Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.896,31
    -639,38 (-1,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Zona do euro vai discutir impacto econômico da alta dos preços de energia

·1 minuto de leitura
Linhas de alta tensão nos arredores de Madri, Espanha

Por Jan Strupczewski

BRUXELAS (Reuters) - Ministros das Finanças da zona do euro vão discutir os altos preços da energia na segunda-feira, temendo que isso possa desacelerar a recuperação, impactar as decisões de investimento e afetar de forma desproporcional os mais pobres, mostrou nota da Comissão Europeia.

A nota, preparada para a reunião dos ministros em Luxemburgo, afirmou no entanto que qualquer resposta precisa determinar primeiro se a alta dos custos de energia é temporária ou permanente.

O Banco Central Europeu acredita que os preços mais caros do petróleo e da eletricidade são apenas temporários e vão cair em 2022, e muitos governos da zona do euro concordam.

Mas os ministros irão discutir a questão separadamente e compartilhar as melhores práticas sobre como lidar com o problema, já que precisam preparar orçamentos para 2022 que serão altamente afetados pelos custos de energia.

"O atual aumento nos preços de energia já está impactando economias e existe a necessidade de discutir o efeito de preços mais altos nos orçamentos nacionais", apontou a nota da Comissão, vista pela Reuters.

"Os tipos de respostas também serão impactados pela maneira como a questão é vista, como um problema de oferta ou de demanda", completou.

Líderes da UE também discutirão o aumento dos preços quando se reunirem em 21 e 22 de outubro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos