Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    34.384,79
    -1.282,57 (-3,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Yellen diz que juros mais altos seriam ‘plus’ para EUA e Fed

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse o que o presidente Joe Biden deve levar adiante seus planos de gastos de US$ 4 trilhões, mesmo que isso estimule uma inflação que persista no próximo ano e taxas de juros mais altas.

“Se terminássemos com um ambiente de taxa de juros ligeiramente mais alta, seria na verdade um ‘plus' do ponto de vista da sociedade e do Fed”, disse Yellen no domingo em entrevista à Bloomberg News, no retorno da reunião de ministros das Finanças do G7 em Londres.

O debate sobre a inflação se intensificou nos últimos meses. De um lado, Yellen e especialistas argumentam que o aumento de preços atual é impulsionado por anomalias transitórias criadas pela pandemia, como gargalos na cadeia de suprimentos e maiores gastos com a reabertura das economias. Do outro, críticos dizem que os trilhões em ajuda governamental podem levar à alta duradoura dos custos.

Os pacotes de Biden adicionariam cerca de US$ 400 bilhões em gastos por ano, disse Yellen, argumentando que isso não é suficiente para causar uma aceleração da inflação. Qualquer alta de preços resultante do pacote de resgate desaparecerá no ano que vem, afirmou a secretária do Tesouro.

“Lutamos contra uma inflação muito baixa e taxas de juros muito baixas há uma década”, disse a ex-presidente do Federal Reserve, acrescentando que “queremos que voltem” a um ambiente normal de taxas de juros “e, se isso ajuda um pouco a aliviar as coisas, então não é uma coisa ruim, é uma coisa boa.”

Compras de ativos

O principal índice de preços ao consumidor nos EUA subiu 4,2% nos 12 meses até abril, e os números de maio devem ser publicados na quinta-feira.

O Fed se comprometeu a apenas começar a reduzir o ritmo mensal de US$ 120 bilhões de compras de ativos depois que houver “progresso adicional substancial” na inflação e no emprego.

O presidente do Fed, Jerome Powell, que substituiu Yellen no comando do banco central em 2018, busca convencer investidores de que não tem planos de retirar o apoio à economia tão cedo. Powell e outras autoridades monetárias continuam a projetar a taxa básica de juros próxima de zero até 2023.

A criação de empregos nos EUA se acelerou em maio - juntamente com os salários -, e a taxa de desemprego caiu para 5,8%, de acordo com relatório do Departamento do Trabalho divulgado na sexta-feira.

“Não vou desistir dos próximos pacotes”, disse Yellen. “Não são um estímulo, mas sim investimentos para atender às antigas necessidades de nossa economia.”

Ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais do G-7 realizaram uma teleconferência em 28 de maio, na qual o grupo pressionou Yellen sobre suas opiniões sobre a inflação, de acordo com uma autoridade do Tesouro. O grupo acabou concordando com sua avaliação de que os aumentos de preços ao longo do ano provavelmente serão transitórios, disse a autoridade, que conversou com repórteres sob condição de anonimato.

Yellen disse que as autoridades de política monetária podem administrar qualquer possível avanço persistente da inflação.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos