Zona do euro considera corte de juros para Grécia

Em uma tentativa de manter o Fundo Monetário Internacional (FMI) no programa de resgate para a Grécia, os ministros de Finanças da zona do euro estão conversando sobre um possível corte nas taxas de juros cobradas nos empréstimos destinados ao país pela Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, nas iniciais em inglês). Essas informações foram divulgadas pelo jornal alemão Sueddeutsche Zeitung, citando autoridades europeias não identificadas.

O problema do plano é que o corte nos juros exigiria que os países do bloco destinassem mais dinheiro, para completar os recursos da EFSF. De acordo com o jornal, as autoridades teriam dito que a Grécia "não pode ser salva sem uma transferência ou alívio parcial da dívida ...O momento agora é aquele em que os governos precisam dizer honestamente aos seus cidadãos que eles precisam liberar parte dos impostos que estão sendo gastos para manter a zona do euro."

O que a notícia no jornal alemão parece indicar é que os ministros de Finanças da zona do euro estão considerando um corte retroativo na taxa de juros para os empréstimos já existentes, o que exigiria que os "países da zona do euro substituíssem esses fundos. Economicamente falando, isso seria o mesmo que uma transferência direta dos países do euro para a Grécia". As informações são da Dow Jones.

Carregando...