Mercado abrirá em 8 h 41 min
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,42
    -0,05 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.890,30
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    22.610,64
    -637,93 (-2,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    519,85
    -17,05 (-3,17%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.378,87
    +95,35 (+0,45%)
     
  • NIKKEI

    27.479,86
    -126,60 (-0,46%)
     
  • NASDAQ

    12.581,00
    +35,75 (+0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5733
    +0,0059 (+0,11%)
     

‘Zootopia: Essa Cidade é o Bicho’ é a animação mais importante dos últimos anos

Qualquer pessoa que achar que os filmes de animação são apenas para crianças, não apenas não sabe o que está perdendo, como também estaria dando uma bofetada metafórica na cara dos gênios que criaram filmes fantásticos, tais como ‘WALL-E’, ‘Mary & Max - Uma Amizade Diferente’, e ‘Gigante de Ferro’.

image

O meio da animação (sim, ela é um meio e não um gênero) tem feito as fronteiras recuarem por décadas. A Disney abordou muitos problemas sociais usando esse meio — é certo que nem sempre de uma maneira politicamente correta, especialmente pela forma com que alguns de seus clássicos envelheceram. No entanto, a animação moderna geralmente parece apresentar um conteúdo que inclui mensagens bastante significativas. Seja abordando questões como lidar com a perda de alguém que amamos e a solidão em ‘Up – Altas Aventuras’, seja focando-se nas tristezas da infância em ‘Operação Big Hero’ ou ainda na abordagem subversiva da sexualidade, vista em ‘Frozen – Uma Aventura Congelante’, muitos filmes de animação trazem uma mensagem subliminar ou uma lição de vida que nos fazem refletir.

O último trabalho da Disney, ‘Zootopia: Essa Cidade é o Bicho’, não é diferente. De fato, ele é sem dúvida uma das animações mais ousadas dos últimos tempos, devido aos problemas sociais e bastante atuais que aborda.

Convém notar que, para uma animação que inicialmente serve como entretenimento, temos um trabalho extremamente inteligente, divertido, capaz de provocar boas risadas, cuja história cativante e equilibrada compõem o filme de uma maneira belíssima.

image

À primeira vista, ‘Zootopia: Essa Cidade é o Bicho’ se parece com o tipo de animação colorida e convencional, que as crianças podem desfrutar durante a Páscoa. Mas ela vai muito além, com um tema central de vital importância em 2016. O filme lida com vários assuntos: em primeiro lugar, ele faz referência à aceitação. Nós vemos isso na personagem Judy Hopps (interpretada por Ginnifer Goodwin). Judy sempre desejou ser policial desde que era jovem. O problema de Judy é que ela não só morava no campo e jamais teria essa oportunidade em sua comunidade, como também lhe disseram que ela jamais alcançaria seus sonhos, simplesmente por ser quem era. No mundo frenético de Zootopia, os coelhos não costumam fazer parte das forças policiais. Há todo um preconceito em relação a isso. O filme transmite uma mensagem fantástica sobre romper os modelos e desafiar as convenções e estereótipos.

Mas o que foi dito acima, alguém poderá argumentar, é uma questão comumente abordada em muitos outros filmes de animação das últimas décadas. A segunda questão, e a mais importante discutida no filme, é a xenofobia e o racismo. É difícil imaginar que a Disney abordaria questões tão profundas e delicadas, mas eles fazem isso, e de uma maneira extremamente eficaz.

image

Qualquer pessoa que use as redes sociais está consciente da ignorância que permeia esse ambiente, especialmente quando ocorrem ataques terroristas e a religião é contestada. Vimos isso em Paris, e mais recentemente em Bruxelas, lugares onde há um enorme preconceito contra os muçulmanos e uma crescente “preocupação” (chame-se Islamofobia) nas redes sociais. A noção de aceitar os que são diferentes, independente de quem eles sejam, ou o que sua cultura ou estereótipo possa representar, encabeça a narrativa de ‘Zootopia’ e faz um trabalho magnífico ao informar ao público que a ignorância e a xenofobia simplesmente não são aceitáveis.

Aqui, vemos uma cidade em que presas e predadores convivem pacificamente. No entanto, quando esse relacionamento de mútuo benefício começa a debilitar-se, surge um apelo à tolerância, que impregna todo o filme, um apelo que muitas pessoas do mundo real poderiam levar a sério e aprender.

Para um grande fã de animações como eu, esse filme supera todos os que já assisti nos últimos dez anos. De fato, é difícil recordar qualquer outro trabalho que tenha empregado um discurso tão provocador e carregado de conotações políticas com tanta paixão.

É uma animação capaz de divertir e ao mesmo tempo oferecer um comentário inteligente sobre as questões políticas da vida real, de uma maneira bastante acessível, de modo que definitivamente vale a pena dedicar-lhe um pouco de seu tempo.

Mike P Williams