Mercado abrirá em 9 h 11 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,06
    +0,42 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.774,90
    +5,90 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    34.710,71
    -1.029,20 (-2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    861,30
    -78,65 (-8,37%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.429,23
    -372,04 (-1,29%)
     
  • NIKKEI

    27.980,87
    -983,21 (-3,39%)
     
  • NASDAQ

    13.998,25
    -36,75 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9983
    -0,0378 (-0,63%)
     

Xiaomi registra patente para celular com câmera pop-up em forma de disco

·2 minuto de leitura

A Xiaomi recebeu o registro para um novo design de celular que permite que a marca lance mais um dispositivo com uma câmera frontal no estilo pop-up, ou seja, que só aparece para o usuário quando o software para captar selfies é ativado — semelhante ao que já é visto, por exemplo, com o Poco F2 Pro ou o Mi 9T/Mi 9T Pro.

No entanto, conforme a nova certificação obtida pela fabricante chinesa sugere, esse novo dispositivo adota um visual um pouco diferente. Ao invés do tradicional mecanismo que faz com que uma pequena peça surja de dentro do celular, o novo design faz com que a lente frontal apareça como um disco, que é girado no interior do dispositivo — algo um tanto mais extravagante do que o mecanismo utilizado pela Xiaomi nos celulares já lançados.

Patente mostra funcionamento da nova câmera pop-up (Imagem: LetsGoDigital)
Patente mostra funcionamento da nova câmera pop-up (Imagem: LetsGoDigital)

De acordo com as imagens anexadas na certificação, o disco da câmera frontal conta com um conjunto de duas lentes, que são alinhadas horizontalmente. Infelizmente, não há detalhes sobre as possíveis especificações do modelo, portanto não há informações sobre as características de cada sensor.

A parte traseira também chega um pouco diferente em relação ao design que já se popularizou com os smartphones de várias fabricantes. Ao invés de um grande módulo que abriga todo o conjunto de câmeras, essa nova solução da Xiaomi aposta em lentes “soltas”. Haverá uma maior, que ficará centralizada, e mais duas auxiliares, que são posicionadas à esquerda e direita da principal, que também formará um conjunto alinhado horizontalmente.

Apesar de não ter sido divulgado detalhes de especificações, é possível que a composição traseira chegue com características parecidas com o Xiaomi Mi 11 Pro, isto é, com uma lente principal de 50 MP, uma ultra angular de 13 MP e uma periscópica de 8 MP.

Outros detalhes que a patente entrega incluem uma conexão USB-C, um alto-falante e a gaveta para cartão SIM na parte inferior do celular e um botão físico alongado na esquerda — provavelmente para controlar o volume do dispositivo.

É importante destacar que essa certificação foi solicitada pela Xiaomi em novembro de 2020, junto à CNIPA — Administração Nacional de Propriedade Intelectual da China, um órgão de homologações chinês equivalente à Anatel, no Brasil. No entanto, a patente só foi registrada nesta terça-feira (1).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos