Mercado abrirá em 1 h 20 min

ZONA ELEITORAL-Lula se reúne com empresários na terça-feira

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

26 Set (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reunirá com empresários em São Paulo na noite de terça-feira, a cinco dias do primeiro turno da eleição presidencial.

O encontro está sendo organizado pela Esfera Brasil, organização que reúne empresários e empreendedores, e acontecerá na casa presidente do grupo, João Camargo. Segundo a Esfera, a expectativa é que participem 90 pessoas.

O petista, que lidera as pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto, tem buscado ampliar o leque de apoios em busca do chamado voto útil para tentar eleger-se para um terceiro mandato já no dia 2 de outubro. Ele recentemente recebeu o apoio de ex-candidatos à Presidência, entre eles do ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, num movimento que agradou o mercado financeiro.

ÁUDIO FALSO

O ministro Paulo de Tarso Vieira Sanseverino, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou a remoção de publicações em redes sociais de um áudio falsamente atribuído a Lula no qual uma pessoa imitando o ex-presidente afirma: "Ninguém teve a competência e a coragem de acabar com esse cara", referindo-se ao ex-ministro Antonio Palocci, que num acordo de delação premiada no âmbito da operação Lava Jato fez uma série de acusações a Lula.

"O áudio não contém a voz de Lula, e sim uma imitação, o que fica claro na comparação com outras gravações do ex-presidente --inclusive as que foram autorizadas pela Justiça e divulgadas oficialmente pela força-tarefa da Operação Lava Jato em 2016", escreveu o ministro.

O áudio falso circulou pela primeira vez em setembro de 2017 e, à época, foi desmentido por vários veículos de imprensa e agências de checagem de fatos. Recentemente, voltou a circular em perfis de apoiadores de Bolsonaro em várias redes sociais.

AUXÍLIO SEM VOTO

Uma das principais apostas eleitorais do presidente Jair Bolsonaro (PL), o Auxílio Brasil de 600 reais não tem rendido ao candidato à reeleição frutos em termos de ganho de terreno nas pesquisas.

Levantamento do Instituto FSB Pesquisa, encomendado pelo banco BTG Pactual, divulgado nesta segunda, apontou que, entre as pessoas que recebem o auxílio, a preferência por Lula aumentou 8 pontos em relação à semana passada, para 65%, enquanto entre os que não recebem, mas moram com alguém que recebe, o aumento foi de 6 pontos, para 64%.

Bolsonaro, por sua vez, tem 22% entre os que recebem o benefício (ante 20%) e 20% entre os que não recebem, mas moram com alguém que recebe (ante 34%).

(Por Flávia Marreiro e Eduardo SimõesEdição de Alexandre Caverni)