Mercado fechado

YouTube avalia permitir assinatura de serviços terceiros pela sua plataforma

Rafael Arbulu

Uma função interessante da Apple e da Amazon pode também ser adotada pelo YouTube em um futuro próximo: segundo o site The Information, a maior rede de vídeos do mundo está em conversas com os principais canais pagos e produtores de conteúdo dos EUA para implementar a possibilidade de usuários utilizarem a própria plataforma do Google como vetor para assinaturas de serviços pagos de terceiros.

Trocando em miúdos: Apple e Amazon possuem a função “Apple TV Channels” e “Amazon Channels”, que permite aos seus usuários nos EUA assinarem serviços pagos de canais famosos, como o CBS All Access, Starz, Showtime, Comedy Central e diversos outros por meio de suas Apple ID / conta da Amazon. O Google, por meio do YouTube, busca implementar algo similar.

O serviço YouTube TV pode começar a oferecer assinaturas de canais pagos da TV a cabo norte-americana, a exemplo do que já fazem Apple e Amazon

Até o momento, porém, não se sabe em que posição anda essa negociação, então é difícil precisar um período exato de lançamento. Atualmente, o YouTube tem a oferta do YouTube TV, o seu serviço de streaming, que oferece conteúdo ao vivo e sob demanda advindo de emissoras de TV a cabo. O serviço conta com 2 milhões de assinantes e tem custo de US$ 50 (R$ 216,59 na cotação de hoje), mas ainda não chegou no Brasil. Não está claro ainda se essa nova oferta seria atrelada ao serviço já existente ou se o YouTube estaria abrindo uma nova frente de negócios.

A medida, porém, pode se tornar uma boa via de receita para o YouTube. Isso porque, tal qual os exemplos de Amazon e Apple, a rede de vídeos do Google levaria um percentual em cima das vendas de assinaturas realizadas por sua plataforma: as duas empresas citadas, por exemplo, recebem algo entre 30% e 50% do valor de assinaturas vendidas por meio de suas estruturas, então a medida, caso seja real, pode ser bem lucrativa para o YouTube.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: