Mercado abrirá em 5 h 52 min
  • BOVESPA

    107.378,92
    +1.336,45 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.267,20
    +362,14 (+0,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    43,58
    +0,52 (+1,21%)
     
  • OURO

    1.823,90
    -13,90 (-0,76%)
     
  • BTC-USD

    18.246,63
    -85,87 (-0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    366,07
    +4,64 (+1,28%)
     
  • S&P500

    3.577,59
    +20,05 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    29.591,27
    +327,79 (+1,12%)
     
  • FTSE

    6.333,84
    -17,61 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    26.495,62
    +9,42 (+0,04%)
     
  • NIKKEI

    26.155,46
    +628,09 (+2,46%)
     
  • NASDAQ

    11.966,00
    +60,75 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4474
    +0,0071 (+0,11%)
     

Zachary Quinto e Jean Paul Gaultier recebem prêmio GQ Men of the Year 2020

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A versão alemã da revista GQ divulgou nesta quarta-feira (28) os escolhidos deste ano para receber o GQ Men of the Year 2020. A premiação, que em tradução literal significa "o homem do ano", destaca algumas das pessoas (não necessariamente do sexo masculino) que se destacaram durante o ano. Normalmente, a premiação é entregue em uma festa de gala, o que não pode ocorrer neste ano. Os vencedores, que aparecerão na edição de dezembro da revista, foram anunciados por apresentadores e receberam seus troféus, cada um em sua cidade. Havia gente espalhada por sete cidades de quatro países diferentes. Zachary Quinto, 43, ganhou como artista de cinema internacional. "Quando eu era jovem e estava começando a estudar atuação, tive uma sorte incrível de ser ensinado por minha grande professora de atuação", disse. "Ela moldou minha compreensão do que significa ser um artista: como você se move no mundo é pelo menos tão importante quanto no palco." "Nunca esqueci esta lição fundamental", afirmou o ator americano. "Encontrar esse equilíbrio sempre foi a pedra angular da minha consciência e minha ambição de lutar por pessoas que foram menos afortunadas do que eu." Na categoria "Lenda", o vencedor foi o estilista francês Jean Paul Gaultier, 68. "A pandemia é um bom momento para refletir, para pensar sobre o que está acontecendo, o que queremos fazer, como podemos mudar as coisas e tornar o mundo um lugar ainda melhor", disse ele. A Mulher do Ano foi a top model alemã Claudia Schiffer, 50. "Nos últimos 50 anos, muitas vezes me perguntaram se existe algo como o segredo do meu sucesso", disse. "E, para ser sincera: Sim. Mas é muito simples: tenho a grande sorte de amar sinceramente o que faço. E trabalhei muito a vida toda, fui profissional e sempre confiei nos meus instintos." "Nos anos 80, me apaixonei pela moda e nos anos 90 aprendi o que a moda realmente é", contou. "Eu e as outras supermodelos vivíamos e respirávamos moda. O setor era extremamente rápido e exigente, e estou muito orgulhosa de ainda termos sido capazes de manter o controle de nossas carreiras o tempo todo." O Esportista do Ano foi o jogador de futebol Leon Goretzka, 25, do Bayern de Munique. "Nestes tempos difíceis, sinto que é um grande privilégio e responsabilidade dar algo em troca", declarou. "Durante estes meses todos nós mostramos responsabilidade usando uma máscara, protegendo não só a nós próprios mas também os outros do corona. Mas a nossa responsabilidade não o faz terminar quando tirarmos a máscara." "Também temos de assumir a responsabilidade por questões como racismo, sexismo, integração e inclusão", defendeu. "Como cidadãos da Alemanha e como alemães no mundo. Podemos assumir o nosso futuro com as nossas próprias mãos, não apenas no campo, mas também na rua e na internet." A "Voz do Ano" foi a autora americana Kimberly Jones. "Eu defendo as pessoas marginalizadas, as menores delas, as vozes que não são ouvidas", afirmou. "Estamos nos movendo em um tempo e um espaço onde o menor deles, os sem voz, estão finalmente conseguindo uma voz e estou grata e honrada ser essa voz para eles." Já o ator Jannis Niewöhner, 28, recebeu o prêmio na categoria "Homem do Próximo Ano", uma espécie de aposta para o futuro. Ele foi escolhido pelo público --é a primeira vez em 21 anos que a premiação recebeu uma votação popular.