Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.574,75
    +1.378,51 (+2,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Yellen diz que investimento privado é fundamental para combater a mudança climática

·2 minuto de leitura
A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, no Salão Oval da Casa Branca, em Washington, D.C., em 9 de fevereiro de 2021

O custo de lidar com a mudança climática é "enorme" e os investidores privados terão que aumentar o financiamento da energia renovável e outras inovações para a economia americana, afirmou a secretária do Tesouro, Janet Yellen, nesta quarta-feira (21).

Um dia antes de o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, organizar uma cúpula climática virtual com 40 líderes mundiais no Dia da Terra, Yellen falou com um grupo bancário internacional para desenvolver a abordagem do governo sobre o "risco existencial".

"Depois de permanecer à margem durante quatro anos, o governo dos Estados Unidos está totalmente comprometido a voltar a se unir à luta contra a mudança climática", destacou em um discurso no Instituto de Finanças Internacionais.

Cumprir com os objetivos do Acordo Climático de Paris "vai exigir uma ação ousada e urgente, nada menos que transformar setores importantes da economia global, especialmente quando se trata de como geramos energia e transportamos pessoas e bens".

Nesse sentido, citou uma estimativa que diz que o preço para tornar a economia dos Estados Unidos neutra nas emissões de carbono é de 2,5 trilhões de dólares, e enquanto o plano de infraestrutura e empregos de 2 trilhões proposto por Biden proporciona investimentos críticos, "cumprir com o custo total durante os próximos 10 anos exigirá substancialmente mais".

"O capital privado deverá cobrir a maior parte desse vazio", sentenciou.

O enviado dos Estados Unidos para o clima, John Kerry, afirmou nesta quarta-feira mais cedo que o financiamento privado é o "único lugar" onde encontrar os recursos e a tecnologia necessários para reduzir as emissões.

Funcionários do governo disseram que Biden anunciaria na quinta-feira um novo e ambicioso objetivo dos Estados Unidos para reduzir drasticamente as emissões que causam a mudança climática durante a próxima década, e pediria aos líderes mundiais para que façam o mesmo.

hs/cs/llu/lda/aa