Mercado fechado

YouTube restaura conta de “Menina do lo-fi” após reclamações dos usuários

O canal Lofi Girl foi finalmente restaurado pelo YouTube nesta terça-feira (12), após as reclamações dos usuários e dos proprietários. Conhecido pelo popular vídeo da "menina do lo-fi", o canal havia sido retirado do ar pela plataforma de vídeos no último domingo (10) devido a um pedido improcedente de direitos autorais.

A origem das reivindicações foram baseadas na Digital Millennium Copyright Act (DMCA), lei dos Estados Unidos sobre direito autoral, e teriam vindo da FMC Music, uma gravadora da Malásia. Após receber um pedido de reconsideração dos donos do Lofi Girl, o YouTube fez uma revisão manual da reclamação e entendeu não haver direito de propriedade da gravadora sobre a música.

Em um tuíte, o proprietário do canal Lofi Girl — que transmite música ambiente relaxante desde 2017 de forma ininterrupta — anunciou que as transmissões foram reestabelecidas após 48 horas. Os fãs já podem voltar a sintonizar no canal enquanto trabalham, estudam ou fazem os afares domésticos.

“Confirmamos que as solicitações de remoção eram abusivas e encerramos a conta do reclamante, resolvemos os avisos e restabelecemos seus vídeos — às vezes pode levar de 24 a 48 horas para que tudo volte ao normal! Sinto muito por isso e obrigado por sua paciência enquanto resolvemos”, escreveu o YouTube no Twitter, em resposta ao post de Lofi Girl.

Gravadora foi atacada

É claro que a gravadora, pouco conhecida no mundo ocidental, foi duramente criticada pelos fãs de Lofi Girl desde o ocorrido. Uma enxurrada de comentários negativos nos vídeos questionavam o porquê de ter apresentado uma alegação falsa, criada unicamente para prejudicar o canal de outra pessoa.

Todo esse barulho parece ter sido fundamental para o YouTube fazer a revisão manual e restaurar o acesso com brevidade. Até mesmo os fãs da Malásia, terra da FMC, criticaram a atitude e pediram para rever a posição. No Reddit, há um tópico imenso com reclamações e acusações contra a empresa que teria derrubado o "melhor canal do YouTube".

A FMC Music alega ter sido vítima também, mas de um hacker que invadira sua conta no YouTube e registrou o pedido de violação de direitos autorais. Um porta-voz da gravadora disse ao site de notícias local Malaysiakini que relatou o incidente ao Google, o que fez a plataforma de vídeos reestabelecer o acesso.

Menina do Lo-fi

A "Menina do lo-fi” exibe uma ilustração de uma criança com fones de ouvido sentada de frente a uma escrivaninha e um gato na janela. O canal Lofi Girl conta mais de 20 mil horas ininterruptas de transmissão ao vivo e é um dos perfis mais amados do YouTube por oferecer momentos de relaxamento para as pessoas.

O estilo de música Lo-Fi explodiu durante a pandemia da covid-19 porque passou a ajudar pessoas a ter melhor concentração em casa. Muita gente gosta de estudar, trabalhar ou até dormir ouvindo esse gênero calmo, com batidas lentas e sons instrumentais derivados de músicas conhecidas.

Infelizmente, este não é um problema incomum no YouTube. Muitos criadores de conteúdo pequenos ou sem grande alcance acabam vítimas de práticas similares vindas de rivais. Isso faz com que muita gente perca vídeos trabalhados com afinco, desmotivando criadores a seguirem com a produção. Por outro lado, o algoritmo nem sempre é capaz de identificar com precisão as reivindicações da DMCA pertinentes — e criadores autênticos acabam sendo plagiados na cara dura.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos