Mercado fechará em 5 h 26 min
  • BOVESPA

    129.837,48
    +1.070,02 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.298,98
    +169,10 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,85
    +1,00 (+1,37%)
     
  • OURO

    1.794,10
    +16,70 (+0,94%)
     
  • BTC-USD

    34.211,52
    +4.709,09 (+15,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    823,03
    +12,84 (+1,58%)
     
  • S&P500

    4.250,41
    +3,97 (+0,09%)
     
  • DOW JONES

    33.933,22
    -12,36 (-0,04%)
     
  • FTSE

    7.113,75
    +23,74 (+0,33%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.874,89
    -9,24 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    14.293,50
    +35,25 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9327
    +0,0129 (+0,22%)
     

Zona de perigo: Crise mundial de semicondutores se agrava

·1 minuto de leitura
Zona de perigo: Crise mundial de semicondutores se agrava
Zona de perigo: Crise mundial de semicondutores se agrava

A crise dos chips, que tem afetado a indústria global dos mais diferentes setores, atingiu níveis críticos e entrou na “zona de perigo”. De acordo com uma pesquisa, o prazo entre o pedido e a entrega de um chip aumentou para 17 semanas em abril, a espera mais longa reportada desde 2017.

Cerca de 70% das fabricantes estão enfrentando problemas, com forte influência dos impactos da pandemia do coronavírus e da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

A crise dos chips afetou a indústria automotiva: a NXP Semiconductors NV, grande fornecedor de componentes do setor, tem prazos de entrega de mais de 22 semanas, comparados às 12 semanas no ano passado.

A escassez dos semicondutores deve terminar somente no ano que vem, isso se o ressurgimento de casos de coronavírus não atrapalhar ainda mais a produção de empresas como a Taiwan Semiconductor Manufacturing. Ela é a fabricante de chips mais avançada do mundo que tem Apple e Qualcomm como alguns dos principais clientes.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos