Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,23 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,34 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +0,19 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    50.061,75
    +1.504,62 (+3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,20 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,51 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    -11,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7806
    -0,0053 (-0,08%)
     

Xiaomi revela conceito de celular com quatro bordas curvadas estilo "cachoeira"

Redação
·3 minuto de leitura

O Mi Mix Alpha era apenas um conceito, mas a Xiaomi notou seu impacto e estuda levar sua ideia para o mercado. Em um novo vídeo demonstrativo, a companhia apresentou um celular conceito que conta com bordas “invisíveis” e tela que se estende até as laterais do aparelho — sem qualquer botão ou entrada USB-C.

CEO da Xiaomi confirma fim do Mi Mix Alpha, mas há novidades a caminho
Mi 10 Ultra será o celular comemorativo de 10 anos da Xiaomi

Dessa vez, o projeto não é tão ambicioso quanto o topo de linha inédito apresentado em setembro de 2019, mas mostra sinais de evolução tecnológica da fabricante. O modelo do vídeo conta com tela curva que acompanha as laterais das quatro arestas, onde realoca a barra de notificações para os lados, junto as informações de conexão e carga de bateria.

A montagem da demonstração é semelhante aos vídeos promocionais da companhia e destaca o belíssimo visual do aparelho — que mais parece ter saído direto de filmes futuristas de ficção científica. Na frente, o aparelho não apresenta nenhum recorte para lentes, o que indicaria a existência de câmeras frontais sob o display.

Rapidamente, o vídeo exibe as ações dos botões de volume laterais substituídos por gestos de toque nas bordas do aparelho. De toda forma, o ajuste não seria tão preciso quanto aplicado em componentes físicos, mas apenas com o aparelho físico poderia revelar a aplicabilidade do conceito e como ele se comporta em cenários comuns.

AnúncX_io iminente?

Em uma publicação no seu blog oficial, a Xiaomi comentou sobre o aparelho e a sua busca pelo formato de smartphone composto “apenas por tela”. “O maior desafio na produção da primeira tela com curvas nos quatro lados não é a flexibilidade da tela, mas fabricar um painel de vidro com 88° de curvatura e sua montagem.”, descreve a fabricante.

A gigante afirma que a construção do painel é diferente do que conhecemos em painéis flexíveis, e que o processo exigiu a criação de ferramentas próprias para manipulação e montagem do aparelho. “Aquecer e dobrar [o vidro] em 800°C e alta pressão, quatro ferramentas diferentes de polimento e mais de dez procedimentos complexos para finalização”, relata ao listar alguns dos elementos necessários para reproduzir o conceito.

Um celular sem portas

Se a novidade do momento são celulares que não acompanham adaptadores para tomadas, o aparelho apresentado pela Xiaomi vai além e apresenta o que seria o primeiro smartphone sem qualquer porta física para conexão. O conceito apresentado em vídeo se apoia totalmente na recarga sem fio e conexões Bluetooth, no que seria um passo mais próximo do “verdadeiro smartphone em corpo único”.

As alternativas adotadas para manter a usabilidade do aparelho são várias: recarga sem fio, câmeras e alto-falantes sob o display, sensores de toque sensíveis à pressão “e mais”, como descreveu a companhia. E, detalhe, não há qualquer botão físico incluído no dispositivo, tampouco o de bloqueio de tela.

Não há previsão para o lançamento do celular inovador — pois trata-se de um conceito e sua chegada pode nem estar próxima. A contar pelo adiamento sucedido por cancelamento da produção em massa do Mi Mix Alpha (ele morreu ainda na fase de protótipo), não seria uma surpresa se o novo celular inovador sequer chegasse às lojas; ainda assim, sua ideia sinaliza quais são as ambições da Xiaomi para o futuro dos smartphones.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: