Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.345,82
    +1.857,94 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.376,89
    -141,41 (-0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,60
    +0,32 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.851,70
    +9,60 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    29.279,04
    -728,79 (-2,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    657,35
    -17,53 (-2,60%)
     
  • S&P500

    3.973,75
    +72,39 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,24
    +618,34 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    12.051,25
    +210,50 (+1,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1439
    -0,0089 (-0,17%)
     

Yellen diz que EUA estão em constante discussão sobre mais sanções contra a Rússia

Secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos estão em constantes discussões com seus parceiros sobre mais sanções contra a Rússia e podem ser necessárias "ações adicionais" para pressionar Moscou a interromper sua agressão contra a Ucrânia, disse nesta quarta-feira a secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen.

Yellen afirmou em conferência do Wall Street Journal que não prevê nenhuma ação específica, mas afirmou que novas medidas são prováveis "se a Rússia continuar com sua guerra contra a Ucrânia".

A Rússia diz que sua ações são uma "operação militar especial".

(Reportagem de Andrea Shalal)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos