Mercado abrirá em 9 hs
  • BOVESPA

    112.486,01
    +1.576,40 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.684,86
    +1.510,80 (+3,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,51
    -0,04 (-0,05%)
     
  • OURO

    1.788,80
    +28,90 (+1,64%)
     
  • BTC-USD

    17.126,76
    +148,05 (+0,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    406,04
    +5,35 (+1,33%)
     
  • S&P500

    4.080,11
    +122,48 (+3,09%)
     
  • DOW JONES

    34.589,77
    +737,24 (+2,18%)
     
  • FTSE

    7.573,05
    +61,05 (+0,81%)
     
  • HANG SENG

    18.899,36
    +302,13 (+1,62%)
     
  • NIKKEI

    28.281,04
    +312,05 (+1,12%)
     
  • NASDAQ

    12.036,75
    -5,50 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3965
    0,0000 (0,00%)
     

Zoológico de SP recebe menor espécie de tamanduá do mundo

Após ser resgatado e receber cuidados veterinários intensivos por mais de um ano, o tamanduaí Yoyo chegou, nesta semana, ao Zooparque de Itatiba, cidade no interior de São Paulo. Como não pode mais retornar à natureza, o zoológico será responsável por sua criação. O animal é da espécie Cyclopes didactylus, considerada a menor entre os tamanduás no mundo, pesando menos de 300 gramas.

Popularmente conhecido pelo nome de tamanduaí, Yoyo é de uma espécie considerada arborícola, ou seja, vive predominante em árvores, como os primatas. Além disso, é um animal com hábitos noturnos e solitários.

História do tamanduaí Yoyo até chegar ao zoológico

Em 2021, o tamanduaí Yoyo foi resgatado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no estado do Piauí. Naquele momento, o animal estava extremamente magro e se encontrava com um quadro severo de desidratação e hipovitaminose (falta de vitaminas no corpo).

Em seguida, o pequeno animal resgatado foi encaminhado para o Instituto Tamanduá, onde pode se recuperar e "engordar". Mesmo adulto e recuperado, o animal pesa apenas 285 gramas, o que está dentro dos padrões para a sua espécie.

"Por ser o único de sua espécie em cativeiro no mundo, e, por ter se habituado à presença humana, comportamento não ideal em uma situação de vida livre, optamos por não devolvê-lo à natureza", afirma o Instituto, em nota. Por isso, é que o tamanduaí, agora, é acolhido pelo zoológico.

A seguir, confira um vídeo em que Yoyo escala uma árvore:

Vale destacar, que segundo o Instituo, Yoyo "foi provavelmente retirado da natureza para ser criado em cativeiro como pet. Mas, quem o retirou não imaginava que cuidar de um tamanduaí seria tão difícil".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: