CPLE6.SA - Companhia Paranaense de Energia - COPEL

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
22,20
+0,39 (+1,79%)
No fechamento: 5:08PM BRT
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior21,81
Abrir21,98
Preço de Compra0,00 x 0
Preço de Venda0,00 x 0
Variação do Dia21,88 - 22,64
Variação de 52 semanas19,10 - 29,60
Volume835.200
Estimativa Volume758.050
Capitalização de Mercado5,864B
Beta1,20
Índice P/L (últ. 12 mes.)5,22
LPA (últ. 12 mes.)4,25
Data da Receita8 de nov de 2018
Dividendo futuro e rendimento0,09 (0,44%)
Data do Ex-Dividendo2018-06-18
Meta estimada de 1 ano31,63
  • Ibovespa fecha quase estável com incerteza eleitoral se contrapondo à cena externa benigna
    Reutershá 3 dias

    Ibovespa fecha quase estável com incerteza eleitoral se contrapondo à cena externa benigna

    Por Paula Arend Laier SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou praticamente estável nesta quinta-feira, numa sessão sem tendência definida, tendo como pano de fundo o tom positivo dos mercados no exterior, mas com incertezas sobre o desfecho da disputa eleitoral no país ditando volatilidade. O principal índice da bolsa paulista teve variação negativa de 0,07 por cento, a 78.116,01 pontos, após oscilar da máxima de 78.943,89 pontos à mínima de 77.820,24 pontos. O volume financeiro do pregão somou 8,25 bilhões de reais. ...

  • Reutershá 3 dias

    Bovespa mostra volatilidade com cenário eleitoral contrapondo exterior benigno

    SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista não mostrava uma tendência clara nesta quinta-feira, perdendo o fôlego após uma abertura mais positiva, conforme agentes financeiros seguem receosos com o cenário ainda aberto na disputa presidencial. Às 11:58, o Ibovespa caía 0,18 por cento, a 78.026,11 pontos. O volume financeiro somava 2,8 bilhões de reais. ...

  • InfoMoneyhá 3 dias

    Ibovespa Futuro sobe e dólar cai repercutindo pesquisa Datafolha

    Mercado também digere a decisão do Copom, que manteve os juros em 6,5% ao ano, mas destacou que estímulos podem começar a ser removidos se balanço de riscos apresentar piora

  • Copel terá novo centro de operações em novembro, diz executivo
    Reutershá 10 dias

    Copel terá novo centro de operações em novembro, diz executivo

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Copel vai inaugurar em 1º de novembro um novo centro de operações de energia do Paraná, que centralizará as atividades em busca de maior eficiência, nesta quinta-feira o diretor presidente da Copel Distribuição, Antonio Guetter. Com investimentos de 60 milhões de reais, a nova estrutura da estatal paranaense contará com cerca de 120 funcionários e concentrará as operações que atualmente ocorrem em cinco centros diferentes, em Londrina, Maringá, Cascavel, Ponta Grossa e Curitiba. "Nós vamos centralizar todas as operações do Estado do Paraná em um só lugar... ...

  • Reutershá 13 dias

    Índice perde fôlego e recua; cena eleitoral adiciona volatilidade

    SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa perdia o fôlego no começo da tarde desta segunda-feira, tendo o declínio das ações da Suzano entre as maiores pressões negativas, enquanto a cena eleitoral segue adicionando volatilidade no pregão, com agentes financeiros nesta sessão à espera de pesquisa Datafolha. Às 12:28, o principal índice de ações da B3 caía 0,2 por cento, a 76.264,76 pontos. O volume financeiro somava 3,3 bilhões de reais. Mais cedo, o Ibovespa subiu mais de 1 por cento, oscilando brevemente acima dos 77 mil pontos. ...

  • Reutershá 17 dias

    Copel prevê colocar pequena hidrelétrica em operação em 2020 após vitória em leilão

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paranaense de energia Copel pretende entregar até o final de 2020 uma pequena central hidrelétrica cuja produção foi negociada antecipadamente pela companhia em um leilão realizado pelo governo na semana passada para viabilizar novos projetos de geração. ...

  • EDP Renováveis, Eneva e EDF dominam contratação em leilão de energia A-6
    Reutershá 20 dias

    EDP Renováveis, Eneva e EDF dominam contratação em leilão de energia A-6

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - Estrangeiras como EDP Renováveis, da portuguesa EDP, e as francesas EDF e Voltalia, além de empresas locais como Eneva, Casa dos Ventos e Copel destacaram-se entre os vencedores de leilão do governo na sexta-feira para contratar novas usinas de geração, segundo a consultoria ePower-Bay e a Câmara de Comercialização da Energia Elétrica (CCEE). O chamado certame A-6 fechou a contratação de 2,1 gigawatts em empreendimentos, que devem demandar investimentos de cerca de 7,7 bilhões de reais até 2024, quando os projetos precisarão entrar em operação. ...

  • Agência Brasilmês passado

    Especialistas debatem soluções tecnológicas para ajudar o agronegócio

    O avanço tecnológico que impacta todos os setores da economia tem produzido mudanças também no agronegócio. Responsável por um quarto de toda a riqueza gerada no país, esse setor tem convivido cada vez mais com ferramentas que são capazes de tornar mais eficientes os resultados de lavouras e da pecuária. Mas o Brasil rural ainda depara-se com desafios, como os problemas de conectividade na maior parte do campo e a capacitação dos profissionais que podem utilizar novas ferramentas, como drones e sensores para aumentar a produtividade e reduzir perdas.

  • InfoMoneymês passado

    Ibovespa segue cautela do exterior e dólar mantém patamar acima de R$ 4,07

    O índice devolve parte dos ganhos após maior alta em 6 meses no pregão anterior

  • InfoMoneymês passado

    Refinaria da Petrobras parada, Samarco longe de produzir, recomendações de ações e mais notícias

    Veja no que ficar de olho no destaque corporativo desta quarta-feira 

  • InfoMoneymês passado

    Possível fechamento de capital da Minerva, leilão da Eletrobras e outras notícias

    Confira o noticiário corporativo que está no radar dos investidores 

  • Reutersmês passado

    ENTREVISTA-Copel não vê risco de interferência política em tarifas, diz diretor

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paranaense Copel não vê riscos de o resultado das eleições para o governo do Paraná em outubro deste ano impactar a política tarifária da companhia, disse à Reuters nesta segunda-feira o diretor financeiro da elétrica, Adriano Rudek de Moura. A fala do executivo vem após o deputado estadual Ratinho Junior (PSD), que lidera as pesquisas de voto para o governo paranaense, ter criticado duramente uma recente alta de cerca de 16 por cento nas tarifas da Copel autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). ...

  • InfoMoneymês passado

    CSN sobe com dividendo extraordinário, Marfrig recupera perdas, Usiminas avança com recomendação do JP e outros destaques

    Investidores aguardam duas pesquisas eleitorais que serão publicadas ainda hoje

  • InfoMoneymês passado

    Siderúrgicas saltam 5% entre recomendações e dividendos; Suzano perde força com ruído sobre fusão

    Confira os principais destaques de ações desta segunda-feira

  • InfoMoneymês passado

    Incêndio em refinaria da Petrobras, dividendo extraordinário da CSN e mais notícias

    Confira o que está no radar dos investidores nesta segunda-feira 

  • InfoMoneymês passado

    Novo acidente na Usiminas, Locamerica quintuplica lucro e mais 7 balanços no radar

    Confira esses e outros destaques corporativos desta terça-feira 

  • Ibovespa mostra certa indefinição com eleições em foco; BB Seguridade recua
    Reutershá 2 meses

    Ibovespa mostra certa indefinição com eleições em foco; BB Seguridade recua

    SÃO PAULO (Reuters) - A semana começava sem uma tendência clara na bolsa paulista nesta segunda-feira, em meio à repercussão de desdobramentos do panorama eleitoral no fim de semana, enquanto a pauta de balanços trazia números fracos da BB Seguridade. Às 11:23, o Ibovespa caía 0,19 por cento, a 81.276,28 pontos. O volume financeiro somava 1,8 bilhão de reais. O principal índice de ações da B3 subiu 2,26 por cento na sexta-feira, guiado principalmente pala alta de Petrobras e expectativas relacionadas à cena política, acumulando na semana passada alta de quase 2 por cento. ...

  • Reutershá 2 meses

    WEG entra em nova área de negócio com projeto de baterias para distribuidora nos EUA

    Por Alberto Alerigi SÃO PAULO (Reuters) - A WEG anunciou nesta quinta-feira a entrada no segmento de sistemas de baterias de grande porte para empresas de energia elétrica, no qual obteve um primeiro contrato junto a uma distribuidora de eletricidade nos Estados Unidos, de olho em um mercado com significativo potencial para aplicações em vários países, inclusive no Brasil. ...

  • Reutershá 2 meses

    Copel registra aumento de 3,7% no mercado fio no 2º tri

    SÃO PAULO (Reuters) - O mercado fio da Copel Distribuição apresentou crescimento de 3,7 por cento no consumo de energia no segundo trimestre, para 7.530 GWh, de acordo com nota da companhia nesta quinta-feira. O mercado fio da Copel é composto pelo mercado cativo, pelo suprimento a concessionárias e permissionárias dentro do Estado do Paraná e pela totalidade dos consumidores livres existentes na sua área de concessão. ...

  • Reutershá 2 meses

    Copel prepara emissão de R$1 bi em debêntures

    SÃO PAULO (Reuters) - A subsidiária de geração e transmissão de energia da estatal paranaense Copel prepara uma emissão de debêntures de cerca de 1 bilhão de reais, segundo ata de reunião do Conselho de Administração da companhia divulgada nesta sexta-feira. A operação, que já recebeu um aval do colegiado, será realizada por um consórcio entre os bancos Bradesco BBI, Banco do Brasil, Santander, Caixa Econômica Federal e Banco Votorantim, e os recursos arrecadados devem ser utilizados para pagamento de dívidas vincendas da Copel GT, assim como na realização de investimentos. ...

  • Conta de luz pode ter bandeira vermelha nível 2 até reta final do ano, dizem analistas
    Reutershá 3 meses

    Conta de luz pode ter bandeira vermelha nível 2 até reta final do ano, dizem analistas

    Por Luciano Costa SÃO PAULO (Reuters) - Previsões de chuvas abaixo da média ao longo dos próximos meses na região dos reservatórios das hidrelétricas, principal fonte de geração do Brasil, devem pressionar as chamadas bandeiras tarifárias, mecanismo criado para sinalizar ao consumidor eventuais reduções na oferta de energia, disseram especialistas nesta segunda-feira. Com isso, existe uma expectativa generalizada de que se mantenha nos próximos meses a chamada bandeira tarifária vermelha nível 2, já acionada para junho, que adiciona 5 reais às contas de luz a cada 100 kilowatts-hora ...

  • Reutershá 4 meses

    Copel prevê expandir geração de caixa em R$500 mi em 2019 com novas usinas

    SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paranaense de energia Copel deverá adicionar 500 milhões de reais à geração de caixa a partir de 2019, devido à previsão de entrada gradual em operação de novas usinas na reta final deste ano e no início do próximo. O presidente da unidade de geração e transmissão da companhia, Copel GT, Sérgio Lamy, disse em teleconferência com acionistas nesta quinta-feira que a previsão inclui o impacto do início da produção em parques eólicos cujas obras estão em fase final e das hidrelétricas de Baixo Iguaçu e Colíder. ...

  • Reutershá 4 meses

    Copel apresenta plano de desinvestimentos a conselheiros em junho, diz diretor

    SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paranaense Copel apresentará ao Conselho de Administração na próxima reunião do colegiado, em junho, um plano para desinvestimentos de ativos não estratégicos, para o qual a empresa deve fechar nas próximas semanas a contratação de assessores legais e financeiros, disse o diretor financeiro da empresa, Adriano de Moura, em teleconferência nesta quinta-feira. ...

  • Reutershá 4 meses

    Aneel limita atuação de Copel e Eletrobras em leilão de transmissão devido a atrasos

    SÃO PAULO (Reuters) - Três subsidiárias da estatal Eletrobras --Chesf, Furnas e Eletronorte-- e a unidade de geração e transmissão da estatal paranaense Copel, Copel GT, estão impedidas de participar sozinhas ou como majoritárias em consórcios no próximo leilão de concessões para a construção de linhas de transmissão, segundo decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). ...

  • Reutershá 5 meses

    Copel reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$160,2 mi no 4º tri

    SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro líquido de 160,2 milhões de reais no quarto trimestre de 2017, revertendo o prejuízo de 271,1 milhões de reais um ano antes, de acordo com balanço da companhia divulgado na noite de quinta-feira. Segundo a elétrica paranaense, o resultado refletiu a alta no suprimento e fornecimento de energia elétrica, além de um "resultado positivo" em ativos e passivos financeiros setoriais. O lucro líquido no ano de 2017 como um todo subiu 41,6 por cento ante 2016, para 1,118 bilhão de reais. ...