Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.464,06
    -916,43 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,95 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,80
    +0,19 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.848,60
    -2,30 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    32.067,29
    -428,52 (-1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    648,48
    +1,16 (+0,18%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.721,57
    +175,39 (+0,61%)
     
  • NASDAQ

    13.555,50
    +70,00 (+0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5159
    +0,0051 (+0,08%)
     

Zoom se prepara para encarar Outlook e Gmail com serviço próprio de e-mail

Rubens Eishima
·1 minuto de leitura

Com uma luz no fim do túnel para a pandemia da COVID-19, o serviço de videoconferências Zoom parece se preparar para o tal “novo normal”. Sem se acomodar com o sucesso de seu serviço de vídeo chamadas, a empresa estaria desenvolvendo um serviço próprio de e-mail para manter seu crescimento.

A notícia foi publicada pelo site The Information, citando fontes internas. O serviço de e-mail seria complementado com uma ferramenta de calendário, mercados com forte presença das gigantes Google e Microsoft, especialmente no segmento corporativo.

Para completar a suíte de produtividade, faltariam apenas um sistema de comunicação em grupos — que tem como referências o Slack, Google Chat, Microsoft Teams e ferramentas personalizadas como o Mattermost — e editores de texto, planilhas e apresentações.

Norte-americana Zoom quer encarar Google e Microsoft (Imagem: divulgação/Qualcomm Ventures)
Norte-americana Zoom quer encarar Google e Microsoft (Imagem: divulgação/Qualcomm Ventures)

A entrada do Zoom no setor tem o potencial de reduzir a dependência da empresa do serviço de videoconferência, que pode apresentar uma queda de demanda dependendo do sucesso das vacinas contra o novo coronavírus.

Mesmo assim, é difícil imaginar como uma novata poderá competir com a integração oferecida pelas rivais, que disponibilizam não apenas e-mail, agenda e vídeo chamadas, como também armazenamento online e editores colaborativos de documentos, tudo isso oferecido por grandes equipes de vendas e suporte, com apoio da infraestrutura dos servidores Azure e Google Cloud.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: