JBSS3.SA - JBS S.A.

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
9,17
+0,07 (+0,77%)
No fechamento: 5:08PM BRT
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior9,10
Abrir9,02
Preço de Compra9,03 x 0
Preço de Venda9,17 x 0
Variação do Dia9,00 - 9,23
Variação de 52 semanas5,25 - 11,48
Volume2.962.800
Estimativa Volume6.968.660
Capitalização de Mercado25,023B
Beta0,16
Índice P/L (últ. 12 mes.)48,52
LPA (últ. 12 mes.)0,19
Data da Receita14 de mai de 2018
Dividendo futuro e rendimento0,05 (0,52%)
Data do ex-dividendo2018-05-02
Meta estimada de 1 ano12,29
  • UE proíbe importação de 20 frigoríficos brasileiros
    Reutershá 4 dias

    UE proíbe importação de 20 frigoríficos brasileiros

    BRUXELAS/SÃO PAULO (Reuters) - Os Estados-membros da União Europeia decidiram, por unanimidade, nesta quinta-feira proibir as importações de produtos de carne, principalmente aves, de 20 estabelecimentos brasileiros autorizados a exportar para o bloco europeu, disse a Comissão Europeia em comunicado. A medida foi adotada em razão de "deficiências detectadas no sistema de controle brasileiro oficial", disse a Comissão. A decisão entra em vigor 15 dias após sua publicação no diário oficial da União Europeia. ...

  • S&P coloca nota de crédito da JBS em "creditwatch" por proximidade de vencimentos
    Reutershá 5 dias

    S&P coloca nota de crédito da JBS em "creditwatch" por proximidade de vencimentos

    SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's colocou em "creditwatch" a nota de crédito da processadora de carnes JBS e de sua unidade norta-americana JBS USA, citando proximidade de vencimentos e negociações da empresa com bancos para refinanciamentos. A indicação creditwatch significa que a agência poderá cortar ou elevar a nota da JBS dependendo do resultado das negociações das empresas com os bancos. Segundo a agência, o montante de dívida de curto prazo da JBS era de 13,5 bilhões de reais no final de 2017. ...

  • Dólar sobe e encosta em R$3,37 com exterior, sem tirar foco da cena política local
    Reutershá 17 dias

    Dólar sobe e encosta em R$3,37 com exterior, sem tirar foco da cena política local

    Por Claudia Violante SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta sexta-feira e no maior nível em quase 11 meses, perto de 3,37 reais, seguindo o movimento do cenário externo em meio a tensões renovadas de eventual guerra comercial entre Estados Unidos e China, com os investidores também cautelosos com o processo eleitoral no Brasil. O dólar avançou 0,78 por cento, a 3,3681 reais na venda, maior nível desde 18 de maio de 2017 (3,3890 reais), um dia depois de ter estourado o escândalo da JBS envolvendo o presidente Michel Temer. Na máxima do dia, a moeda norte-americana foi a 3,3816 ...

  • Reutershá 21 dias

    Cade solicita arquivamento de ação de elétrica da J&F contra Petrobras

    SÃO PAULO (Reuters) - A Superintendência-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) solicitou o arquivamento de uma ação movida contra a Petrobras pela Âmbar, empresa de energia da holding J&F, que controla a JBS, de acordo com despacho no Diário Oficial da União desta segunda-feira. ...

  • Reutershá 24 dias

    Aurora Alimentos dá férias coletivas em fábrica de SC por momento difícil no setor

    Por Paula Arend Laier SÃO PAULO (Reuters) - A Aurora Alimentos, terceira maior processadora de aves do país, decidiu dar férias coletivas aos funcionários da unidade industrial de processamento de aves em Abelardo Luz, em Santa Catarina, entre os dias 1º e 30 de junho por causa do "difícil momento vivido pelo setor no Brasil". Em comunicado nesta quinta-feira, a empresa afirmou que há uma "oferta excessiva e uma deterioração de preços", e cita entre as razões decisão do governo brasileiro de desabilitar indústrias avícolas no país a exportarem para a Europa desde o último bimestre de 2017. ...

  • JBS continua interessada no IPO dos EUA apesar dos escândalos
    Reutershá 25 dias

    JBS continua interessada no IPO dos EUA apesar dos escândalos

    Por Ana Mano e Paula Arend Laier SÃO PAULO (Reuters) - A JBS, maior processadora de carnes do mundo, mantém como "opção estratégica" para a companhia a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da subsidiária norte-americana JBS Foods International, apesar dos escândalos de corrupção e questões sanitárias, que afetaram imagem do setor de proteína animal no Brasil. ...

  • Bovespa avança mais de 1% com exterior mais calmo; Braskem lidera ganhos
    Reutershá 25 dias

    Bovespa avança mais de 1% com exterior mais calmo; Braskem lidera ganhos

    SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 avançava nesta quinta-feira, última sessão do mês e do trimestre, favorecido pelo ambiente externo e com as ações da petroquímica Braskem e da companhia de alimentos JBS entre as maiores altas, após divulgação dos respectivos resultados trimestrais. Às 12:01, o Ibovespa subia 1,28 por cento, a 84.951 pontos. O volume financeiro somava 2,7 bilhões de reais. O quadro relativamente positivo no exterior endossava o viés ascendente nos negócios locais. ...

  • JBS diz que IPO de subsidiária nos EUA segue como opção estratégica
    Reutershá 25 dias

    JBS diz que IPO de subsidiária nos EUA segue como opção estratégica

    SÃO PAULO (Reuters) - A JBS mantém como "opção estratégica" para a companhia a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da subsidiária norte-americana JBS Foods International, afirmaram executivos da companhia em teleconferência nesta quinta-feira. De acordo com os executivos, a companhia está se preparando e até o final de abril todas as operações estarão em conformidade com as regras contábeis dos Estados Unidos, com o desfecho dependendo do mercado. ...

  • Reutershá 25 dias

    Câmbio e derivativos levam JBS a prejuízo de R$345 mi no 4º tri

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - Uma perda bilionária com derivativos financeiros e com efeitos de variações cambiais levaram a JBS a prejuízo no quatro trimestre, mas a maior processadora de carne do mundo seguiu reduzindo seu endividamento, enquanto busca fortalecer suas finanças após os efeitos do escândalo político disparado pelos executivos da família controladora. A companhia anunciou nesta quarta-feira que teve prejuízo líquido de 345 milhões de reais de outubro a dezembro, ante lucro de 708 milhões em igual período de 2016. Operacionalmente, os resultados tiveram leve melhora. ...

  • Reutershá 25 dias

    JBS tem prejuízo de R$345 mi no 4º trimestre

    SÃO PAULO (Reuters) - A processadora de carne JBS teve prejuízo líquido de 345 milhões de reais no quarto trimestre, revertendo resultado positivo de 708 milhões registrado um ano antes. A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado subiu 2,7 por cento, para 3,2 bilhões de reais nos três últimos meses do ano passado.

  • Reutershá 26 dias

    BNDES reduz previsão de desembolsos para 2018 após bimestre fraco

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reduziu a previsão de desembolsos para 2018, após um primeiro bimestre mais fraco que o esperado, disse nesta quarta-feira o demissionário presidente do banco, Paulo Rabello de Castro. Segundo o executivo, a previsão para o ano agora é de 80 bilhões em empréstimos, ante estimativa anterior de 90 bilhões. O BNDES informou na semana passada que desembolsou 6,85 bilhões de reais em empréstimos no primeiro bimestre, queda de 32 por cento ante mesma etapa de 2017. ...

  • BNDES vai manter participação na JBS, aguarda profissionalização na gestão
    Reutersmês passado

    BNDES vai manter participação na JBS, aguarda profissionalização na gestão

    Por Rodrigo Viga Gaier RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, negou que o banco de fomento esteja planejando vender sua participação na JBS e afirmou que a empresa de proteína animal ainda está sub precificada no mercado devido sua gestão pouco profissional. Ele desmentiu rumores de que o banco poderia alienar parte ou toda a fatia na JBS. "O banco não decidiu vender nem totalidade nem parte de sua posição na JBS, pelo contrário.", disse ele a jornalistas em evento na sede do banco. ...

  • BNDES não vai vender participação na JBS, diz Rabello de Castro
    Reutersmês passado

    BNDES não vai vender participação na JBS, diz Rabello de Castro

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, negou que o banco de fomento esteja planejando vender sua participação na JBS e afirmou que a empresa de proteína animal ainda está sub precificada no mercado devido à gestão pouco profissional. Ele desmentiu rumores de que o banco poderia alienar parte ou toda a fatia na JBS. "O banco não decidiu vender nem totalidade nem parte de sua posição na JBS, pelo contrário.", disse ele a jornalistas em evento na sede do banco. ...

  • Reutersmês passado

    JBS conclui venda de Five Rivers USA e encerra programa de desinvestimentos

    SÃO PAULO (Reuters) - A JBS anunciou nesta sexta-feira a conclusão da venda de todas as operações de confinamento de gado da Five Rivers Cattle Feeding nos Estados Unidos, encerrando assim o programa de desinvestimentos da empresa. As operações da Five Rivers foram vendidas para afiliadas da Pinnacle Asset Management LP por cerca de 200 milhões de dólares, conforme anúncio da operação realizado em janeiro. ...

  • Presidente do BNDES nega negociações para venda de participação na JBS; não comenta sobre Fibria
    Reutersmês passado

    Presidente do BNDES nega negociações para venda de participação na JBS; não comenta sobre Fibria

    SÃO PAULO (Reuters) - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Paulo Rabello de Castro, negou nesta quarta-feira que o BNDESPar, braço de participação do banco de fomento, esteja negociando com investidores estrangeiros a venda de sua participação na JBS. A JBS é uma das empresas em que o investimento do banco ainda não está maduro, devido ao baixo padrão de governança corporativa, disse Rabello a jornalistas durante Fórum Econômico Mundial para a América Latina em São Paulo. ...

  • Ibovespa sobe com cena externa mais favorável a emergentes
    Reutersmês passado

    Ibovespa sobe com cena externa mais favorável a emergentes

    Por Paula Arend Laier SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações da B3 fechou em alta nesta segunda-feira, apesar da queda de ações ligadas a commodities, em meio ao ambiente ainda favorável a ativos de mercados emergentes e com as ações da fabricante de celulose Fibria entre as maiores altas diante de expectativas ligadas a ofertas de fusão e aquisição. O Ibovespa subiu 0,61 por cento, a 86.900 pontos. O volume financeiro do pregão somou 8,693 bilhões de reais. ...

  • JBS importa milho da Argentina e avalia compra do cereal dos EUA
    Reutersmês passado

    JBS importa milho da Argentina e avalia compra do cereal dos EUA

    SÃO PAULO (Reuters) - Empresas produtoras de carnes do Brasil estão retomando suas importações de milho conforme agricultores locais retêm grãos, criando uma paridade entre os preços locais e internacionais, disseram três fontes à Reuters nesta sexta-feira. A companhia de carnes JBS comprou 30 mil toneladas de milho da Argentina, para ser usado como ração, para entrega em abril em porto de Santa Catarina, disse nesta sexta-feira à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto. A fonte não quis se identificar porque não está autorizada para discutir a questão. ...

  • JBS compra 30 mil t de milho da Argentina para entrega em abril em Santa Catarina
    Reutersmês passado

    JBS compra 30 mil t de milho da Argentina para entrega em abril em Santa Catarina

    SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de carnes JBS comprou 30 mil toneladas de milho da Argentina para entrega em abril em porto de Santa Catarina, disse nesta sexta-feira à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto. Conforme a fonte, que falou na condição de anonimato, trata-se da primeira importação de milho efetuada pela companhia desde março de 2017 e ocorre em meio a preços mais altos do cereal no país e à retenção de vendas por produtores. A fonte acrescentou ainda que a empresa está negociando outros carregamentos de milho da Argentina e Estados Unidos com entregas a partir de maio. ...

  • Reutershá 2 meses

    Governo autoriza Âmbar, da J&F, a importar gás para termelétrica no Mato Grosso

    SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério de Minas e Energia autorizou a Âmbar Energia, elétrica do grupo J&F, dono da empresa de alimentos JBS, a exercer atividades de importação de gás natural até 31 de dezembro de 2019, segundo portaria no Diário Oficial da União desta quinta-feira. A operação autorizada visa abastecer a termelétrica Mário Covas, no Mato Grosso, após a Petrobras ter encerrado em junho do ano passado o seu contrato de fornecimento de gás junto à Âmbar, ao alegar que a empresa descumpriu cláusulas anticorrupção do acordo entre as partes. ...

  • Justiça permite uso de ações da JBS como garantia de irmãos Batista em ação por insider trading
    Reutershá 2 meses

    Justiça permite uso de ações da JBS como garantia de irmãos Batista em ação por insider trading

    Por Ricardo Brito BRASÍLIA (Reuters) - A Justiça Federal de São Paulo determinou o sequestro de 25 milhões em ações da JBS em substituição da garantia dada anteriormente pelos irmãos Joesley e Wesley Batista no processo a que ambos respondem por uso de informação privilegiada para auferir lucros no mercado. As ações sequestradas equivalem a cerca de 236,5 milhões de reais, de acordo com a cotação de fechamento de terça-feira na bolsa paulista, de 9,46 reais. ...

  • Reutershá 2 meses

    Taesa faz proposta por linhas de transmissão de energia da J&F, diz CEO

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - A transmissora de eletricidade Taesa, controlada pela colombiana Isa e pela mineira Cemig, está de olho em ativos do setor colocados à venda pela Âmbar, braço de energia da J&F, dona da empresa de alimentos JBS, disse à Reuters nesta segunda-feira o presidente da elétrica, Raul Lycurgo Leite. ...

  • PGR pede ao STF rescisão de acordos de delação de Wesley Batista e Francisco de Assis
    Reutershá 2 meses

    PGR pede ao STF rescisão de acordos de delação de Wesley Batista e Francisco de Assis

    Por Ricardo Brito BRASÍLIA (Reuters) - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, decidiu rescindir o acordo de delação premiada de Wesley Batista, ex-presidente da JBS, e Francisco de Assis e Silva, ex-diretor da empresa, informou a assessoria de imprensa do órgão nesta segunda-feira. A decisão foi encaminhada nesta segunda-feira ao relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, a quem cabe dar a última palavra. ...

  • Reutershá 2 meses

    Em liberdade, Wesley Batista fica proibido de assumir cargo de direção na J&F e, por ora, não vai usar tornozeleira

    Por Ricardo Brito BRASÍLIA (Reuters) - Solto na madrugada desta quarta-feira por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o empresário Wesley Batista não vai usar, ao menos por ora, tornozeleira eletrônica por falta do equipamento e fica impedido de assumir cargo de direção em qualquer uma das empresas do grupo J&F, informou o Ministério Público Federal em São Paulo. ...

  • STJ revoga prisão preventiva contra Wesley Batista
    Reutershá 2 meses

    STJ revoga prisão preventiva contra Wesley Batista

    BRASÍLIA (Reuters) - Por 3 votos a 2, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu revogar nesta terça-feira a prisão preventiva decretada desde setembro contra o empresário Wesley Batista, ligado ao grupo J&F, por uso de informação privilegiada. O irmão dele, Joesley Batista, foi beneficiado pela mesma decisão, mas vai seguir preso, porque há outra ordem de prisão preventiva contra ele pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no caso da omissão de informações da delação premiada de executivos da J&F, controladora do grupo JBS. ...

  • Reutershá 2 meses

    JBS muda política de hedge, terá Grant Thornton como novo auditor independente

    SÃO PAULO (Reuters) - A JBS informou nesta sexta-feira que seu conselho de administração aprovou uma revisão na sua política de gestão de riscos financeiros e de commodities (hedge). A empresa, que nos últimos anos tem sido bastante ativa em operações com os chamados derivativos financeiros, atribuía o movimento à necessidade de proteger os preços de seus ativos das variações cambiais e dos preços globais das commodities, obteve em alguns períodos fortes ganhos no mercado financeiro. No comunicado, a JBS não deu detalhes sobre as mudanças na sua política de hedge. ...