Mercado fechará em 56 mins
  • BOVESPA

    123.726,66
    +1.925,87 (+1,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.961,99
    +93,67 (+0,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,22
    -2,73 (-3,69%)
     
  • OURO

    1.819,30
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    39.716,25
    -1.304,37 (-3,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    972,47
    +11,58 (+1,20%)
     
  • S&P500

    4.400,46
    +5,20 (+0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.937,19
    +1,72 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    14.992,75
    +37,00 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1217
    -0,0663 (-1,07%)
     

Zack Snyder fará seu próprio "Star Wars" e ele será exclusivo da Netflix

·2 minuto de leitura

Depois de deixar os fãs se questionando sobre os zumbis-alienígenas-robôs, Zack Snyder irá para sua própria galáxia muito, muito distante em seu próximo longa, ainda que não seja uma produção oficial Star Wars. Intitulado Rebel Moon, o filme será coescrito, dirigido e produzido por Snyder exclusivamente para a Netflix.

No roteiro, o diretor repete a parceria com Shay Hatten (com quem escreveu Army of the Dead) e Kurt Johnstad, que corroteirizou 300. Segundo informações do THR, a “história começa quando uma colônia pacífica na orla da galáxia é ameaçada pelos exércitos de um regente tirânico chamado Balisarius. Pessoas desesperadas despacham uma jovem com um passado misterioso para procurar guerreiros de planetas vizinhos para ajudá-los a tomar uma decisão”.

A produtora Deborah Snyder e o diretor Zack Snyder no set de Army of the Dead (Imagem: Reprodução/Clay Enos/Netflix)
A produtora Deborah Snyder e o diretor Zack Snyder no set de Army of the Dead (Imagem: Reprodução/Clay Enos/Netflix)

Essencialmente, é a mesma história vista em Os Sete Samurais (1954), de Akira Kurosawa, e no remake estadunidense, o faroeste Sete Homens e um Destino (1960), de John Sturges. Snyder, no entanto, já demonstrou muitas vezes fazer uma ode às suas referências e não será diferente desta vez: “Este sou eu crescendo como um fã de Akira Kurosawa, um fã de Star Wars”, explicou o cineasta. “É meu amor por ficção científica e por uma aventura gigante. Minha esperança é que [Rebel Moon] também se torne uma enorme propriedade intelectual e um universo que possa ser construído”.

O projeto de Snyder foi idealizado há mais de dez anos, quando o diretor pretendia vender a ideia para a LucasFilm. Descrita como uma versão mais madura do universo criado por George Lucas, a ideia acabou engavetada depois que a Walt Disney Company adquiriu a produtora em 2012.

Além da recém-dirigida série Army of the Dead: Lost Vegas, Snyder também tem o anunciado The Fountainhead entre seus futuros trabalhos, mas tudo indica que Rebel Moon deve ser a prioridade, com as filmagens previstas para serem iniciadas em 2022. Nenhuma possível data de lançamento foi divulgada até o momento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos