BBAS3.SA - Banco do Brasil S.A.

Sao Paolo - Sao Paolo Preço Adiado. Moeda em BRL.
26,10
+0,09 (+0,35%)
No fechamento: 5:11PM BRT
O gráfico de ações não é compatível com seu navegador atual
Fechamento anterior26,01
Abrir26,33
Preço de Compra25,81 x 0
Preço de Venda26,40 x 0
Variação do Dia25,89 - 26,62
Variação de 52 semanas24,14 - 44,30
Volume8.659.000
Estimativa Volume10.801.213
Capitalização de Mercado72,694B
Beta2,00
Índice P/L (últ. 12 mes.)6,48
LPA (últ. 12 mes.)N/A
Data da ReceitaN/A
Dividendo futuro e rendimento1,07 (4,11%)
Data do Ex-Dividendo2018-06-12
Meta estimada de 1 anoN/A
  • Reutershá 3 dias

    Brasil pode ter sistema de TED/DOC 24 por 7 já em 2019

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - Os bancos brasileiros estão fazendo testes para operar transferências bancárias como DOC e TED sem restrições a dias ou horários, no que pode ser a primeira aplicação em larga escala da tecnologia blockchain no setor financeiro do país. O Banco Central pretende definir ainda neste ano um escopo para implementação sistêmica do serviço, o que depende dos bancos concordarem em escolher uma linguagem tecnológica, o que o regulador espera que possa acontecer nos próximos meses. ...

  • Greve dos caminhoneiros afetou concessão de crédito a empresas pelo BB, diz CEO
    Reutershá 4 dias

    Greve dos caminhoneiros afetou concessão de crédito a empresas pelo BB, diz CEO

    SÃO PAULO (Reuters) - A greve dos caminhoneiros interrompeu momentaneamente o ritmo de crescimento do crédito do Banco do Brasil para empresas, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo do banco, Paulo Caffarelli. “Deu uma estagnada no crédito a empresas”, admitiu o executivo a jornalistas ao ser questionado sobre o assunto. De acordo com Caffarelli, no entanto, as concessões de financiamentos no BB para empresas estão retomando o ritmo e por enquanto o banco não vê necessidade de revisar suas previsões para o acumulado de 2018. ...

  • BB assina acordo com EDP no mercado de energia livre
    Reutershá 4 dias

    BB assina acordo com EDP no mercado de energia livre

    SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil anunciou nesta quarta-feira um acordo de 86 milhões de reais com a EDP no mercado livre de energia. O contrato, que envolve 400 GWh para 24 edifícios do BB em 14 Estados do país, tem duração prevista de cinco anos, o que deve gerar uma economia total de cerca de 50 milhões de reais para o banco. O BB gasta cerca de 450 milhões de reais por ano com consumo de energia elétrica. Segundo o presidente-executivo do BB, Paulo Caffarelli, à medida faz parte dos esforços da empresa para reduzir custos. ...

  • InfoMoneyhá 5 dias

    PIS/Pasep: Retiradas batem recorde em 1º dia de saques

    Pelas contas do governo, 28,7 milhões de pessoas serão beneficiadas

  • Reutershá 9 dias

    BB faz permuta de imóveis com Ministério do Planejamento; operação terá impacto positivo de R$73 mi no 2º tri

    SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil anunciou nesta sexta-feira que fez uma permuta de imóveis com a Secretaria do Patrimônio da União, do Ministério do Planejamento. Na troca, o BB recebeu um terreno avaliado em 162 milhões de reais e transferiu imóveis situados em Brasília, Campo Grande, Porto Alegre e Rio de Janeiro. "Estima-se que a permuta impactará positivamente o resultado do segundo trimestre em 73 milhões de reais, líquidos de impostos", afirmou o banco em comunicado. (Por Aluísio Alves)

  • BB eleva participação em argentino Banco Patagonia para 80,4%
    Reutershá 9 dias

    BB eleva participação em argentino Banco Patagonia para 80,4%

    SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil anunciou nesta sexta-feira que elevou sua participação no Banco Patagonia para 80,38 por cento, após três acionistas minoritários do banco argentino terem exercido opção de vender para a instituição brasileira a fatia conjunta equivalente a 21,42 por cento no negócio. Em fato relevante, o BB afirmou ter sido notificado que os acionistas Jorge Guillermo Stuart Milne, Ricardo Alberto Stuart Milne e Emilio Carlos González Moreno exerceram a opção de venda de suas fatias no Banco Patagonia para o banco brasileiro. ...

  • BB começa a vender cartões de crédito digitais para não correntistas
    Reutershá 10 dias

    BB começa a vender cartões de crédito digitais para não correntistas

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil anunciou nesta quinta-feira um cartão digital para não correntistas, com possível isenção de tarifa de anuidade, no mais recente movimento de grandes bancos do país para contra-atacar a ofensiva de fintechs. Batizado de Ourocard Fácil, o cartão internacional com bandeira Visa pode ter até 100 por cento de isenção de anuidade, desde que o cliente gaste pelo menos 100 reais por mês. ...

  • Reutershá 11 dias

    Quod, bureau de crédito dos bancos, vai estrear com base de 100 milhões de pessoas

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - O Quod, bureau de crédito controlado pelos maiores bancos do Brasil, deve iniciar suas operações até o fim do ano com uma base estimada em cerca de 100 milhões de pessoas, o que deve lhe garantir uma vantagem em relação aos concorrentes, disseram executivos à Reuters. Controlado por Itaú Unibanco, Santander Brasil, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, o Quod vai concorrer com gestoras de crédito como Serasa Experian, Boa Vista SCPC e SPC Brasil. ...

  • Principais acionistas da BRF no Brasil não venderão participação a preços atuais
    Reutershá 12 dias

    Principais acionistas da BRF no Brasil não venderão participação a preços atuais

    Por Carolina Mandl e Paula Laier RIO DE JANEIRO/ SÃO PAULO (Reuters) - Dois fundos de pensão que controlam 22 por cento da BRF, maior exportadora de carne de frango do mundo, não estão interessados ​​em vender suas participações a preços atuais, disseram os presidentes-executivos dos fundos nesta terça-feira. O presidente-executivo da Previ, Gueitiro Genso, disse que o fundo, que administra as aposentadorias dos funcionários do Banco do Brasil, não venderá sua participação no curto ou médio prazos. ...

  • Previ manterá ação da BRF na carteira no curto e médio prazos, diz presidente
    Reutershá 12 dias

    Previ manterá ação da BRF na carteira no curto e médio prazos, diz presidente

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Previ, Gueitiro Genso, disse na terça-feira que o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil não tem interesse em vender as ações da exportadora de carne de frango BRF no curto e médio prazos. O executivo disse que o objetivo da Previ neste momento é dar suporte ao conselho de administração da BRF para que ele possa tomar decisões sobre a estratégia da empresa que teve operações afetadas por uma série de problemas nos últimos meses, incluindo operação da Polícia Federal e greve dos caminhoneiros. ...

  • Reutershá 13 dias

    Bancos brasileiros lançam bureau de crédito Quod

    SÃO PAULO (Reuters) - Os grandes bancos brasileiros estão lançando nesta semana seu bureau de crédito, sob a marca Quod, que vai competir com marcas estabelecidas como Serasa e Boa Vista SCPC, num momento em que o setor amplia o foco em operações tidas como de menor risco. A companhia, controlada por Banco do Brasil , Bradesco , Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander Brasil , anunciou nesta segunda-feira que iniciará suas atividades operacionais no final deste ano. ...

  • Entidade de criptomoedas vai ao Cade contra bancos
    Reutershá 16 dias

    Entidade de criptomoedas vai ao Cade contra bancos

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - A Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain (ABCB) pediu que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) proíba os bancos do país de fecharem ou se negarem a abrir contas correntes de instituições ligadas a moedas virtuais, alegando cerceamento da concorrência. O pedido tem como base um caso no qual o Banco do Brasil fechou a conta corrente da Atlas, uma startup que busca rentabilidade fazendo arbitragem com bitcoins, explorando diferenças de preços entre as várias corretoras que operam com a mais famosa das criptomoedas. ...

  • Reutershá 18 dias

    GuiaBolso prevê originar R$1 bi em crédito em 2019

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - A plataforma especializada em finanças pessoais GuiaBolso pode conceder cerca de 1 bilhão de reais em crédito em 2019, uma vez que a maior oferta de recursos de baixo custo alavanca sua capacidade de oferecer empréstimo pessoal com taxas menores do que as cobradas pelos grandes bancos, disse o principal executivo da fintech. "Acho que, sim, devemos chegar à casa de 1 bilhão por ano a partir do ano que vem", disse à Reuters o presidente e fundador do GuiaBolso, Thiago Alvarez. ...

  • Reutershá 26 dias

    Presidentes do Banco do Brasil e BNDES alertam contra uso político de estatais

    SÃO PAULO (Reuters) - Os presidentes Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social alertaram nesta terça-feira contra o uso político de estatais por governos, em meio a discussões sobre a política de preços da Petrobras desencadeadas pela greve dos caminhoneiros. “O Brasil tem experiências malsucedidas de mau uso de estatais, incluindo bancos, pelo governo”, disse o presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, durante o Fórum de Investimentos Brasil 2018. “Ninguém mais vai aceitar propostas de candidatos (nas eleições) que prejudiquem as estatais. ...

  • Reutershá 26 dias

    BB mantém projeções de desempenho para 2018, ainda não sente impacto de greve de caminhoneiros

    SÃO PAULO (Reuters) - As operações de crédito do Banco do Brasil ainda não foram afetadas em função da greve dos caminhoneiros, disse nesta terça-feira o presidente-executivo do banco, Paulo Caffarelli, a jornalistas. “Por enquanto não teve impacto”, disse o executivo, explicando durante fórum de inverstimentos em São Paulo que as projeções do grupo para 2018 estão sendo mantidas. (Por Aluísio Alves)

  • Odebrecht faz acordo com Itaú e Bradesco para empréstimo de R$2,6 bi e pagar bônus vencidos
    Reutersmês passado

    Odebrecht faz acordo com Itaú e Bradesco para empréstimo de R$2,6 bi e pagar bônus vencidos

    SÃO PAULO (Reuters) - O grupo Odebrecht anunciou nesta sexta-feira acordo para receber empréstimo de 2,6 bilhões de reais junto aos maiores bancos do país e usar parte dos recursos para pagar bônus vencidos de sua construtora, perto do fim do prazo para empresa ser declarada como inadimplente. A companhia firmou o empréstimo junto aos bancos Itaú Unibanco e Bradesco, em um acerto que envolveu ainda garantias detidas por Banco do Brasil, Santander Brasil e BNDES, na forma de ações da petroquímica Braskem, em financiamentos anteriores concedidos por estas instituições. ...

  • Reutersmês passado

    Bancos acertam empréstimo de R$2,6 bi à Odebrecht, dizem fontes

    SÃO PAULO (Reuters) - Grandes bancos do país fecharam acordo para conceder um novo empréstimo à Odebrecht, que permitirá à unidade de construção do grupo pagar 500 milhões reais a detentores de títulos, disseram à Reuters três fontes com conhecimento do assunto. Itaú Unibanco e Bradesco conjuntamente devem emprestar 2,6 bilhões de reais em 18 meses, acrescentaram as fontes. Os contratos estão sendo revisados ​​por bancos e advogados da empresa, mas ainda não foram assinados, segundo as fontes. ...

  • Odebrecht faz progresso em negociações com bancos enquanto se aproxima prazo para pagar bônus
    Reutersmês passado

    Odebrecht faz progresso em negociações com bancos enquanto se aproxima prazo para pagar bônus

    SÃO PAULO (Reuters) - O conglomerado brasileiro de engenharia Odebrecht está avançando nas conversas com os principais bancos credores sobre um potencial empréstimo, dias antes do prazo final para pagar 500 milhões de reais a detentores de bônus de sua unidade de construção, disseram à Reuters três fontes com conhecimento do assunto. Um acordo pode ser alcançado nesta terça-feira, acrescentaram as fontes, pedindo anonimato porque as negociações são privadas. Os bancos Itaú Unibanco e Bradesco estão discutindo um empréstimo conjunto de 2,6 bilhões de reais, de acordo com as fontes. ...

  • Neoenergia segue na briga pela Eletropaulo, mas há limites, diz CEO
    Reutersmês passado

    Neoenergia segue na briga pela Eletropaulo, mas há limites, diz CEO

    SÃO PAULO (Reuters) - A Neoenergia, que é controlada pelo grupo espanhol Iberdrola e ainda tem como sócios a Previ e o Banco do Brasil, segue interessada na aquisição da Eletropaulo, pela qual tem travado uma disputa de ofertas com a rival italiana Enel, disse à Reuters nesta segunda-feira o presidente da companhia, Mario Jose Ruiz-Tagle. A briga pela Eletropaulo, que tem incluído trocas de acusações entre as empresas pela mídia e junto a reguladores, é liderada no momento pela Enel, com uma oferta de 32,20 reais por ação da companhia, o que pode representar até cerca de 5,39 bilhões de ...

  • Caixa e Banco do Brasil devem financiar placas solares em casas, diz ministro
    Reutersmês passado

    Caixa e Banco do Brasil devem financiar placas solares em casas, diz ministro

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil devem ter linhas de financiamento para a instalação de placas de geração de energia solar em residências, disse nesta sexta-feira o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, ao palestrar durante evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro. Em sua fala, Moreira ressaltou que espera que a difusão da energia solar possa ajudar a reduzir o preço final da eletricidade no Brasil, que ele qualificou como "preocupante". ...

  • Reutersmês passado

    Localiza faz parceria com programa de fidelidade Dotz

    SÃO PAULO (Reuters) - A Localiza e a Dotz fecharam acordo nesta quinta-feira por meio do qual clientes da primeira poderão ganhar recompensas no programa de fidelidade quando alugarem carros. Em comunicado, as empresas afirmam que os resgates dos prêmios poderão ser feitos em cinco diferentes canais: portal exclusivo do programa, app e central de atendimento Dotz, caixas eletrônicos do Banco do Brasil (para os correntistas) e nas lojas físicas parceiras Dotz. ...

  • Reutersmês passado

    BB corta juro após BC manter Selic

    SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil está cortando taxas cobradas nas novas concessões de algumas linhas de crédito, como o cheque especial e o capital de giro, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo, Paulo Caffarelli. "A demanda está crescendo e a concorrência entre os bancos, também", afirmou Caffarelli a jornalistas após evento em São Paulo. ...

  • CSN quer vender mais R$4 bi em ativos neste ano, metade até o final de junho
    Reutersmês passado

    CSN quer vender mais R$4 bi em ativos neste ano, metade até o final de junho

    SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional parece ter embarcado decididamente num processo de redução de dívida, esperando vender mais 4 bilhões de reais em ativos até o final deste ano. Após ter anunciado na noite da véspera a venda da usina LLC nos EUA para a Steel Dynamics por 400 milhões de dólares, a CSN deve vender mais 2 bilhões de reais em ativos até o fim de junho e outros 2 bilhões na segunda metade do ano, disse o presidente-executivo da empresa, Benjamin Steinbruch. ...

  • Impasse entre bancos revela descrença em futuro da Odebrecht
    Reutersmês passado

    Impasse entre bancos revela descrença em futuro da Odebrecht

    Por Aluisio Alves SÃO PAULO (Reuters) - Após meses de impasse nas negociações com a Odebrecht, grandes bancos no Brasil chegaram a uma conclusão: o tempo para salvar a empreiteira do grupo, a Odebrecht Engenharia e Construção (OEC), pode ter passado e não haverá recursos para todos reaverem o que emprestaram. A OEC tem cerca de 30 bilhões de reais nas mãos de cinco bancos brasileiros: Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Santander Brasil, Bradesco e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). ...

  • Reutersmês passado

    De olho na privatização, Eletrobras ganha nota máxima em índice de governança do governo

    BRASÍLIA (Reuters) - A Eletrobras entrou no grupo das estatais com nota 10 no índice de governança criado pelo governo federal, o IG-Sest, ante nota 8 no último levantamento divulgado em novembro do ano passado, mostrou o Ministério do Planejamento nesta sexta-feira. Junto com a elétrica que o governo busca privatizar, permanecem com nota 10 a Petrobras e o Banco do Brasil. A Caixa Econômica Federal melhorou sua nota a 9,7, sobre cerca de 7,5 antes, enquanto que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) passou a 9,5, sobre 8. ...