Mercado fechará em 2 h 40 min

Xuxa fala sobre vida sexual depois dos 50 anos: "Melhorou muito"

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
Xuxa no "Altas Horas". Foto: reprodução/TV Globo
Xuxa no "Altas Horas". Foto: reprodução/TV Globo

Xuxa Meneghel relembrou momentos importantes de sua trajetória e abriu um pouco de sua intimidade em conversa com Serginho Groisman no “Altas Horas” do último sábado (21). No bate-papo, a apresentadora de 57 anos se derreteu pelo namorado, Junno Andrade, pela filha, Sasha, e falou também do relacionamento com o piloto Ayrton Senna.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Segundo a loura, a chegada da maturidade foi transformadora. “Caiu a ficha de que a idade chega para todo mundo. Aos 50 anos foi quando eu reencontrei o Junno. Então foi uma virada muito grande na minha vida (...) Dizem que a vida começa depois dos 50. A minha vida sexual depois dos 50 melhorou muito, porque eu tenho um companheiro que me ama, que gosta do que eu posso oferecer a ele, sem muitas cobranças”, disse.

Leia também:

O relacionamento de quase uma década com o atual companheiro, aliás, é motivo de felicidade para a eterna Rainha dos Baixinhos. “Eu comecei a viver coisas que eu não tinha vivido a minha vida inteira. Veio o Junno na minha vida e eu falei: ‘É o cara!’. A gente vai fazer nove anos e eu estou muito feliz. Estou passando por um momento muito bom porque eu tenho uma pessoa que me aceita do jeito que eu sou”, afirmou.

A maternidade também foi um assunto abordado na entrevista. Xuxa afirmou que sua vida mudou muito depois que do nascimento de Sasha, fruto de seu relacionamento com Lucino Szafir, em 1998. “Comecei a olhar para minha mãe diferente, para as mães diferente, comecei a me colocar em segundo, terceiro plano. Eu precisava ser uma pessoa boa, só pensava nela. Minha filha tem que ter orgulho de mim. Ser mãe e ser uma mulher amada é muito importante”, declarou.

Sobre o namoro com Ayrton Senna, morto em 1994 em um acidente de Fórmula-1, a apresentadora conta que teve um pressentimento. Segundo ela, sua vontade era procurá-lo para conversar.

“Mesmo separados há um tempão eu ainda gostava dele, ainda tinha vontade de ficar com ele. Me lembro que no sábado eu ia terminar umas músicas, domingo ele ia correr, e eu falei que na segunda-feira ia atrás dele. E disse: ‘Estou com um pressentimento de que ele vai se machucar, e vou atrás dele na segunda-feira’. Fiquei falando muito. Depois vieram me contar que ele também ficou falando de mim, e que ia conversar comigo”, recordou.

Xuxa diz que, na época, acreditava que os dois ainda iriam se encontrar. “Não deu porque não existiu o ‘mais à frente’, porque aconteceu o que aconteceu ou porque, de repente, ele poderia estar casado com alguém, e eu não faria isso. Vai ficar sempre no ‘não sei’. Porque eu não tentei, não fui, não deu”, disse.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube