdia a relevância em outra página, mas os usuários do grupo do Sensacionalista o republicavam, e a plataforma agia novamente. Diferentemente do que faz com discurso de ódio e violência explícita, o Facebook não remove conteúdos ligados à desinformação, mas diminui sua frequência e relevância aos usuários, o fazendo aparecer menos na rede. No fim de maio, então, os administradores do Sensacionalista receberam notificações de que a página de humor no Facebook, com 3,2 milhões de seguidores, havia violado de forma contínua os padrões da comunidade da rede social. O motivo é que o grupo de denúncia e a página tinham os mesmos administradores. Após afirmar que não entendia o motivo dessa ação na terça-feira (13), o site humorístico passou a receber apoio de uma série de influenciadores e políticos da direita e da esquerda, como o deputado federal Eduardo Bolsonaro, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL) e Juliano Medeiros, presidente do PSOL. O receio geral era de que o Facebook estivesse censurando conteúdos. "Exemplo do que acontece quando esquerdistas assistem calados e comemoram censura contra a direita: um dia o monstro também os atinge. E mesmo que o conteúdo de 'humor' desta página se resuma a atacar a direita, defendo sua liberdade de expressão, o que deveria valer para todos", afirmou Eduardo Bolsonaro em seu Twitter. "Vejam o monstro que o melindre exacerbado está criando! As normas criadas para calar eventuais inimigos serão usadas contra todos! Acordem enquanto é tempo!", disse Janaina. "O Sensacionalista é uma página de humor e sátira política! Se isso se confirmar será um ataque inaceitável à liberdade de expressão", afirmou Medeiros. "O Facebook precisa ser mais transparente em suas decisões. As páginas devem, no mínimo, receber informações detalhadas sobre qual regra está sendo infringida e não um link com informações genéricas", disse o Sensacionalista em seu site. Em nota, o Facebook afirma que "os administradores de qualquer página ou perfil que possam ter violado os padrões da comunidade da plataforma são notificados e podem apelar caso acreditem que haja algum equívoco". A empresa diz ainda que não remove páginas ou conteúdo por desinformação. O Facebook também afirma ter atualizado uma área na aba de "qualidade da página" para que administradores que tenham violado os padrões saibam e possam agir sobre o conteúdo. "É importante esclarecer que não mudamos o critério, mas estamos notificando as pessoas com antecedência para que eles possam estar de acordo com as regras do Facebook", diz.

  • Samsung deve levar recurso de câmera de ponta a celulares intermediários
    Canaltech

    Samsung deve levar recurso de câmera de ponta a celulares intermediários

    Celulares intermediários e básicos têm recebido diversos recursos e tecnologias de ponta nos últimos anos e parece que a Samsung pretende continuar essa estratégia. Um novo rumor sugere que a linha Galaxy A receberá um grande recurso premium a partir de 2021

  • Brasileiros não têm direito a indenização da Apple no caso BatteryGate
    Canaltech

    Brasileiros não têm direito a indenização da Apple no caso BatteryGate

    Justiça americana decidiu que empresa deve pagar consumidores afetados pela redução de desempenho após atualização do iOS, mas acordo é apenas para residentes no país; no Brasil, juízes entenderam que não houve má intenção da companhia

  • Europa vai cobrar mais transparência de Apple e Google com criadores de apps
    Canaltech

    Europa vai cobrar mais transparência de Apple e Google com criadores de apps

    Nova regulamentação, aprovada no ano passado, começa a valer com exigências como aviso prévio para a remoção de aplicativos e jogos, explicação sobre como são feitas listas de recomendações e divulgação no caso de desenvolvedores que tenham tratamento preferencial

  • Oppo lança tecnologia de 125 W que promete recarregar um celular em 20 minutos
    Canaltech

    Oppo lança tecnologia de 125 W que promete recarregar um celular em 20 minutos

    Nova tecnologia da Oppo é a mais rápida do mundo atualmente. Segundo a empresa, o carregador é capaz de recarregar uma bateria de 4.000 mAh em apenas 20 minutos, sendo que ir de 0% a 50% levaria pouco mais de 5 minutos

  • Google anuncia associação com a indiana Reliance Industries
    AFP

    Google anuncia associação com a indiana Reliance Industries

    O grupo americano Google anunciou uma associação com o conglomerado indiano Reliance Industries, fortalecendo sua presença no cobiçado mercado do país asiático.

  • Apple vence batalha judicial, e pagamento de R$ 80 bi à Irlanda é suspenso
    Folhapress

    Apple vence batalha judicial, e pagamento de R$ 80 bi à Irlanda é suspenso

    Gigante de tecnologia americana é acusada de ter se beneficiado de auxílios estatais ilegais da Irlanda, entre 1991 e 2015

  • Samsung Galaxy S10 por menos de 3.000 reais com Google Nest 
    Yahoo Finanças

    Samsung Galaxy S10 por menos de 3.000 reais com Google Nest 

    Oferta do Submarino tem o smartphone topo de linha da Samsung de 2019 com a caixinha de som conectada do Google

  • Apple paga à Samsung R$ 5 bilhões por não comprar telas OLED suficientes
    Canaltech

    Apple paga à Samsung R$ 5 bilhões por não comprar telas OLED suficientes

    Segundo analistas da empresa de consultoria DSCC, o pagamento aconteceu porque a Apple comprou menos painéis do que o previsto durante o segundo trimestre deste ano, descumprindo um acordo estabelecido entre as duas companhias.

  • Seu celular é mais sujo que um vaso sanitário?
    Yahoo Finanças

    Seu celular é mais sujo que um vaso sanitário?

    Segundo especialista, o fato de muitas pessoas usarem o celular no banheiro faz com que o aparelho tenha matéria fecal e, consequentemente, seja sujo a ponto de transmitir doenças

  • Facebook pode estar prestes a lançar streaming de clipes musicais
    Canaltech

    Facebook pode estar prestes a lançar streaming de clipes musicais

    Rumores apontam que a rede social quer bater de frente com o YouTube e estaria em negociação com os três maiores selos musicais dos EUA para adquirir os direitos autorais de reprodução. Recurso pode estrear já em agosto

  • Conheça o Dash Cart, novo carrinho de compras inteligente da Amazon
    Canaltech

    Conheça o Dash Cart, novo carrinho de compras inteligente da Amazon

    Produto, que será testado em um supermercado próprio da empresa, é capaz de identificar automaticamente os itens transportados e realizar a cobrança direto no cartão de crédito do usuário, sem a necessidade de atendimento humano

  • Google anuncia novos jogos para o Stadia; confira a lista
    Canaltech

    Google anuncia novos jogos para o Stadia; confira a lista

    O destaque fica para Sekiro: Shadows Die Twice, que foi considerado o melhor jogo do ano em 2019; novos títulos de estúdios famosos como Square Enix e Supermassive Games também compõem a biblioteca so serviço de games por streaming

  • Aleluia! Outlook para web ganha integração com o Google Calendar
    Canaltech

    Aleluia! Outlook para web ganha integração com o Google Calendar

    Novidade, por enquanto, está restrita aos usuários corporativos do Microsoft 365; serviço de email também recebeu outras melhorias e recursos, incluindo a possibilidade de programar o envio de mensagens