Mercado fechará em 3 hs
  • BOVESPA

    121.781,34
    -127,69 (-0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.301,06
    -566,09 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,93
    +0,01 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.835,20
    -2,40 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    56.033,97
    -1.667,16 (-2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.497,50
    +1.254,82 (+517,07%)
     
  • S&P500

    4.134,47
    -53,96 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    34.142,55
    -600,27 (-1,73%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.013,81
    -581,89 (-2,03%)
     
  • NIKKEI

    28.608,59
    -909,71 (-3,08%)
     
  • NASDAQ

    13.263,25
    -93,50 (-0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3482
    +0,0080 (+0,13%)
     

Xiaomi pode lançar primeiro celular do mundo com câmera de 200 MP

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

A corrida das fabricantes para apresentar celulares topo de linha com câmera acima de 100 MP deu uma acalmada nos últimos meses com a chegada de sensores fotográficos mais poderosos, mas isso não quer dizer que acabou. A própria Xiaomi, por exemplo, pode ser a primeira marca do mundo a oficializar um smartphone com resolução inédita, segundo informações vindas da China.

O popular informante Digital Chat Station revelou nesta segunda-feira (26) que a Xiaomi deve apresentar neste ano um celular com 200 MP, algo ainda não visto no mercado. Atualmente, smartphones como Galaxy S21 Ultra, Mi 11 e Motorola Edge+ utilizam a maior resolução presente em um dispositivo móvel: 108 MP. A novidade deve oferecer ainda mais definição às imagens, mesmo em ambientes com pouca luz devido ao tamanho do sensor.

Ao que tudo indica, o inédito sensor de 200 MP deve chegar em nome da Samsung — em janeiro, surgiram rumores de que a família ISOCELL ganharia muitos modelos inovadores este ano, incluindo um sensor de até 200 MP. Além disso, a sul-coreana apresentou o processador Exynos 2100 no mesmo mês que traz suporte para câmeras nesta resolução.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Embora ainda não haja muitas informações sobre o sensor, é esperado que cada pixel tenha 0,64 mícrons (μm), menor que o presente no ISOCELL GN2 de 50 MP, que equipa o Mi 11 Ultra, de 1,4 μm. Na prática, o aparelho com pixels maiores tem mais possibilidade de oferecer fotos de maior qualidade, mas outros fatores ainda precisam ser considerados, como tamanho do sensor, abertura e tecnologias embarcadas.

Curiosamente, a Xiaomi deixou de equipar seus principais lançamentos com câmeras de alta resolução nos últimos meses — e parece ter dado muito certo. Após o Mi 10 Pro, que chegou com câmera de 108 MP, a marca lançou o Mi 10 Ultra com um sensor de 48 MP e foi uma grande surpresa na indústria, tornando-se um dos melhores aparelhos para fotos de 2020. Já em 2021, ela apresentou o Mi 11 Ultra, atual rei da fotografia segundo o site DxO Mark — e o sensor é de "apenas" 50 MP.

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)

De qualquer maneira, não se sabe quando (ou se) a Xiaomi apresentará o smartphone, portanto continue acompanhando o Canaltech para não perder nenhuma novidade!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: