Mercado abrirá em 5 h 28 min
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,01
    +0,58 (+0,94%)
     
  • OURO

    1.783,20
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    48.818,06
    -5.835,56 (-10,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.113,70
    -129,36 (-10,41%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.921,61
    -16,63 (-0,24%)
     
  • HANG SENG

    28.977,04
    +221,70 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.020,63
    -167,54 (-0,57%)
     
  • NASDAQ

    13.765,00
    +14,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5540
    +0,0124 (+0,19%)
     

YouTube testa “esconder” número de dislikes nos vídeos da plataforma

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

O YouTube está testando uma novidade bastante curiosa — a plataforma pretende esconder o número de “dislikes” dos vídeos, impedindo que os internautas saibam quantas pessoas não estão gostando de determinado conteúdo. O principal objetivo seria mitigar a ação de campanhas coordenadas de ódio, visto que é cada vez mais comum vermos grupos organizados utilizando tal botão de maneira abusiva simplesmente para reduzir a reputação de determinado clipe (geralmente por motivos políticos e/ou culturais).

A novidade foi noticiada pelo 9to5Google, que confirmou com o Gigante das Buscas que, de fato, tal teste está sendo efetuado; a companhia ressalta, porém, que os criadores de conteúdo continuarão enxergando tais estatísticas normalmente no Studio, tendo uma noção sincera do feedback de seus espectadores; ao internauta, porém, será exibido simplesmente o botão “Dislike”, mas sem uma contagem específica de quantas pessoas “descurtiram” aquele clipe.

<em>Imagem: Reprodução/9to5Google</em>
Imagem: Reprodução/9to5Google

“Para os espectadores, se você estiver no experimento, ainda pode gostar ou não gostar de um vídeo para compartilhar seu feedback com os criadores e ajudar a ajustar as recomendações que você vê no YouTube”, teria comentado a empresa com o veículo em questão, adicionando ainda que o teste foi criado “em resposta aos feedbacks dos criadores a respeito de bem-estar e campanhas direcionadas de dislikes”. Porém, não sabemos exatamente quantas pessoas (e em quais países) participam de tal teste.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que a plataforma realiza ações destinadas a melhorar o bem-estar dos criadores de conteúdo — em agosto de 2019, o YouTube também passou a omitir a quantidade completa de inscritos em determinado canal. Na época, a marca afirmou que esperava que “isso ajude todos os criadores a se concentrarem em contar suas histórias e vídeos e tenham menos pressão com relação aos números”, não se preocupando tanto com estatísticas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: