Mercado fechará em 1 h 44 min
  • BOVESPA

    121.895,34
    +94,13 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.230,47
    +35,04 (+0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,85
    +0,70 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.806,40
    -8,10 (-0,45%)
     
  • BTC-USD

    40.599,66
    +925,12 (+2,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.001,49
    +25,60 (+2,62%)
     
  • S&P500

    4.420,64
    +17,98 (+0,41%)
     
  • DOW JONES

    34.981,51
    +188,84 (+0,54%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.156,75
    +83,25 (+0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1654
    +0,0471 (+0,77%)
     

YouTube copia 3 recursos da Twitch para fortalecer sua plataforma de lives

·2 minuto de leitura

Embora o YouTube seja usado para realização de transmissões ao vivo, inclusive no cenário de games, é fato que rede não tem nem metade dos recursos que os concorrentes especializados. A rede é bastante conhecida por ter youtubers famosos, mas o mesmo não se pode dizer dos streamers, e isso pode estar prestes a mudar.

O site de vídeos planeja adicionar à plataforma ao menos três recursos conhecidos da Twitch: criação de clipes, bate-papo exclusivo de assinantes do canal e enquetes ao vivo. A ideia é ampliar a interação com o público nas entradas ao vivo e ajudar no compartilhamento de momentos memoráveis das transmissões.

Será possível clipar trechos das lives no YouTube (Imagem: Reprodução/Google)
Será possível clipar trechos das lives no YouTube (Imagem: Reprodução/Google)

A possibilidade de “clipar” vai permitir aos espectadores capturarem trechos das transmissões, com intervalos de cinco a 60 segundos, para compartilhar nas redes sociais ou outros locais. Na Twitch, isso é bastante usado para criar memes e conteúdos com base nas reações dos streamers, por exemplo.

O youtuber que não quiser poderá desativar essa possibilidade nas configurações avançadas do Studio. Vale ressaltar, contudo, que ela só será liberada para quem tiver no mínimo 1.000 inscritos.

Modo para apenas inscritos

Também inspirado na Twitch, o chat exclusivo com os assinantes deve desembarcar nas transmissões do YouTube. Esse modo são permite que os perfis inscritos consigam escrever e interagir com o bate-papo, o que facilita a moderação das transmissões e evita mensagens inconvenientes.

O "Sub Mode" vai permitir que apenas inscritos falem no bate-papo(Imagem: Reprodução/Google)
O "Sub Mode" vai permitir que apenas inscritos falem no bate-papo(Imagem: Reprodução/Google)

Pelo que parece, o site de vídeos do Google terá ainda uma opção exclusiva para esse recurso. Será possível definir quanto tempo de casa um assinante deve ter para poder enviar mensagens no chat. No caso de um sorteio, por exemplo, o criador de conteúdo pode estipular como regra que apenas quem tem mais de três meses de inscrito poderá enviar uma mensagem para participar.

Enquetes ao vivo

Como diz o ditado: a voz do povo é a voz de Deus. Embora na vida real isso possa ser uma baita furada, nas transmissões ao vivo a premissa costuma ser levada a sério. Muitos streamers gostam de contar com a opinião dos seus visualizadores para saber o que produzir.

(Imagem: Reprodução/Google)
(Imagem: Reprodução/Google)

O YouTube agora vai oferecer essa possibilidade para o criador de conteúdo saber do que o público gosta e ainda incentivar a interação. Obviamente, as enquetes só serão exibidas no momento das transmissões em tempo real, não sendo visíveis caso alguém esteja assistindo ao vídeo após o fim.

Qual outro recurso você sente falta nas streams realizadas pelo YouTube? Acredita que as novidades implementadas podem trazer melhorias para as transmissões? Deixe suas impressões nos comentários abaixo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos