Mercado fechado

YouTube diz que vai atualizar suas políticas sobre games e conteúdo infantil

Natalie Rosa

Nos últimos dias, criadores de conteúdo para o YouTube vêm manifestando suas indignações sobre novas políticas de uso do serviço em relação a vídeos considerados infantis. Poucos dias depois, a CEO da companhia, Susan Wojcicki, falou sobre o assunto em comunicado trimestral.

No documento, emitido nesta quinta-feira (21), a executiva afirmou que estava em processo de desenvolvimento de novas políticas de assédio, e que está conversando com criadores sobre os assuntos que precisam ser tratados.

"Sabemos que ainda há muitas dúvidas sobre como isso vai afetar os criadores e vamos fornecer atualizações conforme possível durante a jornada", ressalta.

Susan Wojcicki (Imagem: Reprodução)

Na última atualização dessas políticas de uso, o YouTube deixou claro que vídeos que não fossem classificados como infantis, mas que pudessem atrair crianças, seriam penalizados. Sendo assim, até mesmo conteúdos para o público adulto com imagens de animações, por exemplo, seriam considerados para crianças.

Outro assunto tratado no comunicado é em relação à reprodução de games violentos na plataforma.

"Para criadores de games, soubemos muito bem que nossas políticas precisam se diferenciar entre violência do mundo real e violência nos games. Temos uma atualização de política para breve que fará exatamente isso. A nova política terá menos restrições para violência em jogos, mas mantém nosso padrão elevado para proteger o público contra a violência do mundo real", conta Wojcicki.

O documento também fala sobre a importância da saúde mental do criador de conteúdo, dizendo que o fã vai entender se as precisarem tirar um tempo, e também sobre as novas regras de direitos autorais da União Europeia.

A carta completa está disponível para consulta online.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: