Mercado abrirá em 9 h 16 min
  • BOVESPA

    101.016,96
    -242,79 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.245,86
    -461,86 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,74
    +0,18 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.912,30
    +6,60 (+0,35%)
     
  • BTC-USD

    13.123,45
    +14,67 (+0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    261,29
    -2,13 (-0,81%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.779,75
    -139,03 (-0,56%)
     
  • NIKKEI

    23.433,73
    -60,61 (-0,26%)
     
  • NASDAQ

    11.492,25
    0,00 (0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6480
    +0,0075 (+0,11%)
     

Zoom lança loja de apps e plataforma para venda de cursos e apresentações

Wagner Wakka
·3 minutos de leitura

A pandemia da COVID-19 colocou vários setores em crise, mas apareceu como uma oportunidade para um app até então pouco conhecido: o Zoom. A ferramenta que permitia chats com vídeo em várias pessoas ao mesmo tempo na tela ganhou o gosto das pessoas em distanciamento social.

Segundo relatório fiscal de junho da companhia, entre dezembro do ano passado até abril, a plataforma registrou um crescimento de 2.900%, saindo de 10 milhões para mais de 200 milhões de usuários, entre empresas e pessoas físicas. Além disso, a empresa registra, atualmente, mais de 300 milhões de chamadas diárias.

Em receita, o Zoom alcançou US$ 328 milhões, 61% a mais (US$ 203 milhões) do que o esperado pelo mercado e 169% maior em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Contudo, a empresa precisa ir além: ela sabe que não pode depender da pandemia e do isolamento social, que devem ser passageiros. Por isso a empresa está lançando dois novos produtos para seu portfólio.

A companhia inicia nesta quarta-feira (14) o Zoomtopia, evento anual para as novidades do programa. A data também vai estrear uma nova plataforma de apresentações pagas chamada de On Zoom.

Foco em palestras pagas

O On Zoom será um espaço em que usuários do serviço poderão oferecer apresentações e com a possibilidade de cobrar por elas. O que a companha está buscando é oferecer uma espécie de oportunidade de empreendedorismo para quem já trabalha de casa.

<em>Plataforma permite cobrar (ou não) por seus eventos (Foto: Reprodução/Zoom)</em>
Plataforma permite cobrar (ou não) por seus eventos (Foto: Reprodução/Zoom)

Por exemplo, uma pessoa que vende um curso online pode criar todo o plano pelo serviço, já oferecendo uma série de transmissões, com dias e horários agendados e preço fixo cobrado diretamente no On Zoom. Não é necessário pagar a mais para divulgar seu trabalho por lá, mas apenas ter uma assinatura premium do Zoom (os expectadores do curso podem ter uma conta gratuita).

A ideia começa a funcionar nesta quarta-feira (14) em caráter de testes somente nos Estados Unidos. A expectativa é de que ela chegue a outras regiões em 2021, ainda sem uma janela específica.

O Canaltech teve acesso a uma apresentação sobre a plataforma. Nela, é possível criar eventos gratuitos e divulgar por lá, cobrar pelo acesso ou até mesmo fazer campanhas de financiamento por doações, como eventos de arrecadações.

“No início, todas as taxas de custos de bancos para pagamentos feitos com o ON Zoom serão financiados pelo Zoom”, explica o líder de IA e plataformas da empresa, Wei Li.

Loja da apps

Outra novidade apresentada no evento foram os Zapps, a mistura de Zoom + apps. Isso quer dizer basicamente que agora a ferramenta conta com uma pequena loja de programas integrados.

“A diferença para os aplicativos que já se integram com o Zoom é que os Zapps funcionam dentro do Zoom. Ou seja, tem toda uma API nova”, conta Ross Mayfield, líder de produtos e integrações da empresa.

Os Zapps estão sendo lançados com 35 apps já parceiros. Em apresentação, a companhia mostrou integração do Dropbox em reuniões: os usuários podem abrir uma aba que já dá acesso a gravações da reunião (tanto em vídeo quanto só em áudio), a possibilidade de criar um arquivo como ata e ainda já definir funções para cada participante.

Entre os apps parceiros estão atualmente nomes como Slack, Sona, Courseera entre outros. Segundo os desenvolvedores, a novidade está disponível gratuitamente para todos os usuários internacionalmente. Contudo, alguns programas podem exigir assinatura premium para serem acessados como Zapps.

O Zoomtopia é a conferência da companhia que acontece entre 14 e 15 de outubro, totalmente virtual.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: