Mercado fechado

Zoom ativará finalmente a criptografia de ponta a ponta na próxima semana

Rubens Eishima
·2 minutos de leitura

Após de uma maratona de meses corrigindo deficiências de segurança em sua plataforma, o serviço de videoconferências Zoom anunciou que ativará a criptografia de ponta a ponta a partir da semana que vem. O recurso será oferecido a princípio como uma “prévia técnica” e será liberado tanto para usuários com contas pagas quanto gratuitas.

A camada extra de segurança foi anunciada na metade do ano — na época prometida apenas para as contas pagas — e poderá ser ativada para chamadas com até 200 participantes.

Segundo a empresa, a ativação da criptografia é apenas o primeiro passo de quatro etapas para o reforço de segurança da plataforma. O passo seguinte está previsto para entrar em vigor em 2021 e envolve um melhor gerenciamento de identidades e criptografia do início de sessão única (SSO, na sigla em inglês).

Cadeado (dentro do escudo verde) indicará o uso de criptografia de ponta a ponta (Imagem: divulgação/Zoom)
Cadeado (dentro do escudo verde) indicará o uso de criptografia de ponta a ponta (Imagem: divulgação/Zoom)

O Zoom já oferecia criptografia para as chamadas feitas na plataforma, mas as chaves criptográficas (semelhantes a códigos de segurança) eram armazenadas e gerenciadas pelos servidores da empresa. Com a criptografia de ponta a ponta, nem mesmo o Zoom é capaz de conhecer o conteúdo das conversas, assim como já acontece no WhatsApp, por exemplo.

Os diferentes níveis de proteção serão representados no atual ícone de escudo exibido no canto superior da tela. O uso da segurança ponta a ponta substitui, porém, o símbolo de checagem por um cadeado. Outra opção oferecida com a novidade é o uso de códigos de segurança para confirmar a ativação da criptografia extra, que serão os mesmos exibidos para todos os participantes.

Códigos podem ser usados para confirmar a proteção (Imagem: divulgação/Zoom)
Códigos podem ser usados para confirmar a proteção (Imagem: divulgação/Zoom)

Para ativar a novidade, que começa a ser disponibilizada na próxima semana, será preciso habilitar uma opção nas configurações do aplicativo para PC, celular ou nos sistemas Zoom Room compatíveis.

Proteção limitada

O uso da criptografia de ponta a ponta em uma chamada exigirá que todos os participantes tenham o recurso ativado. Além disso, a proteção extra desativará algumas opções oferecidas pelo Zoom, como reações, salas simultâneas (breakout rooms), gravação na nuvem, transcrição e participação por telefone ou dispositivos SIP/H.323.

O Zoom informou ainda que usuários com contas gratuitas precisarão passar por um processo de verificação de perfil, com o recebimento de uma mensagem SMS. De acordo com a empresa, a medida visa deter a criação de contas abusivas na plataforma.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: