Mercado fechará em 1 h 53 min
  • BOVESPA

    128.058,47
    +1,25 (+0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.330,02
    +127,22 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,66
    +0,62 (+0,87%)
     
  • OURO

    1.773,30
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    36.354,89
    -1.442,89 (-3,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    897,41
    -42,53 (-4,53%)
     
  • S&P500

    4.185,30
    -36,56 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    33.425,34
    -398,11 (-1,18%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0151
    +0,0526 (+0,88%)
     

Zona do euro tem recessão confirmada no 1º tri de 2021

·1 minuto de leitura

BRUXELAS (Reuters) - A economia da zona do euro contraiu 0,6% no primeiro trimestre de 2021, mostraram dados nesta terça-feira que confirmaram a recessão técnica, uma vez que o Produto Interno Bruto caiu em todos os maiores países com exceção da França.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, disse que o PIB nos 19 países que usam o euro recuou 0,6% na comparação trimestral no primeiro trimestre, com queda de 1,8% na base anual.

Os dados ficaram em linha com as estimativas preliminares de 30 de abril. Junto com a queda do PIB no quarto trimestre de 2020, de 0,7% na comparação com o trimestre anterior e de 4,9% sobre o ano anterior, a zona do euro está em sua segunda recessão técnica desde que a pandemia de Covid-19 começou.

As economias de Alemanha, Itália, Espanha e Holanda registraram contrações. A França cresceu 0,4% na base trimestral.

Em divulgação separada, a Eurostat mostrou que o superávit comercial não ajustado com o resto do mundo caiu a 15,8 bilhões de euros em março, de 29,9 bilhões em março de 2020.

Ajustado para variações sazonais, o superávit comercial da zona do euro foi de 13,0 bilhões de euros em março contra 23,1 bilhões em fevereiro, uma vez que as exportações caíram 0,3% e as importações subiram 5,6%.

(Reportagem de Philip Blenkinsop)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos