Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -658,25 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,52 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,07 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,80 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    13.036,21
    +18,68 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,13 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,29 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +5,75 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6630
    +0,0529 (+0,80%)
     

Deveríamos comemorar ainda mais a vitória de Zendaya no Emmy Awards

Marcela De Mingo
·4 minutos de leitura
THE 72ND EMMY® AWARDS - Hosted by Jimmy Kimmel, the "72nd Emmy® Awards" will broadcast SUNDAY, SEPT. 20 (8:00 p.m. EDT/6:00 p.m. MDT/5:00 p.m. PDT), on ABC. (ABC via Getty Images) ZENDAYA
Zendaya é a atriz mais nova a receber um Emmy como Melhor Atriz em uma Série Dramática - e também a segunda mulher negra a receber o prêmio na história do evento (Foto: Getty Images)

Há tanta coisa acontecendo no mundo agora que talvez tenha passado batido que na noite de domingo (20) tenha acontecido o 'Emmy Awards'. Direto de casa e com um tapete vermelho virtual, a premiação buscou manter a tradição de premiar os melhores atores e atrizes da televisão no último ano. Dentre eles, um nome se destacou: Zendaya.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Aos 24 anos, ela se tornou a mais jovem a levar para casa o Emmy de Melhor Atriz por uma série de drama - o que, por si só, seria digno de manchete nos jornais. Em ‘Euphoria', trama que lhe rendeu o prêmio, ela vive uma jovem viciada em drogas que, mesmo depois de uma overdose, continua com a rotina de uso dessas substâncias.

Porém, é mais do que isso. Uma mulher negra, jovem, e representante de uma nova geração que busca mudanças efetivas no mundo, Zendaya é a primeira negra a receber o prêmio nessa categoria, na história da premiação, desde que Viola Davis levou a estatueta para casa em 2015 por 'How To Get Away With Murder'.

Leia também

Considerando que o Emmy Awards tem uma trajetória de mais de sete décadas, parece absurdo falar em apenas duas vitórias para as mulheres negras em uma das principais categorias do evento.

A premiação desse ano, no entanto, viu uma mudança grande em relação às demais. Em 2020, o Emmy contou com 18 categorias para atores e premiou pessoas negras em nove delas - ou seja, atores brancos e negros ficaram equiparados em termos de vitórias. É uma trajetória notável, considerando que, apenas em 2013, não havia nenhuma pessoa negra, indígena ou de cor indicada nas categorias da premiação.

Popularidade e voz ativa

A carreira de Zendaya começou em 2010, quando a jovem atriz entrou para o elenco da série 'No Ritmo', do Disney Channel, e despontou como uma das estrelas do estúdio. Foi só em 2017, com ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar' que ela fez a estreia no cinema, mas a sua presença como personalidade já era forte bem antes disso. Com um estilo único e uma voz ultrapolitizada - ela, agora, faz campanha para que as pessoas façam o cadastro para votar nos Estados Unidos, já que o voto é optativo por lá -, Zendaya se tornou referência para muitos jovens ao redor do mundo, e fez questão de trazer luz para a importância da sua geração no discurso de aceitação do Emmy.

"Eu sei que parece que esse é um momento muito estranho para comemorar", disse, "mas eu só queria dizer que ainda há esperança nos jovens por aí. Eu sei que o nosso show [Euphoria] nem sempre parece um bom exemplo disso, mas há esperança nos jovens e eu só quero dizer a todos os meus pares por aí fazendo o trabalho nas ruas: 'eu vejo você, eu admiro você, eu agradeço a você'".

É claro que, hoje em dia, tudo é político e é impossível separar temas tão relevantes como o movimento Black Lives Matter do entretenimento e até do cotidiano comum. Não à toa, nos últimos meses até mesmo um jogo de basquete da NBA, que tem acontecido em uma "bolha" no complexo de hotéis da Walt Disney World Resort por conta da pandemia de coronavírus, foi cancelado porque os jogadores de um dos times protestavam contra o assassinato de um homem negro pela polícia em Wisconsin.

E tudo isso para dizer que: sim, o mundo pode parecer caótico lá fora, mas mudanças importantes já estão acontecendo - e a vitória de Zendaya é um reflexo disso, assim como a de Regina King, que levou para casa o quarto prêmio Emmy este ano por 'Watchmen’. Basta saber, agora, de qual lado as pessoas estarão daqui para frente: se é daquele que apoia e busca facilitar essas mudanças ou do que resiste e será pego de surpresa por elas.