BBAS3.SA - Banco do Brasil S.A.

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
35,02
-0,16 (-0,45%)
A partir de 4:39PM BRST. Mercado aberto.
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior35,18
Abrir35,31
Preço de Compra35,02 x 0
Preço de Venda35,03 x 0
Variação do Dia34,98 - 35,80
Variação de 52 semanas25,20 - 37,83
Volume6.429.700
Estimativa Volume7.591.265
Capitalização de Mercado97,529B
BetaN/A
Índice P/L (últ. 12 mes.)11,10
LPA (últ. 12 mes.)3,16
Data da Receita22 de fev de 2018
Dividendo futuro e rendimentoN/A (N/A)
Data do ex-dividendoN/A
Meta estimada de 1 ano39,01
  • Reutershá 8 horas

    BB Seguridade confirma interesse para distribuir produtos de seguro pela rede da Caixa

    SÃO PAULO (Reuters) - A BB Seguridade, braço de seguros e previdência do Banco do Brasil, confirmou nesta sexta-feira que uma de suas coligadas fez uma indicação não vinculativa de interesse para distribuir alguns produtos de seguridade pelos canais de distribuição da Caixa Econômica Federal . Em resposta a pedidos de esclarecimentos da B3 e Comissão de Valores Mobiliários, citando notícia publicada na mídia, a BB Seguridade disse que a avaliação de novas oportunidades de diversificação de canais de distribuição se trata de uma atividade rotineira das empresas do conglomerado. ...

  • Reutershá 21 horas

    Presidente do BB pagará R$200 mil para encerrar processo sobre período em que era RI da CSN

    SÃO PAULO (Reuters) - O presidente-executivo do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, apresentou proposta para pagar 200 mil reais para encerrar um processo na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que investiga irregularidades na divulgação de informações ambientais da CSN na época em que ele era diretor de relações com investidores da companhia. O processo teve como origem um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro, em 2016, para que a CVM se manifestasse quanto à alegação de que a CSN prestou informações enganosas sobre acordos com autoridades ambientais. ...

  • Reutershá 21 horas

    Cielo contra-ataca rivais e assume 100% da Stelo

    SÃO PAULO (Reuters) - A Cielo vai assumir o controle total da Stelo, num aparente movimento para se proteger da crescente concorrência em meios de pagamentos e ganhar maior força no comércio eletrônico. Líder em meios eletrônicos de pagamentos no país, a Cielo anunciou nesta quinta-feira a compra, por 87,5 milhões de reais, dos 70 por cento restantes da Stelo, que pertenciam ao Bradesco e ao Banco do Brasil, que controlam ambas. ...

  • Reutersanteontem

    BB Seguridade faz oferta para vender produtos da Caixa Seguros, dizem fontes

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - A BB Seguridade, braço de seguros e previdência do Banco do Brasil, fez uma oferta para ter o direito de vender serviços de seguros da Caixa Econômica Federal, disseram à Reuters fontes a par do assunto. O movimento causou espanto dentro e fora da Caixa Econômica, dado o potencial conflito de interesses diante de uma eventual vitória da BB Seguridade na concorrência. Está em jogo no certame o direito de vender seguros como residencial e automotivo da Caixa. ...

  • Reutersanteontem

    BB Seguridade faz oferta por serviço de balcão da Caixa Seguros

    SÃO PAULO (Reuters) - A BB Seguridade fez uma oferta não vinculante para ter o direito de vender os serviços de seguros da Caixa Seguridade, disse à Reuters uma fonte a par do assunto. A BB Seguridade é o braço de seguros e previdência do Banco do Brasil, assim como a Caixa Seguridade é controlada pela Caixa Econômica Federal. A oferta, não vinculante, foi resultado da insistência do presidente-executivo da BB Seguridade, José Maurício Coelho, segundo a fonte, que pediu anonimato. ...

  • Reutershá 4 dias

    Banco Inter contrata bancos para IPO, diz fonte

    SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Inter contratou bancos para coordenarem sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) que pode acontecer no segundo trimestre, disse uma fonte com conhecimento do assunto. Segundo a fonte, o banco contratou as unidades de banco de investimento de Bradesco , Morgan Stanley, Citigroup e Banco do Brasil . O Inter, assim como Bradesco, Morgan Stanley e Citi não comentaram de imediato. O BB se recusou a comentar. O Banco Inter é da família Menin, controladora da construtora MRV . ...

  • Reutershá 7 dias

    BB congela planos de IPO do Banco Patagonia, dizem fontes

    BUENOS AIRES/SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil vai esperar por melhores condições de mercado antes de listar ações do Banco Patagonia em bolsa, disse o presidente-executivo do banco brasileiro a membros do conselho de administração do Patagônia nesta sexta-feira, segundo duas fontes familiarizadas com o assunto. Paulo Caffarelli reiterou em Buenos Aires que o BB não quer neste momento vender a fatia controladora de 59 por cento que detém no banco argentino, apesar de ter recebido ofertas há mais de um ano, afirmaram as fontes. ...

  • Reutershá 10 dias

    BB e Correios renovarão acordo no Banco Postal por até 6 meses, dizem fontes

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil e os Correios anunciarão nos próximos dias a renovação por até seis meses de um acordo envolvendo o Banco Postal, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento direto do assunto. Na prática, o BB continuará pagando as despesas com segurança de 1.827 agências dos Correios que prestam o serviço, valor estimado em 8 milhões de reais mensais. Um acordo similar firmado em outubro passado, pelo qual o banco assumiu custos de vigilantes armados e portas giratórias, vence em 31 de janeiro. ...

  • Reutershá 11 dias

    Nextel adita contratos de financiamento com China Development Bank, BB e Caixa

    SÃO PAULO (Reuters) - A Nextel e a holding NII aditaram os contratos de financiamento negociados em outubro passado junto ao China Development Bank (CDB), efetivando alterações nas linhas de crédito com a instituição chinesa e também com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. Em comunicado, a Nextel destaca que o aditamento recebeu aprovação final da China Export and Credit Insurance Corporation (Sinosure) e compreende, entre outras medidas, a suspensão nos 48 primeiros meses de pagamentos do valor principal equivalentes a 386 milhões de dólares, ou 1,28 bilhão de reais. ...

  • Reutershá 28 dias

    Previ não prevê saída desenfreada de acionistas da Vale após 'lock-up'

    Por Marta Nogueira SÃO PAULO (Reuters) - Nenhum integrante do acordo de acionistas da mineradora Vale deverá fazer movimento de saída "desenfreada" da companhia após vencer o período de "lock-up" de ações em fevereiro, opinou nesta sexta-feira o presidente da Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, um dos principais acionistas da mineradora. No período de "lock-up" há restrições para a venda de ações por parte de controladores da extinta Valepar, integrada por BNDESpar, Litel Participações --composta por alguns fundos de pensão como a Previ-- e por Bradespar e Mitsui & Co. ...

  • Reutershá 29 dias

    Rossi conclui reestruturação de R$1,66 bi em dívidas com BB, Bradesco e Caixa

    SÃO PAULO (Reuters) - A construtora Rossi Residencial anunciou nesta quinta-feira concluiu negociações com Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal para reestruturar cerca de 1,66 bilhão de reais em dívidas. Desse total, cerca de um bilhão de reais são empréstimos contraídos com o Bradesco. O acordo com o banco envolve a quitação parcial de valores devidos. O restante terá prazo de pagamento estendido de acordo com o fluxo de caixa da Rossi. ...

  • Reutersmês passado

    EDP Brasil compra participação na Celest por R$230 mi e anuncia OPA

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A EDP Brasil assinou nesta terça-feira contrato de compra de 14,5 por cento do total das ações de emissão da Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celest) detidas pela Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), por 230 milhões de reais, informou em nota. No acordo, está prevista a compra de 33,1 por cento de ações ordinárias e 1,9 por cento das ações preferenciais da Celest --principal empresa de distribuição, geração e transmissão de energia de Santa Catarina--, segundo comunicado enviado ao mercado. ...

  • Reutersmês passado

    Assembleia da Oi volta a ser suspensa, Anatel deve votar contra plano, dizem fontes

    Por Rodrigo Viga Gaier RIO DE JANEIRO (Reuters) - A assembléia de credores da Oi que discute o plano de recuperação judicial da operadora foi suspensa temporariamente pela segunda vez nesta terça-feira diante de discussões de última hora para a redação de mudanças na proposta de reestruturação da companhia e em meio a risco de rejeição pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), credora de empresa. O pedido de suspensão foi solicitado pela própria operadora e pelos bancos públicos BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. ...

  • Reutersmês passado

    Assembleia de credores da Oi é suspensa até 19h para retomada de discussões

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O administrador judicial da operadora de telecomunicações Oi suspendeu até às 19h desta terça-feira a assembleia de credores da empresa para que as discussões sobre o plano de recuperação sejam aprofundadas, mas garantiu que o plano será votado ainda nesta terça-feira. O pedido de suspensão temporária da assembleia, que está sendo realizada nesta tarde no Rio de Janeiro, foi feito por representantes do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e de detentores de bônus. ...

  • Reutersmês passado

    Assembleia de credores da Oi atinge quórum e é instalada

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A assembléia geral de credores da operadora de telefonia Oi, que apresentou pedido de recuperacão judicial em junho do ano passado, foi aberta no começo da tarde dessa terça-feira com o quórum necessário para a discussão do plano de reestruturação da companhia. A assembleia, que poderá decidir o futuro da operadora de telecomunicações, conta com representantes de mais de 4 mil credores presentes e ocorre no centro de convenções Riocentro, em um espaço de 2.200 metros quadrados. ...

  • Reutersmês passado

    Neoenergia pede à CVM cancelamento de IPO

    SÃO PAULO (Reuters) - A Neoenergia pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o cancelamento do pedido de registro de oferta pública primária e secundária de ações apresentado em 31 de agosto. A decisão foi tomada em razão das "atuais condições de mercado", informou a companhia de energia elétrica na noite de quinta-feira. Separadamente, o Banco do Brasil disse por meio de comunicado que a subsidiária BB-BI manterá posição acionária de 9,35% na Neoenergia. ...

  • Reutersmês passado

    Neoenergia deve adiar IPO, acionistas não reduzem faixa indicativa de preço, dizem fontes

    SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de energia elétrica Neoenergia deve decidir adiar sua oferta pública inicial de ações, afirmaram duas fontes com conhecimento do assunto, nesta quinta-feira. A precificação da operação deveria ocorrer nesta quinta-feira, mas acionistas como o Banco do Brasil se recusaram a reduzir o preço sugerido, apesar da demanda ser considerada insuficiente para manter o valor pretendido de entre 15,02 reais e 18,52 reais por ação. (Por Tatiana Bautzer)

  • Reutersmês passado

    Crédito para varejo acelera e inadimplência cai em 2018, prevê Febraban

    SÃO PAULO (Reuters) - O ritmo de concessões de crédito para as famílias já voltou a crescer no Brasil e manterá aceleração em 2018, disse nesta terça-feira o presidente da associação que representa bancos do país, Febraban, Murilo Portugal. "O crédito às famílias vai continuar crescendo e os índices de inadimplência vão continuar caindo", disse Portugal durante encontro anual do setor bancário. ...

  • Reutersmês passado

    BB deve ter rentabilidade superior a 10% em 2018, diz presidente

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil deve elevar sua rentabilidade até chegar a níveis próximos aos de rivais privados em 2019, mesmo que isso implique perder fatia de mercado, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo do banco, Paulo Caffarelli. "O BB não se preocupa com market share, o BB se preocupa com rentabilidade", disse o executivo durante a apresentação para a Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec). ...

  • InfoMoneymês passado

    Quanto ficou o juro cobrado por Itaú, Bradesco e BB após o novo corte da Selic

    O Itaú informou que repassará integralmente o corte aos clientes a partir de 13 de dezembro

  • Reutersmês passado

    BB prevê expansão do crédito em 2018 liderado por pessoa física, agronegócio e PME

    SÃO PAULO (Reuters) - Os segmentos pessoa física, agronegócio e pequenas e médias empresas vão liderar o crescimento do crédito do Banco do Brasil em 2018, segundo apresentação do banco publicada nesta quarta-feira. O documento, encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), será apresentado nesta tarde durante encontro com analistas da Apimec e investidores. ...

  • BB vai redirecionar R$7 bi do agronegócio para outras linhas, diz vice-presidente
    Reutershá 2 meses

    BB vai redirecionar R$7 bi do agronegócio para outras linhas, diz vice-presidente

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil pretende redirecionar cerca de 7 bilhões de reais do setor rural para financiar linhas como consumo e habitação, disse nesta sexta-feira à Reuters o vice-presidente de Agronegócios da instituição, Tarcísio Hübner. "Vamos ter maior flexibilidade para atender segmentos que demandem mais crédito, sem comprometer o financiamento ao agronegócio", disse Hübner em entrevista por telefone. ...

  • Reutershá 2 meses

    CMN altera regras de crédito rural e BB terá mais flexibilidade para usar R$7 bi

    SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) mudou nesta quinta-feira os limites de aplicação de recursos das instituições financeiras em crédito rural, decisão que permite ao Banco do Brasil usar mais livremente cerca de 7 bilhões de reais. O colegiado do CMN, formado pelos ministros da Fazenda e o do Planejamento e o presidente do Banco Central, reduziu para de 65 para 60 por cento o limite de aplicação em crédito rural dos recursos captados na forma da poupança rural. ...

  • Reutershá 2 meses

    BB Seguridade fecha parceria com norte-americana PFG para distribuição de seguros em canal digital

    SÃO PAULO (Reuters) - A BB Seguridade fechou um acordo de parceria com a norte-americana Principal Financial Group para a criação de uma nova empresa que atuará focada na distribuição de produtos de previdência privada no canal digital, informou o braço de seguros e previdência do Banco do Brasil em fato relevante nesta quinta-feira. O acordo de investimentos entre as subsidiárias BB Corretora e a PFG do Brasil 2 prevê a constituição de uma nova empresa, a Ciclic Corretora de Seguros, com capital social inicial composto somente por ações ordinárias e totalmente integralizado pela PFG2. ...

  • Banco do Brasil anuncia renúncia de vice-presidente de Gestão Financeira
    Reutershá 2 meses

    Banco do Brasil anuncia renúncia de vice-presidente de Gestão Financeira

    SÃO PAULO (Reuters) - O vice-presidente de Gestão Financeira e Relações com Investidores do Banco do Brasil, Alberto Monteiro de Queiroz Netto, renunciou ao cargo, informou o banco estatal em comunicado ao mercado na noite de segunda-feira. O atual gerente-geral de RI, Bernardo de Azevedo Silva Rothe, foi indicado para ocupar a vice-presidência. De acordo com uma fonte com conhecimento do assunto, Alberto Monteiro de Queiroz Netto vai ocupar um cargo no Banco Santander. (Por Aluísio Alves)