Mercado abrirá em 5 h 50 min
  • BOVESPA

    113.031,98
    +267,72 (+0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.638,36
    -215,01 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,68
    -0,73 (-0,82%)
     
  • OURO

    1.795,20
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    24.011,67
    -202,78 (-0,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,23
    -21,53 (-3,64%)
     
  • S&P500

    4.297,14
    +16,99 (+0,40%)
     
  • DOW JONES

    33.912,44
    +151,39 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    19.808,95
    -231,91 (-1,16%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.647,25
    -34,00 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1758
    -0,0027 (-0,05%)
     

YouTube finalmente lança modo Picture-in-picture no iOS e no iPadOS

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Depois de muito adiar, o YouTube começou a liberar amplamente o modo Picture-in-picture no iOS e no iPadOS. O lançamento da visualização de vídeos em janela flutuante foi anunciado pela plataforma nas redes sociais nesta segunda (12), com o Google admitindo o atraso publicamente.

A história de dispositivos Apple com o PiP é complicada: primeiro, a função estava integrada ao iOS, mas o YouTube cortou o suporte para lançar a opção de assinatura; depois, a empresa anunciou que liberaria o recurso para todos os usuários (mesmo os de contas gratuitas), mas não deu nenhuma previsão; por fim, a empresa disponibilizou o Picture-in-picture exclusivamente para assinantes em um experimento temporário entre agosto de 2021 e abril de 2022.

"Está acontecendo! [O modo] Picture-in-picture está sendo gradativamente liberado no YouTube para iPhone e iPad e, assim como no Android, estará disponível para assinantes YouTube Premium do mundo inteiro e, nos Estados Unidos, para contas gratuitas (exceto em músicas)", informou a empresa.

Exclusivo para assinantes

Enquanto isso, usuários Android têm acesso ao PiP há anos (e nada vai mudar, vale ressaltar). No iOS, a função será exclusiva para assinantes YouTube Premium e não será compatível com “conteúdo musical”. Além disso, embora a distribuição tenha começado hoje, ela “acontecerá lentamente”, segundo o Google.

Atualmente, a assinatura YouTube Premium custa R$ 20,90 em seu plano padrão e, além do Picture-in-picture, o modo permite que o usuário baixe vídeos para assistir offline, confira conteúdo sem publicidade e acesse todo o catálogo de músicas do YouTube Music.

Provavelmente, a função será liberada para os usuários por atualização — por isso, fique de olho em updates lançados na App Store. Assim que disponível, o modo Picture-in-picture poderá ser habilitado em Configurações > Geral.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos