Mercado abrirá em 5 h 31 min

Zeladora realiza sonho de se formar e faz ensaio inspirador

Zeladora se dividiu entre o trabalho e os estudos. Foto: Maxwel Silva

Trabalhando no Hospital Municipal Sandoval de Araújo Dantas Jaru, em Rondônia, há cinco anos, Erica Alves dos Reis, 30 anos, é conhecida pelos pacientes e funcionários do local como “a zeladora que canta”. Conhecida por sua alegria de viver e sua devoção à Deus, foi com seu trabalho que ela conseguiu se formar na faculdade de educação física.

“Eu tive a ideia de começar a estudar. Eu era uma pessoa que fazia muitas atividades físicas e, como eu era apaixonada por isso, decidi fazer educação física”, explicou em entrevista ao Yahoo. Porém, Erica quer ainda mais. Sua grande vontade, agora, é estudar para se tornar médica.

“Eu tenho o sonho de fazer medicina, mas não tenho condições [financeiras]. Para isso, eu precisaria de uma bolsa. Mas quero ser médica para ajudar as pessoas e voltar a trabalhar nesse mesmo hospital, só que cuidando de vidas”, afirmou a zeladora. “Trabalhando no hospital e servindo a Deus, cada dia mais, cresceu em mim o desejo de cuidar das pessoas”, disse.

Leia também:

Segundo ela, conciliar trabalho e estudos foi uma tarefa árdua. “Eu estava indo muito bem. Até que, no quinto semestre, eu reprovei em cinco matérias. Foi quando eu quase desisti de tudo. Por causa de duas disciplinas, eu reprovei em mais três. Mas eu tenho muita fé em Deus e não desisti. Depois disso, eu fiz mais dois semestres e consegui passar em todas as disciplinas”, relembra.

Erica realizou sonho, mas ainda quer se formar em medicina. Foto: Maxwel Silva

Para conseguir se formar, Erica trabalhava em plantões de 12 horas e, nas folgas, estudava por meio do ensino à distância. Foi assim, com muita dedicação e usando seu salário como zeladora, que ela conseguiu realizar o sonho de se formar. “Fiquei muito orgulhosa de mim”, diz a funcionária.

Álbum de formatura

Com muita vontade de registrar esse grande momento de sua vida, a zeladora não tinha condições financeiras para pagar por um álbum de fotos profissional de sua formatura. Foi assim que ela teve a ideia de pegar uma câmera emprestada e fazer suas próprias fotos.

Porém, em um dia de trabalho, um médico que trabalha no mesmo local que Erica gravou um vídeo em que ela aparece cantando na emergência e postou no Facebook dele. A gravação passou a ser compartilhada e acabou chegando até o fotógrafo Maxwel Silva, 23 anos.

Zeladora é conhecida por sua alegria de viver. Foto: Maxwel Silva

“A irmã dela, que é amiga minha do Facebook, compartilhou o vídeo e colocou na legenda ‘sangue do meu sangue’. Então, desconfiei que elas seriam irmãs e pedi o contato dela. Achei o vídeo interessante e vi as fotos dela. Porém, elas não eram profissionais. Pelo WhatsApp, perguntei se ela queria refazer as fotos e ela falou que era o sonho dela. Então, começamos planejar”, explicou o fotógrafo ao Yahoo.

Segundo Erica, depois de o fotógrafo compartilhar seu vídeo, a gravação passou a viralizar e, como ele já tinha visto as fotos que ela tinha feito sozinha, ele fez uma promessa: caso o vídeo chegasse a 20 mil visualizações, ele faria as fotos dela de graça. Quase um mês depois, os dois fizeram, finalmente, as fotos tão sonhadas.

De acordo com Erica, a grande motivação para fazer o registro é poder olhar, daqui alguns anos, para o passado e se orgulhar de quem foi. “Tenho muito orgulho da minha profissão. Quando eu chegar lá no topo, eu não quero me esquecer de onde eu passei e nem de quem eu fui”, explica a zeladora.

Fotógrafo fez as imagens de graça para a profissional. Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com o fotógrafo, toda a luta de Erica precisa ser valorizada e as fotos foram a forma que ele encontrou de homenagear a profissional. “Sei que não é fácil estudar quatro anos”, afirmou à reportagem.