Mercado abrirá em 57 mins
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,42
    +0,66 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.801,00
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    62.783,47
    +1.754,32 (+2,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.238,32
    +33,77 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.381,75
    +40,75 (+0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5664
    -0,0144 (-0,22%)
     

Yellen pede apoio de CEOs de Wall Street sobre teto da dívida

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, tem pedido apoio aos líderes das maiores empresas financeiras de Wall Street nos últimos dias em sua campanha para pressionar os republicanos a aprovarem o aumento ou a suspensão do teto da dívida, segundo pessoas a par do assunto.

Most Read from Bloomberg

Yellen entrou em contato com CEOs como Jamie Dimon, do JPMorgan Chase, Jane Fraser, do Citigroup, Charlie Scharf, do Wells Fargo, Brian Moynihan, do Bank of America, e um representante sênior do Goldman Sachs, disseram as pessoas, que falaram sob anonimato.

É mais um sinal de pressão crescente sobre o governo dos EUA para evitar uma possível crise caso não seja mais capaz de se financiar para pagar as contas. Na terça-feira, a Câmara de Deputados dos EUA aprovou um projeto de lei que suspenderia o teto da dívida por mais de um ano, mas é quase certo que a medida será barrada no Senado. Yellen disse que o Tesouro pode esgotar sua capacidade de pagar as obrigações dos EUA em outubro.

Se o projeto da Câmara não for em frente, os democratas podem optar por aumentar o teto da dívida por meio do chamado procedimento fast track, que não precisa do apoio republicano.

As fontes disseram que Yellen pediu aos executivos que se manifestem publicamente sobre o assunto.

Um porta-voz do Tesouro não quis comentar, assim como o JPMorgan, Citigroup e Bank of America. Goldman Sachs e Wells Fargo não fizeram comentários imediatos.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos