Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.290,62
    -1.176,67 (-2,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

YouTube para iOS volta a ter modo Picture-in-Picture, mas com um porém

·1 minuto de leitura

O modo Picture-in-Picture (PiP) do YouTube finalmente voltou a ficar disponível para usuários de iOS. Anteriormente bloqueada pelo serviço no iOS, a função retorna em fase experimental para uso exclusivo de assinantes Premium.

Assim como no Android, a ideia da exibição em PiP é permitir que usuários consumam vídeos enquanto navegam por outros aplicativos. A pequena janela é móvel, com tamanho ajustável e tem botão de iniciar e pausar embutido.

Modo Picture-in-Picture reestreia no iOS e iPadOS como recurso experimental exclusivo para usuários assinantes (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
Modo Picture-in-Picture reestreia no iOS e iPadOS como recurso experimental exclusivo para usuários assinantes (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Agora, assinantes do YouTube Premium podem experimentar a novidade ativando-a no site youtube.com/new. Os testes com o miniplayer do YouTube no iOS acontecerão até dia 31 de outubro deste ano e não se sabe o que acontecerá depois disso.

Deve continuar exclusivo para assinantes

Assistir aos vídeos da plataforma em PiP é uma função exclusiva para assinantes YouTube Premium, então é difícil imaginar que contas gratuitas tenham direito a ela depois dos testes. Quem paga pelas vantagens do serviço de vídeos também pode manter a reprodução rolando mesmo com a tela bloqueada e não precisa encarar propagandas.

Erros podem acontecer neste período de experimentação e o YouTube diz que trabalha para resolvê-los. Um dos problemas conhecidos é que o vídeo trava assim que a tela é bloqueada.

É importante ter o app do YouTube devidamente atualizado no iPhone ou iPad para conferir a função, então procure por downloads pendentes na App Store se o recurso não funcionar de primeira.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos