Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.016,07
    -3.204,68 (-6,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Xiaomi pode lançar novo celular com bordas super finas e lente periscópica

·2 min de leitura

Uma patente registrada pela Xiaomi indica que a marca poderá apresentar um novo celular top de linha, com visual bastante diferente da linha Mi 11 e dos rumores relacionados ao Xiaomi 12. Ainda não se sabe em qual série o dispositivo será posicionado, mas vários detalhes dele foram revelados pela documentação.

Patente mostra aparelho com visual diferente de qualquer outro celular da Xiaomi (Imagem: LetsGoDigital)
Patente mostra aparelho com visual diferente de qualquer outro celular da Xiaomi (Imagem: LetsGoDigital)

Segundo a patente apresentada pela marca chinesa, o smartphone terá um grande módulo de câmeras na parte traseira, com destaque para a lente principal, que poderá atuar em conjunto com um sensor de 108 MP, ou talvez até 200 MP. Ela ficaria localizada na parte superior de uma série de câmeras ordenadas verticalmente, com lentes ultrawide e zoom na sequência.

É provável que esta última lente telefoto seja do tipo periscópico, que permite maior alcance para imagens mais distantes, sem perda de qualidade por meio do zoom óptico. Até o momento, a Xiaomi oferece zoom de até 5x no Mi 11 Ultra, e portanto ainda fica atrás da Samsung com seu Galaxy S21 Ultra, que chega a 10x de zoom óptico — é possível que a companhia chinesa chegue mais próximo da concorrente, mas por enquanto não passa de especulação.

Mesmo que a implementação de módulos de câmera centralizados não seja raridade na Xiaomi, é mais comum que eles apareçam em celulares intermediários e de entrada. Portanto, esse celular poderá apresentar uma nova tendência para a marca nos próximos anos, em que os componentes ocupam um grande espaço na tampa traseira do dispositivo.

Módulo centralizado é mais comum em aparelhos intermediários ou de entrada da Xiaomi (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Módulo centralizado é mais comum em aparelhos intermediários ou de entrada da Xiaomi (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A patente não faz referência a entradas 3,5 mm, USB-C ou similares. Porém, a marca poderá apresentar esses detalhes em uma fase mais avançada de desenvolvimento do dispositivo, como já aconteceu em registros anteriores de documentações da Xiaomi. Na parte frontal, a tela terá bordas bastante finas, mas não simétricas — enquanto os lados são curvados e se estendem até as laterais, as partes inferior e superior são mais espessas. Os cantos são arredondados, e a câmera frontal ficaria localizada na seção superior esquerda, dentro de um furo circular no display.

É possível que esse smartphone seja uma das variantes da família Xiaomi 12, prevista para ser lançada no final deste ano. Porém, rumores anteriores já indicam que os futuros aparelhos terão um design diferente do que a patente mostra, então não se descarta a possibilidade desse novo modelo fazer parte de uma linha completamente diferente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos