ENGI11.SA - Energisa S.A.

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
37,85
+0,85 (+2,30%)
No fechamento: 5:14PM BRT
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior37,00
Abrir0,00
Preço de Compra37,66 x 0
Preço de Venda37,86 x 0
Variação do Dia0,00 - 0,00
Variação de 52 semanas
Volume0
Estimativa Volume758.443
Capitalização de Mercado11,908B
Beta (mensalmente por 5 anos)1,52
Índice P/L (últ. 12 mes.)150,80
LPA (últ. 12 mes.)0,25
Data da Receita12 de mai de 2020
Dividendo futuro e rendimento0,64 (1,73%)
Data do Ex-Dividendo27 de fev de 2020
Meta estimada de 1 ano39,78
  • Energisa anuncia aquisição da Alsol e entra em geração distribuída de energia
    Reuters

    Energisa anuncia aquisição da Alsol e entra em geração distribuída de energia

    (Reuters) - A elétrica Energisa anunciou a aquisição de 87 por cento do capital da empresa de geração distribuída Alsol Energias Renováveis, da Algar, após acordo com a empresa e seu fundador no valor de 11,7 milhões de reais, segundo comunicado nesta sexta-feira. Embora não envolva um valor significativo para uma companhia do porte da Energisa, que controla 11 distribuidoras de eletricidade e teve receitas de 15,7 bilhões de reais em 2018, o negócio marca a entrada da empresa no setor de geração distribuída, que tem crescido em ritmo acelerado no Brasil. ...

  • Agência Brasil

    Aneel autoriza aumento nas contas de luz para MT, MS e interior de SP

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje (2) o reajuste nas contas de luz para os consumidores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e do interior de São Paulo. As novas tarifas entrarão em vigor na próxima segunda-feira (8).Os consumidores atendidos pela Energisa Mato Grosso terão um reajuste tarifário médio de 11,29%, com impacto de 10,12% para os consumidores residenciais. A distribuidora fornece energia para 1,4 milhão de unidades consumidoras localizadas no estado do Mato Grosso. A Aneel disse que, ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais. "O reajuste da Energisa Mato Grosso foi impactado pelo aumento dos custos de aquisição de energia, como por exemplo, da Usina Hidrelétrica de Itaipu que é precificada em dólar", disse a agência.Para os consumidores da Energisa Mato Grosso do Sul foi autorizado um aumento médio de tarifas de 12,39%. O efeito médio para os consumidores residenciais será de 11,47%. A concessionária atende 1,022 milhão de unidades consumidoras localizadas em 74 municípios do Estado do Mato Grosso do Sul. De acordo com a Aneel, também pesou no reajuste da concessionária o custo com aquisição de energia de Itaipu.A agência autorizou ainda a aplicação do reajuste tarifário da CPFL Paulista, empresa que atende 4,4 milhões de unidades consumidoras localizadas em 234 municípios do estado de São Paulo. O efeito médio será de 8,66% e de 7,87% para os consumidores residenciais.