CRM - salesforce.com, inc.

NYSE - NYSE Preço Adiado. Moeda em USD.
161,13
+2,54 (+1,60%)
No fechamento: 4:01PM EST
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior158,59
Abrir158,86
Preço de Compra161,16 x 800
Preço de Venda161,41 x 1000
Variação do Dia158,55 - 161,49
Variação de 52 semanas120,16 - 167,56
Volume5440941
Estimativa Volume4.736.315
Capitalização de Mercado141B
Beta (5Y Monthly)N/A
Índice P/L (últ. 12 mes.)133,83
LPA (últ. 12 mes.)N/A
Data da Receita2 de mar de 2020 - 6 de mar de 2020
Dividendo futuro e rendimentoN/A (N/A)
Data do Ex-DividendoN/A
Meta estimada de 1 ano190,68
  • Bloomberg

    Mercado de educação online dos EUA tem aquisição de US$ 750 mi

    (Bloomberg) -- A empresa de educação à distância 2U, que tem entre seus clientes a Universidade de Nova York e a Universidade Harvard, acertou a compra da operadora de cursos intensivos de programação digital Trilogy Education Services por aproximadamente US$ 750 milhões.

  • Bloomberg

    Mulheres acusam Salesforce de ajudar site de tráfico sexual

    (Bloomberg) -- Cinquenta mulheres que dizem ser sobreviventes de tráfico sexual praticado pelo agora extinto portal Backpage.com acusam a Salesforce.com de lucrar com os anúncios.

  • Bloomberg

    Google e Salesforce investem na startup de pagamentos GoCardless

    (Bloomberg) -- Os braços de capital de risco do Google, que pertence à Alphabet, e da Salesforce.com estão investindo na startup de pagamentos britânica GoCardless, que levantou mais US$ 75 milhões para financiar sua expansão.O financiamento está sendo liderado pela Adams Street Partners, GV, antes conhecida como Google Ventures, e pela Salesforce Ventures, informou a GoCardless em comunicado. Os investidores atuais Accel Partners, Balderton Capital, Notion Capital e Passion Capital também estão participando.Os termos de avaliação do acordo não foram divulgados. A Sky News foi o primeiro veículo a informar o interesse da Salesforce.A GoCardless, fundada em 2011, permite que as empresas estabeleçam pagamentos bancários recorrentes de clientes pela internet sem depender de cartões de débito ou crédito. A empresa informou que atualmente processa US$ 10 bilhões em pagamentos por ano.A empresa aposta que é capaz de conseguir uma fatia maior do mercado global de pagamentos anuais, de US$ 2 trilhões, em um momento em que as empresas estão recorrendo cada vez mais a modelos de assinatura. Enquanto isso, redes de cartões como Visa e Mastercard estariam planejando aumentar as taxas cobradas dos comerciantes dos EUA para processar as transações.Cerca de 18 por cento dos pagamentos do mundo são recorrentes, segundo a GoCardless. “A maneira em que esses pagamentos são coletados em todo o mundo é bastante ineficiente”, disse Hiroki Takeuchi, cofundador e CEO da GoCardless, em entrevista.Ele disse que a plataforma da empresa permite que as companhias recebam pagamentos em débito diretamente dos clientes, enquanto antes as empresas tinham que usar procedimentos diferentes para realizar pagamentos em diferentes regiões geográficas, ou mesmo entre diferentes bancos do mesmo país.A empresa, que emprega 290 pessoas, anunciou em comunicado que usaria os novos recursos para abrir novos escritórios na Europa, na Ásia e na América do Norte. Takeuchi disse que a empresa abriria um escritório nos EUA neste ano. Atualmente, a empresa mantém escritórios no Reino Unido, na França, na Austrália e na Alemanha.A GoCardless também informou que lançaria novos recursos para os clientes, incluindo a capacidade de processar transações em moeda estrangeira, liquidação instantânea e uso de aprendizado de máquina para aumentar a taxa de sucesso das transações.Takeuchi disse que as empresas deveriam poder receber pagamentos por débito direto em sua moeda local, independentemente de onde os clientes estiverem, e que esse recurso de câmbio será “lançado em breve”.Repórter da matéria original: Jeremy Kahn em Londres, jkahn21@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Giles Turner, gturner35@bloomberg.net, Nate LanxonFor more articles like this, please visit us at bloomberg.com©2019 Bloomberg L.P.

  • Reuters

    Oracle vê forte 3ºtri com crescimento de serviços de computação em nuvem

    Por Vibhuti Sharma (Reuters) - A Oracle prevê que seu lucro no trimestre atual ficará acima do estimado, depois que o crescimento dos serviços de computação em nuvem e da unidade de suporte a licenças ajudaram a empresa a superar as expectativas de Wall Street no segundo trimestre. A companhia disse que, excluindo as flutuações nas taxas de câmbio, espera que o lucro ajustado do terceiro trimestre fiscal seja entre 0,86 e 0,88 dólar por ação. Analistas esperavam, em média, 0,84 dólar, segundo dados da Refinitiv. ...