Mercado fechará em 1 h 18 min

Zenit monitora situação de Hulk, mas descarta repatriação do atacante

Fábio Paine
·1 minuto de leitura
Hulk acena para torcida do Zenit em 2016. Foto: Epsilon/Getty Images
Hulk acena para torcida do Zenit em 2016. Foto: Epsilon/Getty Images

O atacante brasileiro Hulk estará livre no mercado em janeiro e poderá negociar com quem desejar um novo contrato. No começo do ano, o jogador se despedirá do Shanghai SIPG, clube que defende desde 2016.

Com futuro incerto, surgem também inúmeras especulações sobre o destino do jogador de 34 anos.

A última delas, publicada pelo jornal português "A Bola" vincula Hulk ao Zenit, clube russo que defendeu entre 2012 e 2016 e do qual é ídolo até hoje. O salário seria de 3 milhões de euros anuais.

A Rússia, porém, não deverá ser o próximo país do atacante.

Segundo o Yahoo Esporte apurou, o Zenit não tem interesse em contar de novo com o Hulk, apesar de seu passado de conquistas e muitos gols em São Petersburgo. Foram 56 em 97 partidas oficiais.

O Zenit, que está na disputa da Liga dos Campeões e ocupa a segunda posição da Liga Russa, tem outros planos para se reforçar para a sequência da temporada.

Outras especulações dão conta de que a MLS pode ser o destino do atleta.