Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.399,91
    +2.506,59 (+2,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.895,63
    +1.116,76 (+2,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,08
    -0,47 (-1,05%)
     
  • OURO

    1.818,10
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    18.818,57
    -31,81 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    369,69
    -10,17 (-2,68%)
     
  • S&P500

    3.662,45
    +40,82 (+1,13%)
     
  • DOW JONES

    29.823,92
    +185,28 (+0,63%)
     
  • FTSE

    6.384,73
    +118,54 (+1,89%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,19 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.809,34
    +21,80 (+0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.440,50
    -11,75 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3042
    -0,0028 (-0,04%)
     

Xuxa diz que hoje não aceitaria "abuso de poder" de Marlene Mattos

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
Xuxa é entrevistada por Renata Ceribelli no "Fantástico". Foto: reprodução/Instagram/renataceribelli
Xuxa é entrevistada por Renata Ceribelli no "Fantástico". Foto: reprodução/Instagram/renataceribelli

Abuso de poder. É assim que Xuxa descreve sua relação com Marlene Mattos, diretora que foi sua empresária por muitos anos. A rara declaração, desde que a dupla rompeu sua relação profissional, foi feita ao “Fantástico”, durante entrevista que vai ao ar na noite deste domingo (1º). Até na autobiografia lançada recentemente pela Rainha dos Baixinhos, não há detalhes sobre a briga.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal “O Globo”, o trecho que faz referência a Marlene será transmitido no podcast do programa, logo após a exibição na TV da conversa conduzida pela repórter Renata Ceribelli.

Leia também:

Questionada se “Marlene foi um marco na sua vida”, Xuxa responde de forma direta: “Foi uma pessoa que mexeu muito com a minha cabeça. Não só com a minha, mas com a das Paquitas. As histórias [de Xuxa e das paquitas] se misturam quando a gente conversa sobre isso e vê que ela usou muito abuso de poder em cima da gente”.

Segundo Patrícia, a apresentadora diz que sua postura na época contribuiu para que isso acontecesse e garante que atualmente age de forma diferente.

“A gente se considera pessoas que deixaram que tudo isso acontecesse com a vida da gente. Não fomos forçadas a fazer absolutamente nada. Eu deixei ela tomar conta da minha vida. Ela fazia as coisas e eu aceitava. Aceitar ser conivente é uma coisa que eu não aceito [hoje] de jeito nenhum. Nem dela, nem de ninguém. Ninguém fala o que eu tenho que vestir, ninguém fala o que eu tenho que falar, ninguém fala o que eu tenho que fazer. A não ser que eu concorde. Você quer que eu vista? Tá bom, gostei, vou vestir”, afirmou.

Ao fazer essa retrospectiva da parceria, Xuxa diz que sua atitude acabou influenciando outros membros de sua equipe. “Tem uma coerência hoje no que tô falando, fazendo e aceitando. Antes não tinha. Eu falava amém e acabou. Acho que não era só comigo. Era com todo mundo que trabalhava comigo. Quando pergunto: por que vocês aceitavam? As pessoas dizem: Porque você aceitava”, explicou.

Na reportagem, o “Fantástico” também deu espaço ao pronunciamento de Marlene, que não mudaria a forma como agiu com a então pupila.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube