Mercado abrirá em 1 h 40 min
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,84
    +0,64 (+0,56%)
     
  • OURO

    1.826,60
    +12,60 (+0,69%)
     
  • BTC-USD

    30.450,20
    +471,75 (+1,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    684,85
    +442,17 (+182,20%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.526,60
    +61,80 (+0,83%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    +112,70 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.482,75
    +238,00 (+1,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3102
    +0,0297 (+0,56%)
     

YouTube anuncia apoio a 35 criadores de conteúdo negros no Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O YouTube anunciou nesta quinta-feira (27) os 135 criadores selecionados para fazer parte da Turma 2022 do Fundo Vozes Negras, criado em 2020 para apoiar produtores de conteúdo negros. Entre os escolhidos estão 35 brasileiros, além de influenciadores da África do Sul, Canadá, Estados Unidos, Nigéria, Quênia e Reino Unido.

Na lista dos brasileiros contemplados estão nomes como John Wallison, Fabiane Pereira (do Papo de Música), Rao TV, Gabriela Loran, Canal do Zé, Kamille Ramos, oCastrin, Na Rédea Curta (Sulivã Bispo e Thiago Almasy) e Hawk. Os canais escolhidos abrangem os mais diversos temas, beleza, esportes, games, educação, literatura e comédia são alguns dos exemplos.

O fundo oferece um ano de apoio e inclui financiamento inicial para canais, programas de desenvolvimento, oficinas e oportunidades de networking.

Segundo Bibiana Leite, diretora de desenvolvimento de parcerias de conteúdo no serviço de vídeos e líder do YouTube Black no Brasil, a plataforma tem como foco educar o público sobre justiça racial, além de ajudar artistas negros a prosperarem no ecossistema.

“Nossa comunidade do YouTube Black está repleta de pessoas criativas, apaixonadas, talentosas, brilhantes e motivadas. Temos a honra de dar a esses criadores recursos para continuarem a expandir suas vozes. Queremos apresentar novas narrativas que enfatizam o poder intelectual, autenticidade, dignidade e alegria das vozes negras.”, acrescentou ela.

Em 2020, a empresa prometeu investir US$ 100 milhões (R$ 540 milhões) no programa dedicado a amplificar e desenvolver vozes e histórias negras por pelo menos três anos. Em 2021, 35 criadores e artistas negros brasileiros e o YouTube Originals Creator Spotlight, lançado em novembro, receberam apoio da iniciativa.

"Os criadores negros têm desempenhado um papel importante na formação da cultura no YouTube. Da moda e comédia à política, aprendizagem e bem-estar, os criadores negros impulsionaram nossa plataforma", disse a plataforma

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos