Mercado fechará em 3 h 5 min
  • BOVESPA

    119.320,01
    -244,43 (-0,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.773,47
    +373,67 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,63
    -1,00 (-1,52%)
     
  • OURO

    1.816,10
    +31,80 (+1,78%)
     
  • BTC-USD

    56.879,25
    -588,54 (-1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.477,81
    +6,39 (+0,43%)
     
  • S&P500

    4.182,43
    +14,84 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.397,03
    +166,69 (+0,49%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.572,25
    +81,25 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3671
    -0,0598 (-0,93%)
     

YouTube para celular terá comentários sincronizados com trechos do vídeo

Alveni Lisboa
·2 minuto de leitura

Sabe quando você abre um vídeo de 5 minutos e o conteúdo importante está em 3:57? Hoje, o usuário é obrigado a assistir tudo para entender alguma referência feita pela audiência, por exemplo. Muita gente usa a seção de comentários para marcar o momento que realmente importa digitando o tempo exato, mas isso pode ser facilitado a partir de agora.

O YouTube começou a experimentar um novo recurso para celulares que atrela o comentário ao momento exato do vídeo em que foi postado. Se a pessoa quiser destacar alguma fala bacana do vídeo, por exemplo, é só digitar: um cronometro destacará o minuto e o segundo exato para direcionar os demais interessados para aquele momento.

Os comentários cronometrados devem funcionar de maneira similar à seção de bate-papo reproduzida em um vídeo ao vivo do Youtube, em que as manifestações surgem sincronizadas com o que aparece na tela. Essa adição parece ter sido inspirada no SoundCloud, que mostra pequenas marcas na barra de reprodução para indicar em qual trecho da música aquela pessoa comentou.

A novidade está disponível apenas em alguns vídeos e para um pequeno grupo de pessoas no aplicativo para Android e iOS — infelizmente, o Canaltech não foi escolhido e não há imagem disponível de como funciona. O objetivo é levá-la a mais usuários a partir do feedback recebido neste momento de teste.

Se for um dos escolhidos, o recurso vai aparecer ao clicar neste botão (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech)
Se for um dos escolhidos, o recurso vai aparecer ao clicar neste botão (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech)

Para ver se você faz parte do experimento, vá para a seção de comentários no seu aplicativo para celular e toque ícone para classificá-los. Deverão aparecer as opções: “Principais comentários”, “Mais recentes primeiro” e “Beta Cronometrado” (Timed Beta, se seu aplicativo estiver em inglês).

Outros recursos em teste

A plataforma de vídeos também começou a experimentar outras funcionalidades recentemente, como a possibilidade de esconder os deslikes dos vídeos. Isso evitaria um "efeito manada" em que as pessoas podem descurtir os vídeos somente pela alta taxa de rejeição que ela vê. O recurso não influenciaria na exibição para os criadores do material, que ainda teriam acesso a esses dados no Youtube Studio.

Para o Youtube, as avaliações negativas podem desestimular o criador de conteúdo e gerar um clima ruim na rede (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
Para o Youtube, as avaliações negativas podem desestimular o criador de conteúdo e gerar um clima ruim na rede (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Outra função em desenvolvimento é a possibilidade de reconhecer objetos nos vídeos. De acordo com o Google, a ideia é permitir o clique em links dentro do vídeo exibido, o que redirecionará para uma página de compra do item identificado. Um dos usos possíveis para isso seria a monetização via afiliação, na qual um usuário recebe parte do lucro após vender um produto de terceiros.

O Youtube continua trabalhando para trazer novidades e não deixar a plataforma envelhecer. Como tem sido a sua experiência com o aplicativo para iOS ou Android? Deixe seu relato nos comentários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: